Guia da Semana

As estrelas do Quebra Nozes

Solistas da 22ª edição do balé contam a experiência de encenar um dos mais tradicionais espetáculos natalinos

Por Thiago Kaczuroski



Um dos mais belos espetáculos de Natal, O Quebra Nozes é encenado pela Cisne Negro Cia. De Dança desde 1983. Este ano, entre os 160 dançarinos que participam da montagem, os papéis principais do clássico balé de Tchaikovsky ficaram com os solistas Demis Moretti e Denise Siqueira.

Denise, que participa do espetáculo desde 1996, afirma que as exibições do Quebra Nozes trazem emoções diferentes. Ela conta que todo ano são modificadas peças do figurino, do cenário, e mesmo a coreografia dos bailarinos tem alterações, pra levar aos espectadores uma nova edição do balé a cada temporada.

Para a bailarina, existem algumas diferenças entre os públicos de diferentes cidades: "Em São Paulo os espectadores são mais fiéis, compram os ingressos com antecedência. Eles realmente esperam pelo Quebra Nozes no fim do ano". Já no interior, a recepção é outra: "Em cidades onde espetáculos como esses não são muito comuns, o público fica maravilhado. Acaba sendo mais especial, porque são momentos mais raros".

Das passagens da companhia pelo exterior, Denise conta que o público de Nova York valoriza a dança mais que os brasileiros. Em duas apresentações que o grupo fez na cidade, o teatro ficou lotado. Diferença nos públicos é o que também sente o solista Demis Moretti, que desde agosto vive na Alemanha, onde participa do Staats Theater de Wiesbaden. "Na Alemanha o público é muito mais respeitoso, e quando gosta do espetáculo, demonstra isso claramente. É comum receber aplausos de 30, 40 minutos".

Para ele, os brasileiros não estão acostumados com os espetáculos de dança. "Muitas vezes, aqui no Brasil, quando digo que sou bailarino, as pessoas perguntam: ´Mas você não trabalha?´. Não reconhecem que é um trabalho que exige oito horas de dedicação, seis dias por semana".

Demis, que voltou para o Brasil semana passada, especialmente para o musical, ensaiou sua coreografia na Alemanha, com a ajuda dos professores de sua companhia. O dançarino que encena o Quebra Nozes desde 2000 e já dividiu o palco com bailarinas como Karina Olmedo, Ana Botafogo e Daniela Severian, diz que tem mais afinidade com sua parceira atual, Denise Siqueira. "Já dançamos juntos várias vezes, então nos entrosamos muito bem". Após a temporada brasileira, Demis volta para a Alemanha, onde tem contrato até julho de 2007.

O Quebra Nozes fica no Teatro Alfa de 15 a 22 de dezembro. Para saber mais sobre o espetáculo clique aqui.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças