Guia da Semana

Salto e saúde: fique na moda sem prejudicar seu corpo

tamanhos, modelos e numerações de sapatos que não prejudicam sua saúde

Elegante e muito feminino, o salto alto sempre foi sinônimo de sofisticação entre as mulheres. Entretanto, é preciso cuidado, principalmente em relação à saúde dos pés e articulações. Seu uso contínuo pode gerar dores e até mesmo danos irreversíveis, especialmente quando feitos por anos a fio. Segundo especialistas, o uso excessivo pode encurtar músculos, tendões, prejudicar os joelhos e gerar varizes. Por isso é importante saber conciliar o estilo com o cuidado com o corpo e, assim, garantir bem-estar e confiança. Veja algumas dicas!

Meia-pata

Um bom truque para melhorar o conforto e diminuir a inclinação dos pés é o uso das famosas “meia-pata”. São, na verdade, plataformas embutidas na parte da frente dos sapatos, fazendo com que os saltos fiquem maiores e a estatura também aumente. Por darem esse suporte na parte da frente, a inclinação do salto não causa as famosas dores e o efeito visual agrada a diversas mulheres. Entretanto, mesmo com ela, é preciso prudência e não exagerar no tamanho, já que os efeitos nocivos podem ser os mesmos.

Tamanho

Saltos pequenos, chegando a até 4 centímetros, não são prejudiciais à coluna. Esse é, na verdade, um dos maiores mitos que rodeiam o uso desses sapatos. Os saltos mais baixos conseguem ser elegantes e não prejudicam a curvatura da coluna ou a postura. Entretanto, acima disso, eles fazem com que a coluna se projete naturalmente para trás, forçando as articulações para manter o equilíbrio.

Largura

A largura do salto pode influenciar muito no equilíbrio do sapato. Isso faz com que torções ou outros acidentes sejam evitados. Saltos mais largos são perfeitos para mulheres que desejam inovar com confiança e garantir também uma pisada mais firme. As últimas coleções apresentam modelos com um ar mais futurista, fugindo do habitual visual vintage dado por esse tipo de salto.

Botas

O uso de botas é uma excelente maneira de garantir a estabilidade, evitar torções, acidentes e até mesmo quedas. Elas conseguem proteger toda a área do calcanhar, garantindo assim que a pisada seja sempre reta e os pés não fiquem em uma posição prejudicial. Os novos modelos, como as botas de montaria, são perfeitos para quem deseja permanecer elegante sem precisar usar um salto extremamente alto. 

Numeração e suporte

Sapatos com tiras que ajudam na fixação ao pé são os mais indicados para evitar dores e posições desconfortáveis. Isso porque, quanto mais soltos ao pé, eles geralmente provocam também um esforço maior e a necessidade de manter-se em posições desconfortáveis e cansativas. Por isso, nada melhor do que uma boa tira para garantir uma pisada segura e confiante. Além disso, é importantíssimo que o número do sapato esteja correto e adequado tanto no comprimento quanto na largura. O mau posicionamento pode gerar calos, joanetes e fortes dores, principalmente quando muito apertados. 

Atualizado em 29 Jul 2015.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Entenda as diferenças entre os tipos de queijo

Cottage, queijo minas e parmesão estão na lista!

13 ideias de marmita fit para levar no trabalho

Tem receita de gnocchi, risoto, crepioca e muito mais!

Inverno saudável: receitas incríveis para quem ama massa e está de dieta

5 exercícios com bola que vão deixar sua barriga chapada (e que você pode fazer em casa)

Primeiro studio só de corrida chega a São Paulo

A academia conta com esteiras Star Trac

Terceira idade: 7 exercícios físicos indicados para os idosos

Cardiologista do HCor aponta os benefícios da atividade física para os idosos