Guia da Semana

Casar pra Quê?

Na peça, divertido e apaixonado casal encena o dia a dia de um casamento feliz e cheio de diferenças

Uma história baseada em situações reais, comuns a praticamente todas as pessoas. Essa é a essência do espetáculo Casar pra Quê?, escrito por Alessandro Anes, que também está no elenco.

No espetáculo, Ana Lúcia e Pedro Paulo formam um casal "real" e muito divertido. Ela gosta de passear e fazer compras no shopping, de ficar horas pendurada ao telefone com as melhores amigas e não perde a novela por nada. Já o marido não abre mão de uma pelada com os amigos, sempre quer uma cerveja gelada e não deixa escapar uma oportunidade para falar mal da "adorada" sogra.


Fotos e Vídeo: Divulgação
Na peça, Ana Lúcia e Pedro Paulo vivem entre tapas e beijos, como grande parte dos casais


Quem se identificou com alguma - ou algumas - dessas situações provavelmente não é o único. Mas, como conviver com tantas diferenças? Pedro Paulo e Ana Lúcia brigam, discutem e se metem nas mais bizarras trapalhadas para passar a vida a dois a limpo. Mas, apesar disso, são completamente apaixonados e não se desgrudam.

Nessa comédia romântica, todas as cenas têm um fundo de verdade e o público vira confidente dos personagens, em um clima intimista. Para criar a peça, o autor se inspirou em conversas, confissões e desabafos ouvidos nos corredores e nas mesas de bar. O assunto era sempre o mesmo: relacionamentos entre homens e mulheres.

Mas, será que vale a pena viver entre tapas e beijos? Afinal, casar pra quê? Depois da apresentação, certamente, a plateia vai tirar suas próprias conclusões.


Ficha Técnica:
Texto: Alessandro Anes
Direção: Anja Bittencourt
Elenco: Alessandro Anes e Ana Teresa Welerson
Produção: Felipe Fagundes
Gênero: Comédia Romântica
Duração: 70 minutos
Classificação: 14 anos


Serviço
Local: Teatro Miguel Falabella
Endereço: Avenida Dom Hélder Câmara, 5332, Del Castilho, Norte Shopping, 2º piso, Rio de Janeiro
Telefone: (21) 2595-8245
Data: até 27 de fevereiro de 2011.
Horário: quinta a domingo, 18h.
Preços: R$ 30,00 (quintas e sextas) e R$ 40,00 (sábados e domingos). Nos dias 27, 28, 29 e 30 de janeiro, os espectadores que levarem 1 garrafa de 1,5 litro de água mineral pagam apenas R$ 15,00 pelo ingresso. As doações serão encaminhadas aos desabrigados da região Serrana do Rio.


Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças