Guia da Semana

Denise Fraga em Sem Pensar

Em cartaz no TUCA, a comédia é mais uma empreitada de Denise Fraga nos palcos e explora o fracasso familiar de forma poética

Foto: João Caldas

Kiko Marques e Denise Fraga em cena de Sem Pensar

A atriz Denise Fraga desembarca nos palcos do TUCA, em São Paulo, para mais uma montagem teatral. Desta vez, o espetáculo conta com Luiz Villaça, seu marido há 16 anos, na direção. O texto escolhido é Sem Pensar, versão brasileira para Spur of the Moment, da jovem escritora Anya Reiss e sucesso de público em Londres. A dramaturga de apenas 17 anos conseguiu levar milhares de espectadores europeus ao teatro e foi destaque em diversas publicações.

Villaça conta que conheceu o texto em uma viagem com Denise para divulgação do seu longa O Contador de Histórias. "Resolvemos aproveitar a viagem para conferir algumas montagens em Londres. Escolhemos as peças no Brasil e compramos os ingressos pela internet. Fomos surpreendidos, porque justo na semana em que estávamos lá, uma das revistas de maior importância tinha como manchete 'Se você tiver apenas um dia em Londres, confira Spur of the Moment'", lembra o diretor.

Foto: João Caldas

Denise Fraga, Kiko Marques, Julia Novaes e Virgínia Buckowski

Ao assistir à produção, ele ficou surpreso com a estrutura narrativa, que lembrava o cinema, e Denise enxergou a chance de realizar o desejo de trazer o seu marido para os palcos. "De repente, me vi diante de um plano geral com uma hora e trinta minutos de duração, sem cortes e sem possibilidades de retoque", comenta Villaça ao ser questionado sobre o desafio de dirigir no teatro.

Depois de uma longa temporada com A Alma Boa de Setsuan, Denise afirma que sentiu vontade de encarar esta produção porque o texto mexe com uma área que a atrai muito: a linha tênue entre o humor e o drama, presente em seus trabalhos para a TV, como Retrato Falado. "A Anya, mesmo com apenas 17 anos, conseguiu reunir em um texto o modelo clássico de uma comédia dentro de um drama. O humor amacia os assuntos e é um poderoso veículo de comunicação. Gosto de ver o público gargalhar, mas com lágrimas nos olhos... mexido pela magia do teatro".

Foto: João Caldas

Os jovens atores Julia Novaes e Kauê Telloli

Na trama, Denise interpreta Vicky, matriarca de uma família que caminha para o abismo, já que toda vez que inicia alguma conversa com o seu marido, Nick, uma briga acontece. Há ainda a filha do casal, Delilah, que, com apenas 13 anos, se apaixona por Daniel, um rapaz mais velho que aluga um quarto em sua casa. A confusão é grande quando todos se ouvem, mas ninguém realmente escuta o que o outro quer dizer neste jogo de relações humanas.

Ninguém é apontado como vilão ou mocinho na história. A construção é verossímil ao mostrar que todos têm momentos lúcidos, mas também agem de maneira errada. Nem mesmo a personagem de 13 anos, que poderia ser o espelho da autora, se comporta de maneira adequada em todas as situações. O casal diz que é intrigante a maneira como uma garota de 17 anos consegue tratar de relacionamentos que refletem a nossa sociedade de maneira tão densa e ainda deixa no ar o questionamento "afinal, o que é ser maduro?".

Na busca por esta resposta, o público deve sair tocado pela montagem e até se perceber ali refletido. "Imagino as pessoas saindo do teatro e um dia, ao estar no meio daquela briga já tão comum na cozinha, começar a rir, ao lembrar da peça", brinca Denise. A comédia, com ares de drama, fica em cartaz no Teatro da PUC-SP até 31 de julho.

Atualizado em 12 Jun 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças