Guia da Semana

Fábio Porchat fala sobre o espetáculo Fora do Normal

O Guia da Semana conversou com o humorista mais bombado da atualidade

Não dá para falar de humor e não citar Fábio Porchat. Até porque, o currículo do comediante carioca conta com grandes produções humorísticas, como os programas televisivos "Zorra Total" (redator e ator), "Junto & Misturado" (redator e ator), "Os Caras de Pau" (redator), "Esquenta" (roteirista e participante) e "A Grande Família"(ator) – todos da Rede Globo –, os filmes "Vai Que Dá Certo" e "O Concurso – O Filme" e a produtora de vídeos Porta dos Fundos, cujo canal no Youtube se tornou um fenômeno de audiência em menos de um ano de existência.

Confira os musiciais que agitam os teatros de SP em 2013
Veja uma maratona de teatro para aproveitar o fim de semana
Saiba tudo sobre teatro no canal do Guia da Semana

Como dá para perceber, Porchat tem grande facilidade para trabalhar em diversos projetos simultaneamente. E essa característica – que pode ser considerada uma ótima qualidade – foi crucial para o comediante viajar o Brasil com o espetáculo Fora do Normal, seu stand up solo.

De 6 de setembro a 30 de novembro o espetáculo fica em cartaz no Teatro Frei Caneca, em São Paulo. Segundo Porchat, a temporada paulista promete ser tão boa quanto as temporadas das outras cidades. "Eu me sinto muito em casa em São Paulo. O público paulistano adora dar risada, então a minha expectativa é a melhor possível", afirma o humorista.

Se você tiver cinco minutinhos, não deixe de ler o bate-papo do Guia da Semana com o Fábio Porchat. A risada, como sempre, é garantida:

O espetáculo Fora do Normal, que é o seu solo de stand up, está em cartaz desde 2010. De lá para cá muita coisa mudou ou o texto base da peça ainda é o mesmo?
É o mesmo. Eu sei que é triste falar isso mas nada mudou. O espetáculo é um só, é fechado, então a ideia é manter o mesmo texto. É claro que ele muda internamente, eu mesmo troco a ordem das esquetes, mas o texto em si é o mesmo.

Como funciona o processo de criação do roteiro? O start da construção das piadas surge com situações engraçadas vividas por você?
São sempre coisas já vivenciadas por mim. Eu falo sobre as minhas viagens para o Japão, Marrocos e Egito, sobre situações do meu relacionamento... A peça inteira é muito em cima de mim e minhas experiências.

O espetáculo vai ficar em cartaz em São Paulo por quase três meses. Qual é a sua expectativa para essa temporada?  
Nossa, eu estou super feliz. Os ingressos de setembro já se esgotaram e a procura está muito grande. Como eu morei em São Paulo por 19 anos eu também tenho um lado paulista na veia. A família do meu pai também é de São Paulo, então estou animado por poder encontrar com todos eles. E eu me sinto muito em casa em São Paulo. O público paulistano adora dar risada, então a minha expectativa é a melhor possível.

A estreia da peça está marcada para o dia 6 de setembro. Você sabia que é o Dia do Sexo? Isso é alguma mensagem subliminar?
Olha só! Ah, o espetáculo Fora do Normal é uma peça super gozada, né? Talvez seja por isso, rs.

Recentemente você chegou a ser criticado por tamanha exposição, já que atualmente você é um dos rostos mais vistos em comerciais e propagandas. O que você acha disso? Muita exposição pode ser ruim para a sua imagem? 
Eu acho que a superexposição só é ruim quando ela não deriva do seu trabalho. Se eu tivesse arranjado uma briga na balada ou tivesse pegando uma ex-panicat que agora é a atual do ex-BBB, por exemplo, ou fosse alvo de qualquer uma dessas notícias um pouco conturbadas, eu acho que poderia prejudicar a imagem sim. Mas como eu estou trabalhando, eu vejo que o público continua super a fim. Uma ou outra pessoa pode até comentar que está demais, mas o público de um modo geral ainda dá risada. No Twitter e Facebook eu vejo muitas mensagens da galera falando que viu três propagandas minhas e que todas estão engraçadas. Sinto que o público não se cansa com essa exposição porque cada trabalho é um trabalho, eles são diferentes. 

Você é um dos participantes do quadro Medida Certa, do Fantástico. Você acha que vai conseguir alcançar a meta de perder 10kg?
Na verdade essa não é a meta do programa. O Medida Certa tem o objetivo de melhorar a saúde e melhorar tudo por dentro. Esses 10kg é uma meta minha, eu que estipulei isso pra minha vida. A meta do Medida é diminuir centímetros, circunferências e no final do programa o meu corpo estar mais saudável.

O humorista Marcelo Adnet foi muito criticado por seu trabalho na TV Globo. Você acha que a emissora está deixando o comediante mais coxinha?
Eu não acho não. Inclusive agora ele está fazendo as paródias de clipes, coisa que ele faz super bem. Eu acho que, na verdade, são escolhas de projetos. Às vezes as pessoas querem que a gente acerte sempre, que tudo seja incrível, original, perfeito e divertido. E por isso a cobrança acaba sendo maior. E como o Adnet é um gênio, todo mundo sempre espera dele a genialidade.

Você vai comandar um programa de auditório com a Tatá Werneck no canal fechado Multishow. Você pode falar um pouco mais sobre esse projeto?
Cara, ainda não tem nada desse projeto. Zero vírgula zero. Então essa afirmação de que eu vou fazer um programa com a Tatá quase que não existe. Eu ainda nem sentei com ela para falar isso, muito menos com o Multishow. Eu quero muito trabalhar com a Tatá porque ela é maravilhosa e acho que vai ser muito engraçado, mas ainda não tem nada mesmo. Nem uma vírgula, rs.

Em 2014 você vai ganhar uma nova atração na Globo ao lado dos comediantes Marcelo Adnet e Bruno Mazzeo. Qual é a desse projeto?
Cara, isso também não é verdade. Esse projeto não é meu, é do Marcius Melhem com o Marcelo Adnet e o Bruno Mazzeo. Eu não estou nesse projeto, rs. Saiu na mídia que eu estava, mas esse projeto é só deles. Isso é muito doido, né? No fundo, aquela questão da superexposição muitas vezes é ocasionada pela própria imprensa, que acaba divulgando matérias dizendo que eu estou em um lugar que eu não estou, rs.

Em entrevista ao programa 8 minutos, do Rafinha Bastos, você disse que não aguenta mais responder a pergunta “qual é o limite do humor?”. Para não perder o costume, pra você, qual é o limite do humor?
A minha resposta é que talvez o limite do meu humor seja essa pergunta, rs.

Os rolês de Porchat em São Paulo

Restaurantes

A Famiglia Mancini é o meu restaurante preferido. A comida de lá é maravilhosa, assim como o ambiente, que é incrível. Os aperitivos também são fantásticos. Às vezes eu nem consigo jantar de tanto que como aqueles aperitivos, rs. Para quem gosta de vinhos, a casa também tem ótimos rótulos.

Passeios

Apesar de ter morado em São Paulo, eu gosto muito de conhecer a cidade. O Museu da Língua Portuguesa, por exemplo, é um lugar deslumbrante, que sempre vale ser explorado. Comer no Mercado Municipal e depois visitar o Museu da Língua Portuguesa é um programão.

Bares e Baladas

Cara, você nunca vai me ver em baladas, é raríssimo eu ir. Mas em relação aos bares, eu gostei muito do bar do Hotel Unique, o Skye. Mas o bar que eu mais frequento é o Paris 6. Tudo bem que ele não é um bar, é um restaurante, mas eu vou bastante lá. A minha vida é muito noturna, e por ele ficar aberto 24h, eu sempre acabo parando nele.

Atualizado em 16 Set 2013.

Por Anna Thereza de Almeida
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças