Didi, o Cupido Trapalhão

Renato Aragão interpreta um anjo que resolve juntar um entregador e uma garota de família rica.

  • Direção: Paulo Aragão, Alexandre Boury
  • Elenco: Renato Aragão, Daniel
  • Nome Original: Didi, o Cupido Trapalhão
  • Ano: 2003
  • Duração: 85 min
  • País: BRA
  • Classificação: Livre
  • Gênero: Comédia
  • Site Original: Visite
Didi Mocó chega novamente às telonas e se junta ao grupo de anjos do cinema enviados à terra para fazer algo de bom, como o Clarence de A Felicidade Não Se Compra. Mas, aqui, o fato é que nem Deus suporta mais ter Didi no céu o tempo todo. Assim, para ter um pouco de paz eterna, o Todo-Poderoso dá uma missão ao anjo: ser cupido. Se ele conseguir unir um casal que seja, pode voltar para as alturas.

Já na terra, o cupido Didi mostra que não conhece muito bem as obras de Shakespeare, pois decide juntar justamente um Romeu (o cantor Daniel) e uma Julieta (a apresentadora Jackeline). Ele é entregador de lanches e ela, a filha de um homem de negócios, praticamente prometida a um político inescrupuloso. Didi arruma um emprego na casa do pai de Julieta e começa a tramar para flechar os pombinhos.

Depois de fazer um filme por ano no fim da década de 90, Renato Aragão ficou sem filmar desde Um Anjo Trapalhão, em 2000. Didi, o Cupido Trapalhão marca sua volta à telona, tentando ganhar o público infantil e os fãs, principalmente de Daniel e de Jackeline. Ainda fazem parte do elenco as beldades Helen Ganzarolli e Dany Bananinha, além de Kléber Bambam e Jacaré.

Este filme não está em exibição nos cinemas

Veja aqui os filmes que estão em exibição

COMENTÁRIOS

Destaques do guia