Guia da Semana

Rock And Road

Motos e rock: uma combustão que já dura seis décadas

"Vital e sua moto, mas que união feliz
Corria e viajava era sensacional
A vida em duas rodas era tudo que ele sempre quis
Vital passou a se sentir total
No seu sonho de metal"


- Vital e Sua Moto - Os Paralamas do Sucesso

Rob Halford, do Judas Priest, em sua Harley-Davidson


O velho roqueiro descrito em uma das canções mais emblemáticas dos anos 60, Too Old To Rock ´N´ Roll, Too Young To Die, do Jethro Tull, ainda preserva os cabelos compridos e as calças apertadas. A imagem pintada pela banda de Ian Anderson é uma verdadeira ode ao veterano e suas façanhas, seus comportamentos e talismãs, como as clássicas Harley-Davidson e Triumph Bonneville.

Desde que o rock ganhou musculatura em meados do século passado e passou a ser a maneira de expressão mais comum e vigorosa dos jovens da época, as motocicletas têm simbolizado não apenas um comportamento rebelde, mas uma extensão real dos princípios que nortearam a concepção do movimento: liberdade, potência e inquietação.

Motos lendárias e lendas do rock

Elvis Presley, longe dos palcos e dos sets de filmagem, encarnava a figura mitológica do roqueiro sessentista a bordo de sua lendária Harley-Davidson. A paixão do rei do rock pelas choppers foi registrada em uma série de filmes e fotografias. Em 2007, a fabricante norte-americana homenageou o trigésimo aniversário da morte de Elvis com uma edição limitada de 30 modelos da Black Harley-Davidson FLH 1957, semelhante à motocicleta que o astro possuiu nos final dos anos 50.

Em 1969, enquanto Peter Fonda e Dennis Hopper cruzavam planícies e desertos crepusculares, Jimi Hendrix ( If Six Was Nine), The Byrds ( Wasn´t Born To Follow) e The Band ( The Weight) seguiam na garupa de suas Harleys. Impossível, ainda hoje, desvincular a célebre Born To Be Wild, do Steppenwolf, da trilha sonora de Easy Rider: Sem Destino, filme que foi ponta-de-lança da contracultura norte-americana.

Jagger: motoqueiros como seguranças
No mesmo ano em que o longa-metragem foi aclamado no Festival de Cannes, uma apresentação dos Rolling Stones em Altamont, Califórnia, terminou em pancadaria generalizada quando membros da gangue de motoqueiros Hells Angels, contratados pela banda para garantir a segurança do concerto, entraram em confronto com o público. O saldo da confusão foi a morte do fã Meredith Hunter, esfaqueado pelos Angels durante o show.

Embora o road movie de Dennis Hopper tenha influenciado gerações de roqueiros, foi O Selvagem ( The Wild One), de László Benedek, que inspirou o nome do trio californiano Black Rebel Motorcycle Club. No papel de Johnny Strabler, Marlon Brando é o líder de uma gangue que não deixa nada a dever aos Hells Angels. Empolado em uma jaqueta de couro - daquelas que poderiam perfeitamente vestir Joey Ramone - o personagem antecipou uma postura rocker que prevaleceria por décadas, e que logo encontrou na iconoclastia de James Dean, principalmente em O Rebelde Sem Causa ( Rebel Without A Cause), um de seus principais espelhos.

Dentre os roqueiros fascinados por motos, está Larry Mullen Jr., baterista do U2, que não apenas tem uma generosa coleção, como pode ser visto pilotando uma de suas máquinas no clipe de Elevation. Quem também gosta de exibir suas habilidades ao guidão é o líder do Judas Priest, Rob Halford, que costuma entrar no palco a bordo uma barulhenta Harley-Davidson, marca que buscou inspiração no estilo do vocalista do Aerosmith, Steven Tyler, para criar uma série limitada de dez motocicletas.

Brasil entra na rota

No Brasil, festivais de motos têm se espelhado pelo mapa e arrastado um número cada vez maior de fãs. Em 2007, ao som dos veteranos do Steppenwolf e das bandas Velhas Virgens, Dr. Sin e Blitz, a capital federal recebeu o Brasília Music Festival Moto, que além de reunir expositores tradicionais, como Yamaha, Honda e Suzuki, contou com a equipe da Orange County Choppers, protagonista do programa American Chopper. As mais de 20 mil pessoas que lotaram o Autódromo Internacional de Brasília provaram que a combinação rock and roll e motocicleta não tem fronteiras.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças