Guia da Semana

4 Motivos para assistir ao novo “Caça-Fantasmas”

Comédia dirigida por Paul Feig estreia nesta quinta nos cinemas

Chega aos cinemas nesta quinta-feira, 14 de julho, o muito aguardado reboot de “Os Caça-Fantasmas” (1984), chamado apenas de “Caça-Fantasmas”. Dirigido por Paul Feig (“A Espiã Que Sabia de Menos”) e composto por um elenco principal feminino, o filme tem sido alvo de críticas acaloradas antes mesmo de estrear – afinal, mexer com a memória afetiva dos fãs é sempre uma aposta arriscada.

O Guia da Semana foi conferir a novidade para descobrir se esta estreia vale o seu ingresso. O veredicto? Vale sim – e muito!

Confira 4 motivos para não perder esta estreia:

 

1. As Caça-Fantasmas

Depois de toda a polêmica que a escolha do elenco trouxe para este reboot, nada mais justo do que elas serem o principal motivo para você conferir o filme. E vale cada centavo: Melissa McCarthy, Kristen Wiig, Leslie Jones e Kate McKinnon têm uma química enorme em cena e cada uma tem seu jeito particular de arrancar risadas. Além disso, o roteiro esperto de Paul Feig e  Katie Dippold insere algumas piadas certeiras alfinetando o preconceito sofrido pelas atrizes por ousarem interpretar personagens que, na versão original, eram masculinos.

 

2. Kevin

Mulherada à parte, o fato é que o campeão de piadas hilárias é o secretário do grupo, Kevin, interpretado por Chris Hemsworth (“Thor”). O personagem é, ao mesmo tempo, uma crítica à tradição hollywoodiana de incluir coadjuvantes femininas atraentes e pouco inteligentes apenas como colírio para os olhos, e um presente bem-humorado para o público feminino (com direito a uma sessão de fotos sem camisa durante os créditos finais). 

 

3. Easter Eggs por todos os lados

Os fãs do clássico de 1984 também têm a diversão garantida. No novo filme, quase todos os atores relevantes do filme original fazem alguma ponta e há diversas referências aos espaços, fantasmas e eventos do primeiro longa. A propósito, pode ser uma boa ideia ficar na sala até o final dos créditos.

 

4. Diversão despretensiosa

O ponto mais positivo de “Caça-Fantasmas” é o seu tom despretensioso. Assim como o original, que não teve medo de eleger quatro nerds como seus protagonistas e misturar fantasmas, portais dimensionais e criaturas mitológicas numa aventura que, acima de tudo, deveria ser divertida, o novo filme também se permite mergulhar fundo nos absurdos de sua história, pincelando questões importantes como amizade e feminismo sem tentar se levar muito a sério. No final, o que vale é o sorriso no rosto e a música-tema na cabeça.

Atualizado em 16 Jul 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Veja os melhores cosplays da Comic Con Experience 2016 (CCXP)

Evento acontece no São Paulo Expo entre 1 e 4 de dezembro

CCXP 2016 surpreende com vídeos exclusivos no segundo dia de evento

Cena de novo “Homem-Aranha” e trailer de “Planeta dos Macacos: A Guerra” foram destaques na sexta-feira

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017

Cahiers du Cinéma elege os melhores filmes de 2016

O brasileiro "Aquarius" aparece em quarto lugar na lista