Guia da Semana

Adeus, Michael

Entre polêmicas e lágrimas a turnê que Michael Jackson preparava em Londres teve um fim inesperado. Precocemente, o mundo se despede do Rei do Pop

O rei do pop derrubou os portões de Neverland e até quis retomar o trono, mas ninguém contava com um fato que chocou o mundo na quinta-feira, 25 de junho. O astro surpreendeu a todos pela última vez. Após anunciar que realizaria 50 shows na capital britânica até 2010, Michael que ensaiava sua volta aos palcos e até dava indícios de que seria possível ressurgir das cinzas, morreu vítima de parada cardíaca, deixando saudade em uma legião de fãs e um vasto reinado musical.   

Segundo o próprio cantor, estas seriam suas últimas apresentações ao vivo, por isso, reviveria clássicos e prometia surpresas nas performances. Enquanto isso, longe do Reino Unido, alheios às acusações e críticas da mídia, os fãs brasileiros começavam a sonhar com o momento perto do Rei, o que nunca mais será possível. Falamos com dois dos mais fiéis deles, para ter uma ideia de como andava a expectativa por aqui.

Fãs incansáveis

Vamos esquecer um pouco as polêmicas e focar em alguns fatos. Michael tinha um talento indiscutível na dança e nos vocais, razões pela qual foi alçado ao título de Rei do Pop em seus tempos áureos, inspirando artistas como Justin Timberlake, Chris Brown e Usher, que adoram reproduzir alguns de seus passos. Mas não há como negar que as transformações corporais radicais e as denúncias de pedofilia chamaram tanta atenção quanto Bad e Thriller.

Foto: Reprodução

Thriller é o álbum internacional mais vendido de todos os tempos

Mas as controvérsias parecem não atingir Adriana Almeida, que aos 35 anos continua sua fã incondicional. "Cresci ouvindo a nata da música negra americana, incluindo os Jackson 5. Eu me tornei ainda mais fã quando vi pela primeira vez o clip Thriller. Já deixei de ir aencontros com meu namorado (atualmente marido) para ver shows, ou de comprar e fazer muitas coisas na minha vida por conta desse amor imenso. Não me arrependo".

Histórias com a de Adriana são bastante comuns entre os seguidores do cantor, que hoje choram. Um pouco mais inusitada é a do auto-intitulado Rei do Pop brasileiro, Dirceu Jackson. Apresentador de um programa de televisão homônimo, Dirceu se apaixonou pela música do ídolo no álbum Off The Wall, em 1977. "Não existe um artista no mundo que possa chegar ao que é o Michael Jackson. Sem dúvida, seria a maior turnê que um artista já fez, inesquecível para todos. Ele próprio iria se superar".

Pode parecer loucura de fã, mas Dirceu afirma que costumava bater um papo com Michael direto de Neverland, via telefone e messenger. Entre as milhares de declarações de amor feitas em nome do Rei do Pop original, sobrou até para o seu primogênito. "Não sei se é uma loucura, mas meu filho, de um ano, se chama Michael Victor Jackson", diz o apresentador.

Foto: Reprodução

Michael no Brasil durante a gravação de seu clipe They Don´t Care About Us

O que vinha por aí

Os ensaios para os aguardados shows na O2 Arena começaram em maio, mas a cabeça dos fãs ia longe. Ignorando a visível ausência da velha forma do cantor, as expectativas eram das mais otimistas. "Acr

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças