Guia da Semana

6 motivos para ver "Procurando Dory"

Longa da Disney-Pixar chega aos cinemas no dia 30 de junho

Mais uma produção da Disney-Pixar está chegando aos cinemas e, desta vez, você já conhece os personagens muito bem. Dory, Marlin e Nemo estão de volta para mais uma jornada pelos mares, em busca dos pais da peixinha azul na Califórnia.

O Guia da Semana já foi conferir o filme, que estreia no dia 30 de junho, e conta seis motivos para você não perder essa estreia:

 

1. Piper

Uma estreia da Pixar nunca é, apenas, uma estreia da Pixar: são duas. Antes de “Procurando Dory”, o público conhecerá um dos curtas-metragens mais belos já produzidos pelo estúdio: “Piper”. Nele, um passarinho precisa aprender a buscar sua própria comida e se tornar independente da mãe – uma história simples e tocante, cuja qualidade técnica vai deixar você de queixo caído.

 

2. Dory bebê

Se a Dory adulta já é uma das personagens mais adoráveis que a Pixar já levou para as telas, imagine sua versão bebê? Em “Procurando Dory”, voltamos à infância da peixinha e conhecemos sua relação com seus pais, de quem ela finalmente se lembra após muitos anos.

 

3. Hank

Um dos novos personagens apresentados no longa é Hank, um polvo com sete tentáculos que vive no Instituto Marinho e está prestes a ser devolvido ao mar, mas sonha em passar o resto dos seus dias num aquário pequeno, solitário e pacífico. É ele quem ajuda Dory a se locomover pelo Instituto e procurar seus pais, com seu jeito resmungão, mas cheio de amor. No Brasil, o personagem é dublado por Antônio Tabet.

 

4. Destiny e Bailey

A tubarão-baleia Destiny e o beluga Bailey formam uma dupla inesquecível em “Procurando Dory”. A primeira foi amiga de Dory na infância e foi quem ensinou a peixinha a falar baleiês. Destiny é um pouco cega e, por isso, não consegue nadar sem esbarrar em tudo, enquanto Bailey bateu a cabeça com força e acredita ter perdido seu sensor biológico.

 

5. Os leões marinhos

Quase sem personagens humanos, “Procurando Dory” é um festival de coadjuvantes animais cômicos, como o trio de leões marinhos que vivem ao lado do Instituto Marinho. Eles são animais pacíficos e preguiçosos que gostam muito de deitar em sua pedra sob o sol. Na versão original, Idris Elba faz a voz de um deles.

 

6. Momento-Pixar

O longa é engraçado na maior parte do tempo, mas também tem aquele momento emocionante que provoca uma "virada" na história e ensina uma grande lição, como existe em quase todos os longas da Pixar. Este, em especial (que não contaremos exatamente qual é, mas envolve conchas), consegue expressar um mundo de sentimentos sem uma única palavra – e vai encher seus olhos de lágrimas.

Atualizado em 2 Jul 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

“It”: terror baseado em obra de Stephen King ganha trailer sinistro

Filme com ator de Stranger Things estreia em setembro nos cinemas

“A Vigilante do Amanhã – Ghost in the Shell”: tudo o que você precisa saber sobre o filme que estreia nesta quinta

Longa com Scarlett Johansson é um espetáculo visual e um remake fiel – mas as discussões filosóficas já não impressionam mais

Novo trailer de “Valerian e A Cidade dos Mil Planetas” mostra a exuberância de seu universo fantástico

Filme de Luc Besson chega aos cinemas no dia 10 de agosto

Infância de Pharrell Williams será retratada em musical de Hollywood

"Atlantis" terá produção da FOX e direção de Michael Mayer

12 Filmes, séries e mangás de ficção científica para conhecer depois de “A Vigilante do Amanhã”

Obras como “Matrix” e “Paprika” dialogam diretamente com os temas do filme com Scarlett Johansson

Novo trailer de "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" mostra cena estrelada pelos Vingadores

Nova fase do herói nas telonas estreia no dia 6 de julho