Guia da Semana

Produtos piratas são expostos em museu tailandês

Publicação: quarta, 11 de agosto de 2010

Em lugar de relíquias, peças desejadas e itens exclusivos, um museu de Bancoc, na Tailândia, optou por exibir artigos pirateados. São mais de 3,5 mil peças agregadas por advogados que cuidaram de processos judiciais contra a venda e distribuição de cópias falsas. O museu tem espaços divididos por categorias, como moda e produtos eletrônicos. O objetivo central da iniciativa é conscientizar turistas e população local contra a violação da propriedade, já que Bancoc é hoje considerado o paraíso das falsificações.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA