Guia da Semana

Mombojó

Fique por dentro da história dos recifenses que sacudiram a cena Pernambuco



Formado em Olinda, Recife, em abril de 2001, o grupo Mombojó despontou para o cenário musical na segunda metade dos anos 2000. Com o lançamento do primeiro CD Nada de Novo em 2004, distribuído pela revista OutraCoisa, de Lobão - em pouco tempo se tornou conhecido do grande público e passou a fazer shows em várias cidades do Brasil. O som dos pernambucanos sofre bastante influência do manguebeat dos anos de 90, bebendo na fonte das bandas Chico Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S.A. Além de uma mistura de ritmos que vai das batidas de música eletrônica ao jazz, passando pela bossa nova e surf music - simplificando: boa música para dançar e ouvir.

 

Antes de serem reconhecidos nacionalmente, o grupo se apresentou em algumas edições do tradicional festival pernambucano Abril Pro Rock, onde foram elogiados na edição de 2002, como "a grande revelação da nova cena de Recife". No final de 2005, eles foram contratados pela gravadora Trama, pela qual lançaram o segundo trabalho, Homem-Espuma, no ano seguinte. Por dois anos consecutivos, o Mombojó conquistou o prêmio de Melhor Grupo Musical pela Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA, em 2005 e 2006. Em julho de 2007, o integrante Rafael Virgilio, mais conhecido como Rafa ou Pirulito, faleceu de enfarto fulminante, aos 24 anos de idade - ele tocava flauta, trombone e violão. Outro membro da banda, Marcelo Campello não suportou a ausência do amigo, único com quem realmente tinha afinidade e deixou o grupo.

 

Atualmente formado por Felipe S. nos vocais e guitarra, Marcelo Machado na guitarra, Chiquinho no teclado e sampler, Samuel Vieira no baixo e Vicente Machado na bateria, a banda lançou em 2010 o CD Amigo do Tempo. A faixa Papapa virou febre na MTV, graças ao videoclipe, com um figurino que muito lembrou a fase oitentista dos norte-americanos do Devo, além do vídeo de Intergalatic do trio Bestie Boys. Ainda no mesmo, eles integraram o line-up do festival de sustentabilidade SWU, realizado em Itú, interior de São Paulo. Em 2011, os recifenses saíram em turnê para divulgação desse trabalho.


Foto:
Divulgação
Site oficial: http://www.mombojo.com.br/

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças