Guia da Semana

Avenida 23 de Maio ganha a maior galeria de arte a céu aberto da América Latina

Mais de 200 artistas trabalham nos 15 mil metros quadrados dedicados ao grafite

Foi-se o tempo em que a arte urbana (mais conhecida como grafite) batia de frente com os órgãos públicos e ambos viviam em pé de guerra, onde desenhos eram feitos, apagados, refeitos, apagados novamente... e assim sucessivamente.

Prova disso é o novo projeto da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, para a Avenida 23 de Maio. A ação reúne mais de 200 artistas com a intenção de fazer dos 15 mil metros quadrados de muro a maior galeria de arte a céu aberto da América Latina.

Para que isso fosse possível, o prefeito Fernando Haddad reuniu-se com o secretário Juca Ferrari (cultura) e um grupo de artistas que, juntos, ajudaram a escolher os grafiteiros que hoje estão na iniciativa. Entre eles, nomes como Binho Ribeiro, Ozi, Mauro Neri, Mundano, Nick Alive, Tikka Meszaros, Toddy, Bárbara Goy e Rui Amaral.

Além dos materiais para a produção, a Prefeitura auxilia na segurança dos envolvidos através da Guarda Civil Metropolitana, na limpeza dos muros, ampliação da iluminação e corte de grama com a coordenação das Subprefeituras e a Secretaria Municipal de Serviços.

O secretário afirma que esse tipo de iniciativa busca, além de trazer a arte para a rua, humanizar a cidade e democratizar o seu acesso. Além disso, ele defende que a função desse projeto é dialogar, colorir o cinzento da cidade e substituir os muros frios por muros artísticos.

Os mais de 70 muros da Avenida 23 de Maio, entre o Terminal Bandeira e a passarela Ciccilio Matarazzo em frente ao Museu de Arte Contemporânea (MAC), antigo Detran, ganham intervenções – ao todo são 5,8 quilômetros de novos grafites.

Além de uma demonstração de respeito pela arte, o Projeto da 23 de Maio também abre portas para futuras intervenções urbanas, o que é de extrema importância para o desenvolvimento e conhecimento da cultura do nosso país. 

 

Atualizado em 29 Jan 2015.

Por Nathália Tourais
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA