Guia da Semana

Segundo semestre de primeira

Fim do ano promete: Franz Ferdinand, Beck e U2 soltam novo álbum, e o Brasil deve receber nomes como Justice e Leonard Cohen

Após um início de ano com meia dúzia de shows relevantes e outros poucos lançamentos de tirar o chapéu, o segundo semestre, aguardado pela profusão cada vez maior de festivais em solo brasileiro, promete ser, no mínimo, um pouco mais generoso com os fãs da boa música. Uma leva razoável de discos deve chegar às lojas, enquanto especulações tomam forma e preenchem o calendário de grandes concertos

Hora de poupar grana

Se a tão ventilada vinda do trio Yo La Tengo para o Festival Indie Rock perdeu força, nos resta torcer pela confirmação do veterano Leonard Cohen para o TIM Festival, e fazer figas pelo retorno do Sonic Youth, que pode reviver o lendário Daydream Nation em uma série de apresentações pela América do Sul. Um pouco mais para cima, no México, o genial Sigur Rós, que passou pelo Free Jazz em 2001, tem três concertos confirmado para junho. Infelizmente, tudo indica que o quarteto islandês deve deixar o Cone Sul de fora da turnê.

A celebrada dupla francesa Justice é cogitada para estrelar o Skol Beats


Dos nomes mais prováveis para o segundo semestre, como Bloc Party, Kaiser Chiefs, Klaxons e Gogol Bordello, para ficarmos em alguns exemplos, apenas o The Jesus And Mary Chain e o duo francês Justice me chamam a atenção. Enquanto o primeiro desperta um saudosismo necessário com as inesquecíveis faixas de Psychocandy, de 1985, o segundo responde por uma das promessas mais quentes da cena eletrônica surgidas nos últimos anos.

Nova fornada

Pelo menos quatro grandes lançamentos estão previstos para a metade final do ano: Oasis, Coldplay, Franz Ferdinand e U2 devem botar novos trabalhos na praça. Da banda dos irmãos Gallagher não espero nenhuma novidade, talvez uma continuação do morno Don´t Believe The Truth já esteja de bom tamanho. Já o Coldplay deve fazer, como sempre, muito barulho por nada. Embora ninguém mais acredite que o Franz Ferdinand seja a salvação do rock, os escoceses ainda têm bala na agulha e podem, sim, surpreender. Quanto ao U2, que continua a trabalhar com a dupla de produtores Brian Eno e Daniel Lanois, é difícil não aguardar um disco pelo menos competente, levando em consideração a ascensão do grupo após o clássico All That You Can´t Leave Behind, de 2001.

Beck escalou Danger Mouse e Cat Power para seu novo disco, Modern Guilt


Quem se cercou de ótimas companhias e promete botar na praça um dos melhores trabalhos do ano é o inclassificável Beck. O músico escalou ninguém menos do que a fantástica Cat Power para colaborar com o backing vocal de um punhado de canções, além de contar com a produção de Danger Mouse, do badalado Gnarls Barkley. No MySpace do cantor, já é possível conferir a primeira cria de Modern Guilt, a esperta Chemtrails.

Ainda sem previsão de lançamento, o novo álbum do Camera Obcura está sendo gravado em Estocolmo. Na gélida capital sueca, o grupo capitaneado pela charmosa Tracyanne Campbell prepara o sucessor do excelente Let´s Get Out Of This Country. Os escoceses, que perseguem a linha pop-folk consagrada por bandas como Belle & Sebastian e Wilco, foram escudados por Peter Morén, do trio Peter, Bjorn & John, em algumas apresentações pela Europa.

Peter, aliás, desembarca em São Paulo ao lado de sua banda para encabeçar mais uma edição da Invasão Sueca, agendada para setembro. Conhecido pelo estrondoso sucesso de Young Folks, o trio deve manter o alto nível do festival, que já apresentou ao público nomes interessantes como El Perro Del Mar e José González.


Quem é o colunista: Bruno Lofreta
O que faz: jornalista
Pecado gastronômico: salmão grelhado acompanhado por um belo pint de Guinness
Melhor lugar do Brasil: Embarque do Aeroporto Internacional de Guarulhos (Cumbica)
Fale com ele: sr.lofreta@hotmail.com



Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças