Guia da Semana

7 Dicas para casar gastando pouco

Não é preciso estourar o orçamento para organizar uma festa de casamento. Saiba como

O dia mais feliz da sua vida foi quando ele(a) pediu você em casamento. O mais triste, foi quando vocês descobriram o quanto custava, de fato, realizar a festa. Muitos noivos se assustam quando percebem o quanto cada elemento de uma celebração pode sair caro e, consequentemente, o sonho de reunir toda a família e os amigos acaba sendo adiado, às vezes por anos.

Mas não precisa ser assim: confira 7 dicas para economizar e garantir que sua festa de casamento caiba no seu bolso:

 

1. Estabeleça uma meta

Hoje em dia, é comum os próprios noivos bancarem a festa, mas é preciso ser realista para não entrar na vida a dois com a conta negativa. Antes de começar o planejamento, o ideal é que o casal converse e estabeleça um valor máximo para gastar na festa – de preferência, um valor que os dois já tenham, somando suas economias. Se esse for o caso, o dinheiro pode ser separado e guardado num fundo de investimento, para render durante os meses de preparação.

 

2. Contrate uma assessoria

A assessoria de casamento pode parecer um luxo, à primeira vista, mas é surpreendente o quanto se pode economizar com uma boa orientação profissional. Se bem escolhida, a assessoria (completa) pode ajudar a encontrar fornecedores que se encaixam no orçamento do casal, negociar contratos mais vantajosos e buscar soluções mais baratas para certos elementos da festa, de acordo com o perfil dos noivos.

 

3. Frequente feiras de casamento

Este item exige um pouco de paciência, mas é uma boa dica para quem não sabe por onde começar. Nas feiras de casamento, como a Expo Noivas (que acontece duas vezes por ano em São Paulo), profissionais de todos os tipos, desde assessorias até fornecedores de lembrancinhas, drinks, convites e vestidos, exibem seus trabalhos e oferecem descontos significativos para quem fechar contratos durante o evento.

 

4. Defina prioridades

Se o orçamento é apertado, talvez vocês tenham que abrir mão de alguns mimos para investir em outros. Por mais que uma cascata de chocolate soe tentadora, por exemplo, talvez ela não seja tão importante quanto um bom fotógrafo, ou um bom DJ. No caso de um casal que adora gastronomia, talvez o buffet seja o item mais importante, e a decoração possa ser mais barata. Conversem, descubram o que é essencial para vocês e deixem para economizar nos elementos que não são tão significativos para os dois.

 

5. Envolva sua família

Este é um item controverso, mas garante economia e pode criar uma cerimônia muito mais significativa para os noivos. Uma boa ideia para evitar problemas (como parentes e amigos trabalhando quando deveriam estar se arrumando; ou uma decoração confusa, feita por muitas mãos) é dar pequenas funções a cada um: um amigo que fala bem pode ser o cerimonialista; um parente mais prendado pode fazer vasinhos para as mesas, enquanto outro prepara uma montagem com as fotos para colocar nas paredes... Vale tudo, desde que a festa tenha a cara do casal!

 

6. Diminua a lista

Cortar nomes da lista de convidados é um processo doloroso, mas necessário. Afinal, quase tudo na festa depende da quantidade de pessoas: o buffet, o espaço, o bar, os doces... A boa notícia é que os chamados “mini weddings”, muito comuns hoje em dia, podem ser realizados em espaços muito mais charmosos, como um restaurante, o quintal da casa dos noivos ou até um hotel em outra cidade. Para fazer o “corte”, você pode considerar algumas dicas*:

- Você conversou com essa pessoa no último ano? (Se “não”, corte.)

- Você costuma ver essa pessoa fora do ambiente de trabalho? (Se “não”, corte.)

- Seu noivo/a conhece essa pessoa? (Se “não”, corte.)

- Você pode imaginar seu casamento sem essa pessoa? (Se “sim”, corte.)

- Você está convidando essa pessoa por obrigação? (Se “sim”, corte.)

 

7. Não tenha pressa

Planejar um casamento exige muita pesquisa e dedicação, mas não é preciso ter pressa: curta cada etapa, visite vários espaços, prove vários cardápios, conheça várias pessoas. Aos poucos, naturalmente, o casamento começará a ganhar forma e, quando você menos esperar, terá chegado o grande dia!

 

*Nota: o casamento é um momento muito pessoal para qualquer casal, por isso, todas as dicas expostas aqui são apenas sugestões, para serem discutidas a dois e consideradas ou não de acordo com cada situação.

 

Atualizado em 21 Mar 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

13 ideias de marmita fit para levar no trabalho

Tem receita de gnocchi, risoto, crepioca e muito mais!

Inverno saudável: receitas incríveis para quem ama massa e está de dieta

5 exercícios com bola que vão deixar sua barriga chapada (e que você pode fazer em casa)

Primeiro studio só de corrida chega a São Paulo

A academia conta com esteiras Star Trac

Terceira idade: 7 exercícios físicos indicados para os idosos

Cardiologista do HCor aponta os benefícios da atividade física para os idosos

8 sobremesas quentes e saudáveis para comer sem culpa nos dias frios do inverno

Panqueca, maça assada e suflê de chocolate estão na lista!