Guia da Semana

Cuide da pele de acordo com a sua idade

A partir dos 25 anos, o organismo vai perdendo colágeno e a capacidade de renovação celular

Com o passar dos anos, a preocupação em cuidar da pele fica mais evidente, principalmente entre as mulheres. E a atenção com o rosto é sempre redobrada.

+ Descubra como acabar com a ressaca
+ Saiba se é possível emagrecer após os 40 anos

No entanto, além se uma questão simplesmente estética, os cuidados com a pele vão além. Nunca se deve esquecer, também, da saúde da tez.

» Crianças
A atenção com a cútis tem de começar na infância. Crianças com até seis meses, lactantes, não devem ser expostas ao Sol. Entre os seis meses e os três anos, os protetores solares usados têm que conter filtros especiais para esta faixa etária. E, no caso dos bebês que frequentam a praia, chapéus e camisetas com proteção solar nas fibras são indispensáveis.

» Jovens
Com a chegada da adolescência, produtos que contêm gordura na fórmula, estimulando a produção de cravos e espinhas, precisam ser evitados. O recomendável é lavar o rosto com frequência e utilizar produtos anti-acne, com adstringentes. O Sol é o fator que mais envelhece e danifica a pele. Para pessoas de pele clara, é recomendado o uso de filtros com proteção maior, que não saiam facilmente, sendo repostos constantemente. Já as pessoas de tez morena estão mais protegidas naturalmente do Sol e tendem a ter um envelhecimento de pele mais lento.

» Adultos
Algumas ações estimulam o aparecimento dos famosos "pés-de-galinha" – aquelas rugas que se formam ao redor dos olhos – antes dos 25 anos. O ato de ir ao Sol e contrair os olhos é um dos causadores do problema. Para isto, a solução é o uso de botox preventivo, ou seja, pequenas aplicações do produto com o intuito, apenas, de relaxar os músculos da região. Após os 30 anos, é necessário o uso de cremes com fórmulas menos penetrantes, com vitamina C ou ácido glicólico, e de loções noturnas, que "desestressam" a pele.

» Idosos
Tês maduras pedem correção mais intensa, com ácido retinóico ou com procedimentos mais invasivos, feitos em consultório. Estes melhoram a textura da pele e ajudam a eliminar as manchas, a flacidez e as rugas profundas.

E é importante lembrar que a maturidade da pele nem sempre corresponde à idade real da pessoa. Por isso, é indispensável uma avaliação especializada para a realização do tratamento mais adequado.

Atualizado em 30 Jun 2014.

Por Lucila Rosa
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

13 ideias de marmita fit para levar no trabalho

Tem receita de gnocchi, risoto, crepioca e muito mais!

Inverno saudável: receitas incríveis para quem ama massa e está de dieta

5 exercícios com bola que vão deixar sua barriga chapada (e que você pode fazer em casa)

Primeiro studio só de corrida chega a São Paulo

A academia conta com esteiras Star Trac

Terceira idade: 7 exercícios físicos indicados para os idosos

Cardiologista do HCor aponta os benefícios da atividade física para os idosos

8 sobremesas quentes e saudáveis para comer sem culpa nos dias frios do inverno

Panqueca, maça assada e suflê de chocolate estão na lista!