Guia da Semana

Tribunal de Salomão

A conhecida história da Bíblia se transforma em um enredo que discute a verdade e suas diferentes formas

Foto: João Caldas


Uma peça de teatro inusitada usa o conceito da verdade como pano de fundo de uma trama surpreendente. Até que ponto os atores estão sendo verdadeiros - e como decidir quem está com a razão? Usando a história bíblica do Rei Salomão, a Barracão Cultural mostra o Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-verdades Inteiras, de graça, em três pontos distintos de São Paulo: o Parque Lydia, na Vila Prudente; na rua São Quirino, na Vila Maria; e no Parque Lina e Paulo Raia, no Jabaquara, nos dias 6, 7 e 10 de agosto.


O Rei Salomão entra na história naquela cena famosíssima da sua decisão sobre o futuro de duas mulheres que afirmam ser a mãe de uma criança. Na Bíblia, o rei resolve acabar com o imbróglio dizendo que cortaria o pequeno ao meio e daria uma metade para cada mãe. Uma das mulheres aceita o veredicto, mas a outra chora muito e disse que prefere ver o filho vivo com a outra mulher do que vê-lo morto -assim, Salomão decide que essa é a verdadeira mãe.

Já na versão da Barracão, três pessoas invadem a encenação acreditando que lá é um tribunal de verdade e querem uma solução para o seu problema: quem é o verdadeiro dono de uma garrafa que contém ninguém menos que o diabo, pego na encruzilhada, numa noite de lua cheia. "A ideia é mostrar o que é verdade, o que é mito e o que é lenda. A verdade é um ponto de vista", explica a idealizadora do evento, Eloisa Elena.


Para chegar no formato final do espetáculo, Eloisa e sua equipe fizeram uma pesquisa profunda sobre o teatro de rua, já que é a primeira vez que a Barracão faz um trabalho do tipo. As diferenças aparecem logo: além de ser muito mais democrático e atingir o público transeunte, a linguagem precisa ser mais ágil - e a música torna-se um elemento importante na construção do texto. "Ela estabelece uma comunicação com todos os públicos, é um elo que liga todos", conta ela, que também é uma das atrizes da peça. E, para descobrir quem está falando a verdade - se é que é verdade -, nada melhor do que conferir pessoalmente as sessões do Tribunal. E descobrir por você mesmo.


Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-verdades Inteiras
Telefone para informações: (11) 5539-1275
Entrada: gratuita


6 de agosto
Parque Lydia
Rua João Pedro Lecor, s/nº, Vila Prudente
Horários: às 11h e 15h


7 de agosto
Rua São Quirino, 905, Vila Maria
Horários: às 11h e 15h


10 de agosto
Parque Lina e Paulo Raia
Rua Volkswagen, s/nº, Jabaquara
Horários: às 10h30 e 14h30

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças