Guia da Semana

Sobre o jazz e outros calafrios

Como superar o frio do outono com o melhor da música instrumental



Há tempos os dias não eram tão frios. Melhor aproveitar os momentos de imersão. Aqui em casa, a amada jukebox eletrônica andou me transportando para décadas passadas e vidas futuras com álbuns inteiros. As recomendações devem vir a calhar aos mais atentos, pelo menos é o que se espera. São doses revigorantes de música para se experimentar sem pressa, e sem essa maniazinha hype vazia.

Primeiro foi Miles Davis - Sketches of Spain (1960), com arranjos de Gil Evans - que a reboque trouxe o poderoso Concierto de Aranjuez, de Joaquín Rodrigo, com a Orquestra Filarmônica da Filadélfia regida por John Williams (certamente você lembra dele como o compositor de trilhas como Superman e Guerra nas Estrelas). E teve ainda Workin´ With the Miles Davis Quintet (1956) - com a melhor versão já feita de It Never Entered My Mind; Kind of Blue (1959) e Round About Midnight (1955), nessa ordem.

Com um pé na Espanha e outro numa Florianópolis ibérica, resolvi baixar os dois volumes da mágica Antología de Paco de Lucía, que se tornou a obsessiva-compulsiva master dos últimos dias. Também teve espaço para o brilhante encontro dele com Al Di Meola, que em outra ocasião comento melhor. Sarah Vaughan, com seus três discos em português e versões de Beatles, chegou mais recentemente à jukebox, junto de uma coletânea francesa de Chet Baker - quem procura acha, meus amigos - e eu achei : Le Poet Du Jazz é o nome.

A vanguarda coexiste com os clássicos sem um pingo de chatice na presença de Laurie Anderson. Registros brilhantes, que em seguida ganharam a surpresa da fase pop de... Miles! You´re Under Arrest (1985) traz recriações de hits como Human Nature, de Michael Jackson, e Time After Time, da Cyndi Lauper. Música sem rótulos e atemporal, para aquecer o espírito.


Quem é o colunista: Renata D´Elia
O que faz: é jornalista e tradutora.
Pecado gastronômico: pizza.
Melhor lugar do Brasil: Paris? Londres?
Fale com ela: deliaboard@yahoo.com.br



Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças