Guia da Semana

Fotos viscerais retratam o mal urbano

Publicação: quarta, 01 de setembro de 2010

A partir desta quarta-feira, 1º, o Museu da Imagem e do Som expõe mais de 40 imagens clicadas desde 1970 por Miguel Rio Branco. A mostra Maldicidades - Marco Zero apresenta a temática que delineou a carreira do fotógrafo, que costuma retratar detritos urbanos, periferias, prostitutas e população marginalizada.

 

Em uma das fotos que compõem a instalação, é mostrado um homem em uma favela na cidade de Lima, no Peru, segurando um jornal com a manchete "Murió el cuerpo" (o corpo morreu). O trabalho de Rio Branco tem caráter orgânico, com prioridade à carne, ao sangue e às vísceras.

 

Serviço


Endereço
: Avenida Europa, 158.

Horário: De terça a sábado, das 12h às 19h; Domingos e feriados, das 11h às 18h.

Preço: R$ 4,00 (grátis aos domingos).

Mais informações: (11) 2117-4777.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA