Guia da Semana

Os besouros e eu

Reflexões sobre um dos álbuns mais importantes da história da música



Minha relação com Beatles teve um início um tanto confusa. A primeira vez que ouvi I am the Walrus ( Magical Mystery Tour, 1967) foi na versão ao vivo e barulhenta dos irmãos Gallagher e não na versão original, psicodélica e com Lennon ao melotron.

A primeira vez que ouvi With a Litle Help From My Friends ( Sgt. Pepper´s Lonely Heart Club Band, 1967) foi na voz rouca de Joe Cocker, na abertura de Anos Incríveis, um dos seriados mais bacanas da história da tv (afinal, todos os garotos normais da minha idade já foram um pouco Kevin Arnold), e não com Ringo Starr nos vocais.

Mas me lembro exatamente como foi a meu primeiro contato com Sgt. Pepper´s Lonely Heart Club Band, disco que completou quarenta anos de existência no último dia 2.

Idos de 1999, um belo dia "errei" o caminho da escola e parti para o Centro Cultural São Paulo. Com muito tempo e pouco a fazer, fui a uma seção em que se escolhia um vinil de uma mega lista, se afundava em uma poltrona e o ouvia.

Quando a faixa título começou a chegar aos fones, a sensação era de que alguma coisa tinha mudado e que isso era irreversível.

O convite para o show da banda do Sargento Pimenta estava feito e agora o que se seguia era uma sucessão de canções que justificavam todos os elogios que eu já tinha ouvido em relação à banda e ao disco.

Sozinho e prestando atenção em cada ruído, o lúdico ficava cada vez mais aflorado. Nunca a expressão viajar sem sair do lugar fez tanto sentido.

E dentro dessa proposta dos quatro rapazes de Liverpool se tornarem a banda dos Corações Solitários, John, Ringo, Paul e George mostram, em sinergia, características musicais distintas.

A Day in the Life é o retrato do que é Lennon e o que é McCartney dentro e fora da banda.

O quarteto fantástico
O enfastiado, incrédulo e irritado Lennon começa a faixa cantando sobre as notícias que ele acabou de ler. Dois minutos depois, a canção dá uma guinada para outro canto completamente oposto e Sir Macca avança disposto, cadenciado.

Within You, Without You é um retrato musical de George Harisson. Imerso pela cultura indiana, põe de lado as guitarras e usa a cítara para acompanhar seu mantra. A musicalidade e o talento de Harrison, dentro dos Beatles eclipsada por Lennon e McCartney, aflora e dá a tônica da qualidade que teria sua carreira solo. E o Ringo fazendo seu papel. Confortável na posição na posição de coadjuvante.

Anos mais tarde, cada audição de Sgt. Peppers proporciona novas nuances, novos instrumentos, efeitos e truques de estúdio aparecem, como se nestes quarenta anos desde o lançamento diversas versões do disco tivessem sido lançadas e distribuídas por aí. Ledo engano. O nome disso é genialidade.


Quem é o colunista: Tiago Archela
O que faz: é músico, jornalista e bancário. Não necessariamente nesta ordem. As funções se alteram conforme o dia e a hora.
Pecado gastronômico: feijoada.
Melhor lugar do Brasil: São Paulo, de preferência aqueles dois quilômetros entre a Consolação e o Paraíso.
Fale com ele: tiago.coluna@terra.com.br



Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP