Guia da Semana

Vida nova após o Rehab

Confira a lista dos cantores que, diferentemente de Amy Winehouse, cansaram da postura sexo, drogas e rock´n roll e procuraram uma vida mais saudável


Na manhã de 23 de julho, foi encontrada morta, em seu apartamento, a dona da voz maior da moderna soul music. Aos 27 anos, Amy Winehouse deixa em seu legado uma legião de fãs, polêmicas por onde esteve e a dependência química. Infelizmente, a cantora inglesa é mais uma estrela a alcançar o hall dos artistas do rock que entraram no mundo das drogas e não conseguiram mais sair de lá.

Apesar de ser uma batalha inglória e com muitas vítimas - entre elas Jimi Hendrix, Elvis Presley e Kurt Cobain - algumas poucas celebridades perceberam os excessos a tempo, conseguiram dar a volta por cima e largaram o vício, para o bem da música mundial. Foi pensando nisso, que o Guia da Semana selecionou cinco personalidades que abriram mão das drogas (mesmo que momentaneamente), mas não da postura rebelde. Confira!

Steven Tyler



Quem: cantor e compositor, foi como vocalista da banda Aerosmith, ainda nos anos 70, que ganhou notoriedade. Com o apelido de Demon of Screamin (Demônio da Gritaria), faz acrobacias sobre o palco com suas roupas e lenços coloridos. Recentemente, ficou na terceira posição da lista de 100 maiores vocalistas do metal em todos os tempos, pela publicação Hit Parader.

Envolvimento: a fama e as drogas acompanharam sua vida desde o início da carreira. Em entrevista a revista People, em 2011, Steven Tyler revelou que chegou a gastar mais de R$ 30 milhões em drogas durante os 30 anos que abusou continuamente de substâncias ilegais. 

No ápice do vício, Tyler afirmou que tinha que esconder um punhado de cocaína atrás da bateria durante os shows, para conseguir chegar ao final das apresentações. Diz ter se distanciado das drogas em 2009, ao ser internado depois de cair do palco durante uma apresentação da banda nos Estados Unidos. Atualmente é um dos jurados do programa American Idol e lançou sua biografia polêmica Does The Noise In My Head Bother You?, que revela esse e outras histórias do artista.

Lobão



Quem: Começou a carreira nos anos 70, como baterista da Banda Vímara, mas foi no vocal que participou da geração a qual criou um novo mercado de música jovem no Brasil, na década seguinte. Sua carreira musical é marcada pelas suas composições famosas na voz de vários intérpretes, como Me Chama e Vida Louca Vida. Apesar do seu acústico ter a pior vendagem da história (23 mil), foi com ele que ganhou o Grammy Latino de melhor álbum de rock.

Envolvimento: começou o seu envolvimento com drogas nos anos 70, e manteve a dependência por muito tempo. Com uma personalidade bipolar e explosiva, tentou se suicidar três vezes, a última com direito a serrar os pulsos e tudo mais. O uso de substâncias ilícitas o jogou na prisão e o levou a bancarrota. Em 2010, o músico afirmou a imprensa que sempre cheirou cocaína da melhor qualidade, mas que uma hora cansou e decidiu largar o vício.

Transformou-se em apresentador da MTV, em 2007, e está na estrada com a turnê Elétrico, do seu mais novo álbum. Depois do sucesso da sua biografia Lobão - 50 anos a mil - escrita com ajuda do jornalista Claudio Tognolli - o roqueiro vai ter sua vida retratada no cinema, ainda sem data para as filmagens. "Eu sempre estive limpo, sabe por quê? Nunca fui um viciado. Tenho uma resistência brutal a esse tipo de coisa. Só comecei a cheirar muito mesmo depois que fui preso. Aí cheirava por contestação, puto!", desabafou na edição de 2005 da revista Sexy.

Rita Lee



Quem: considerada a Rainha do Rock Brasileiro, ela iniciou sua carreira de sucesso ao lado de Arnaldo Baptista (ex-marido) e Sergio dias, na banda Os Mutantes. Largou o grupo, investiu na carreira-solo e alcançou a consagração nacional com sucesso como Ovelha Negra, Fruto Proibido, Lança-Perfume e Doce Vampiro. Com 55 milhões de cópias vendidas, é a cantora Brasileira que mais vendeu na história da música brasileira.

Envolvimento: Rita experimentou maconha, mescalina e LSD ainda nos anos 60. Em 1976, foi presa grávida, por porte de maconha. Internou-se em uma clínica de reabilitação na década de 80, mas não adiantou. Antes de abrir o primeiro show dos Rolling Stones, em 1995, deu entrada no hospital por overdose, e no ano seguinte, sob efeitos de drogas, sofreu uma queda da varanda do segundo andar de seu sítio, esfacelando seu côndilo maxilar e tendo que passar por uma cirurgia para colocação de pinos de titânio.

A cantora só largou totalmente o vício em 2006, depois de procurar ajuda em uma clínica, segundo uma declaração dada ao programa Fantástico (Rede Globo). A roqueira porra-louca que já participou de orgias agora é careta, aderiu ao vegetarianismo e passa longe do álcool e das drogas.

Ozzy Osbourne



Quem: à frente do Black Sabbath, nos anos 70, o compositor e vocalista foi considerado o Pai do Heavy Metal. Na década seguinte investiu na carreira-solo e lançou músicas que se tornaram hinos do heavy metal como Mr. Crowley, Crazy Train e You Can't Kill Rock n' Roll. Em 1990, o príncipe das trevas ganhou o Grammy de melhor música para I Don't Want to Change the World.

Envolvimento: conhecido por seu comportamento alucinado e sua ligação com as drogas nos anos 70 e 80, Ozzy já assumiu ter consumido 42 tipos em 40 anos de carreira. "Tomei LSD todos os dias durante anos. Gastava cerca de mil dólares por semana com drogas e tive uma dúzia de overdoses", afirmou a imprensa, em 2000. Entre as polêmicas que cercam o seu nome, está o famoso episódio em que mordeu a cabeça do morcego jogado ao palco por um fã, durante uma apresentação.

O reality show The Osbournes, nos anos 2000, apresentou ao mundo o Madman careta, pai de família, alertando os filhos para os perigos das drogas, álcool e sexo sem proteção. "Sobreviver foi muito importante, embora aqueles anos loucos tenham sido ótimos. Agora, eu controlo a minha loucura, pois atualmente não fumo, não bebo e não uso drogas", assumiu para a imprensa brasileira em ocasião do lançamento do álbum Scream, em 2011.

Keith Richards



Quem: o músico e compositor britânico é o fundador da banda The Rolling Stones. Considerado um dos grandes nomes do rock do século 20, criou inúmeros riffs conhecidos pelo mundo todo e foi autor de (I Can't Get No) Satisfaction, o grande hino da carreira dos Stones até hoje - criada durante uma noite insônia num quarto de hotel de Los Angeles, em 1965.

Envolvimento: Desde a década de 60, Richards e os outros integrantes dos Stones têm seus nomes associados a drogas. O guitarrista da banda passou quase todos os anos 70 viciado em heroína e cocaína. Foi detido algumas vezes por porte de substâncias ilegais e perdeu seu companheiro de banda, Brian Jones, por overdose, em 1969.

A primeira vez que ele diz ter tentado abandonar as drogas foi em 1978, mas continuou a consumir cocaína até os 62 anos de idade, quando foi submetido a uma cirurgia cerebral após cair de um coqueiro. "Eu era bem meticuloso a respeito do quanto eu ingeria. Nunca coloquei um pouco a mais para ficar 'mais alto'", diz ele em entrevista exclusiva à BBC.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças