Guia da Semana

TOP 10 do patrimônio cultural brasileiro

Confira museus, pinacotecas e centros culturais que merecem ser visitados

O Patrimônio Cultural Brasileiro inclui tanto bens materiais, como cidades, até bens imateriais, como a capoeira. São  muitos os pontos turísticos espalhados pelo país, mas quais são os lugares onde é possível ver arte e o que eles têm a oferecer?
 

Foto: Nathalia Clark/ APH

Museu da Língua Portuguesa, na Estação da Luz


Além da Bienal 2010, que possui três andares completos com mais de 150 expositores, entre instalações criativas e pinturas que geram a reflexão, confira dez estabelecimentos pelo Brasil para você conhecer mais sobre o assunto.

Em 2009, o Museu da Língua Portuguesa já era o mais visitado, mesmo tendo apenas três anos e recebendo cerca de 1.300 pessoas por dia. Hoje, mais de 1,6 milhão de visitantes já passaram por lá, tornando-o também o mais visitado da América do Sul. Se você está se perguntando o que interessa tanto ao público, a resposta é um conjunto de atividades como contação de histórias, teatro e música, além de cursos coordenados por profissionais capacitados e palestras relacionadas não apenas à língua, como à diversidade cultural abrigada pelo país. E tudo isso é gratuito.

Em Minas Gerais, é possível contar com o Instituto Cultural Inhotim, localizado em Brumadinho. Criado na década de 80, o local já recebeu visita até de Roberto Burle Marx, que ajudou a completar a beleza dos jardins do estabelecimento. Lá, o público vê as mais diversas obras de arte contemporânea, cercadas pelo acervo botânico produzido com coleções de diferentes partes do Brasil. A visita é orientada e pode ser tanto focada (ambiental ou arte), como panorâmica.

Foto: Divulgação/ Andre Mantelli

Magic Square, obra de Oiticica, no Instituto Cultural Inhotim

De volta a São Paulo, o MASP - Museu de Arte de São Paulo tem acervo tombado pelo IPHAN desde 1969, abrigando hoje 8 mil peças. Entre elas, pinturas que vão de Matisse e Picasso, da Escola de Paris, aos brasileiros Di Cavalcanti e Cândido Portinari. Além disso, o prédio e seu vão livre com significantes 74 metros acabaram se tornando um cartão-postal da capital paulista. O local recebe uma média de 50 mil pessoas por mês, para ver não apenas as exposições permanentes como algumas itinerantes.

Foto: Divulgação/ Masp

Museu de Arte de São Paulo: no acervo, pinturas de Matisse a Picasso

Ainda na mesma cidade, a Pinacoteca do Estado é o museu mais antigo de São Paulo, já que nasceu no começo do século (1905), para abrigar o Liceu de Artes e Ofícios. Hoje, são mais de 8 mil obras com diferentes técnicas e autores, mostrando tudo sobre a arte entre os séculos 19 e 20. Somente nos últimos anos, mais um milhão de visitantes passaram por lá, para conferir o acervo, exposições e serviços como a biblioteca do espaço, mas sem deixar de tomar um café no local.

Foto: Divulgação/ Pinacoteca
Pinacoteca do Estado: mais de 8 mil obras de arte

Já o Museu Oscar Niemayer fica em Curitiba, iniciou suas atividades em 2002 e já está entre os mais populares do Brasil. Antes sede de secretarias, o prédio chama atenção já pela sua forma, projetada pelo próprio Niemayer e com mais de 17 mil metros quadrados, além do acervo com 2 mil peças que vão de Guido Viaro a Tarsila do Amaral. Quem quiser visitar o espaço pode contar com exposições itinerantes e oficinas relacionadas.

No Rio de Janeiro, é o Museu de Arte Contemporânea um dos mais visitados, com 2,5 mil metros quadrados. A estrutura demorou cinco anos para ser erguida e abriga quatro pavimentos. Além das exposições que passam pelo local, o visitante conta com 1.217 obras da coleção João Sattamini e 369 da coleção do próprio MAC, com peças doadas por artistas.

A Fundação Iberê Camargo fica no Rio Grande do Sul e foi criada em 1995, para preservar a obra do artista. Todo ano, é possível participar de uma nova programação com oficinas, exposições, cursos, palestras e encontros de artistas que falam sobre Iberê e arte contemporânea no geral.

Foto: Divulgação/ Luciano Oliveira

MAM Bahia

Em Salvador, na Bahia, dois espaços são importantes para a arte nacional. O Museu de Arte Moderna da Bahia - MAM é sediado no Solar do União, construção do século 17. Por lá, os visitantes encontram obras de Di Cavalcanti a Portinari, além de artistas baianos. Já o Palacete das Artes Rodin, instalado num casarão de 1912, possui 62 peças originais do escultor.

Para finalizar, em Pernambuco, o Instituto Ricardo Brennand abriga o Castelo São João, com a coleção de obras de arte do empresário Ricardo Brennand, e a Pinacoteca, sempre inclusa na rota de grandes exposições.

Atualizado em 10 Abr 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças