Guia da Semana

A volta de Madonna

Quase cinqüentenária, a chamada "rainha do pop" se reiventa mais uma vez



Em agosto de 2008, três nomes que revolucionaram o pop chegam aos 50 anos: Prince, Michael Jackson e Madonna Louise Veronica Ciccone. Ainda na crista da onda e causando expectativas está ela, que chega também a seu 11º álbum de inéditas. Hard Candy chega às lojas no dia 28 de abril e já está causando frisson na internet desde março.

Segundo a Warner, as faixas estarão disponíveis para download em aparelhos celulares uma semana antes do lançamento mundial do disco. (E, vindo dela, quem duvidaria de uma bela estratégia de marketing?). Mas por enquanto, somente usuários da operadora européia Vodafone serão privilegiados. O primeiro item do álbum a vazar foi a capa do álbum. Depois duas ou três faixas. E por último, o clipe de Four Minutes, com a participação de Justin Timberlake em dueto.

Justin, aliás, também assina a produção do disco junto de Timbaland - o produtor mais quente da América, Pharell Williams, Danja e a própria cantora. Se por um lado, seu último trabalho Confessions on a Dancefloor (2005) revisitava a era disco numa atmosfera completamente moderna e dançante, com influências de house e electro, este novo parece caminhar pra outro lado - o que também não é novidade na carreira de Madonna, e sua ânsia (e quase obrigação) de se reiventar. As reverências a respeito já são esperadas e devem partir da crítica do mundo inteiro. Mas será que é pra tanto?



Se as façanhas de Madonna, a assinatura de Timbaland e a participação de Justin forem pressuposto, digamos que sim. O single dá a letra para uma guinada ao hip hop e adjacências do R&B, num projeto mais "urbano", como ela mesmo já confirmou. Mas, sinceramente, vendendo horrores ou não, a mistureba moderna pode soar batida e meramente radiofônica aos ouvidos mais atentos e àqueles que não seguem Madonna com cega devoção. Ambição, ao menos, o projeto tem de sobra. Instigar o mundo ela conseguiu mais uma vez.


Quem é o colunista: Renata D´Elia
O que faz: é jornalista e tradutora.
Pecado gastronômico: pizza.
Melhor lugar do Brasil: Paris? Londres?
Fale com ela: deliaboard@yahoo.com.br



Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças