Guia da Semana

Caso de família

É realmente o fim da banda Oasis ou somente uma jogada de marketing para chamar a atenção da mídia?

Foto: Site Oficial

Já li algumas matérias e ouvi de outras pessoas que a eterna briga dos irmãos Gallagher, da Oasis, era puro marketing para promover a banda. Não fazia sentido dois irmãos, o mesmo sangue, viver em pé de guerra o tempo todo e ainda produzir um som tão bom como eles produziam, com letras inteligentes e harmonias do bom e velho rock britânico. Pois é, se era fachada ou não ninguém sabe, mas que a banda sempre viveu em conflitos, isso ninguém duvida.

Se a gente parar para analisar, uma banda também é uma família. O líder ou os líderes são os pais, responsáveis pela família, pelas contas da casa, a mesada dos filhos. E é obrigação deles cuidar do lar e do ambiente familiar. E não era isso que os irmãos Gallagher faziam. Aliás, foram tantas formações na história do Oasis que hoje eu não sei dizer quantos bateristas, baixistas e guitarristas já passaram pela banda. E muitos deles saíram brigados com um dos Gallagher. A única diferença entre uma banda e família, é que no primeiro caso os pais não se importam quando os filhos vão embora, enquanto no segundo os pais sentem a ausência dos filhos, por mais que a briga tenha sido das piores.

Além de tudo isso, Noel e Liam ficaram marcados pelas declarações ácidas e irônicas. Uma das mais engraçadas que eu li foi quando Noel disse que a banda inglesa The Verve era a segunda melhor do mundo. Na hora perguntaram: "E qual é a melhor, Noel?" Ele respondeu: "Nós, claro". Curto, grosso e objetivo. Isso sem falar em alguns shows cancelados, como o discutido acústico MTV, por causa da ausência de Liam, que alegou estar com dores de garganta. Na verdade, deve ter sido birra de irmão mais novo. E quem é irmão mais novo sabe o que estou falando. E quem é o mais velho, sabe ainda mais.

No meio de tantas brigas, discussões, desentendimentos, o Oasis terminou. E nós, admiradores do rock inglês, temos somente a perder com isso. Só nos resta vasculhar o que eles já gravaram. Mas quem sabe no futuro, quando os dois tiverem mais velhos e com a cabeça no lugar, lá no programa da Oprah, eles façam as pazes, para depois brigarem novamente, claro. Afinal, família é família.

Quem é o colunista: Fernando Segredo.

O que faz: Redator Publicitário.

Pecado gastronômico: Comida italiana ou japonesa.

Melhor lugar do Brasil: Os lugares que ainda não conheci.

O que está escutando em seu mp3, iPod ou no carro: Dave Matthews Band, João Gilberto, Vanessa da Mata

Fale com ele: fsegredo@gmail.com ou acesse seu blog

Atualizado em 26 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças