Guia da Semana

Conheça os benefícios do Whey Protein e saiba mais sobre suas versões

Entenda a diferença entre o Whey Protein concentrado, isolado e hidrolisado

Para quem deseja emagrecer, tonificar o corpo e ganhar massa muscular, o Whey Protein (proteína do soro do leite) é um suplemento bastante indicado – e também bastante popular. De acordo com Rodrigo Loschi, nutricionista e consultor da Max Titanium, é comprovada a eficiência da proteína do leite na síntese de proteína muscular.

"O uso de Whey Protein não deixa ninguém "fortona", isso é mito. O suplemento é uma excelente fonte de proteína como os ovos, frango ou peixe, o consumo de proteína auxilia na síntese proteica e ganho de massa muscular desde que seu treino seja programado para esta finalidade. Outra questão positiva é o estímulo para sistema imunológico, na composição do whey, estão presente aminoácidos essenciais que são cofatores para produção das enzimas de defesa", afirma Loschi. 

 

Consumir esse produto significa ingerir uma boa quantidade de proteína sem os carboidratos e gorduras que geralmente acompanham alimentos com as mesmas quantidades de proteína. Por exemplo: uma colher de Whey Protein isolado fornece cerca de 20 a 25 g de proteínas, enquanto 100 gramas de filé de frango fornece a mesma quantidade de proteína (com cerca de 4 g de gordura).

Entretanto, para que ocorra a síntese de proteína muscular, é fundamental que haja estímulo. Ou seja: se não malhar direito, o suplemento não irá funcionar. Nesse caso, ele pode até engordar pelo excesso de calorias ingeridas.

Para não correr esses riscos, é necessário saber a necessidade de proteínas de cada organismo e a maneira que esse consumo será distribuído durante o dia. Estudos indicam que a cada refeição o nosso organismo absorve cerca de 0,25 – 0,4 gramas de proteína por Kg de peso. Ou seja, para uma mulher de 60 Kg, essa conta é de 15 – 24 gramas por refeição.

CONCENTRADO, ISOLADO OU HIDROLISADO?

Whey Protein está disponível em três versões: concentrado, isolado e hidrolisado. Além do grau de “quebra” das proteínas presentes, existem outras diferenças entre eles. Entenda mais sobre cada versão do famoso suplemento:

 

CONCENTRADO
Passa por um processo mínimo de filtragem e processamento. É a versão mais saborosa e contém poucos carboidratos, lactose, gordura e minerais e pode ser utilizada por pessoas que não estão em dieta de redução calórica. Indivíduos com intolerância a lactose não devem consumir.

ISOLADO
Possui uma concentração proteica acima de 90%. Contém pouquíssimos carboidratos, lactose e gorduras. É indicado para quem está em dieta de redução calórica ou para intolerantes à lactose. Sua digestão é mais fácil. Desta forma, a absorção dos aminoácidos é mais rápida.

HIDROLIZADO
Esta versão passa pelo mesmo processo de filtragem que o isolado, mas depois ainda sofre o processo de hidrólise enzimática. O método faz com que a proteína se quebre em fragmentos menores chamados de peptídeos, o que garante a absorção seja ainda mais rápida e eficiente. O Whey 100% Hidrolisado é livre de gordura, carboidratos e lactose. 

 

Atualizado em 29 Jul 2016.

Por A.
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

13 ideias de marmita fit para levar no trabalho

Tem receita de gnocchi, risoto, crepioca e muito mais!

Inverno saudável: receitas incríveis para quem ama massa e está de dieta

5 exercícios com bola que vão deixar sua barriga chapada (e que você pode fazer em casa)

Primeiro studio só de corrida chega a São Paulo

A academia conta com esteiras Star Trac

Terceira idade: 7 exercícios físicos indicados para os idosos

Cardiologista do HCor aponta os benefícios da atividade física para os idosos

8 sobremesas quentes e saudáveis para comer sem culpa nos dias frios do inverno

Panqueca, maça assada e suflê de chocolate estão na lista!