Guia da Semana

Brasil para exportação

Veja o olhar estrangeiro sobre o nosso cenário com os longas metragens rodados em território brasileiro

Seja para retratar cenários paradisíacos em uma comédia romântica ou  a violência das grandes metrópoles para filmes policiais, a ex-colônia portuguesa e maior território da América Latina vem aos poucos sendo explorada como cenário pelo cinema estrangeiro. Assim como o mais recente lançamento hollywoodiano Os Mercenários, as paisagens tupininquis dão vida a roteiros, criam empatia com o público e ainda aumentam a arrecadação na bilheteria. Conheça os longas filmados aqui e suas respectivas repercussões mundo afora.

Sabor da Paixão (2000)



Ambientada na terra de Jorge Amado, a comédia romântica narra a história da sensual e ingênua Isabela (Penélope Cruz), que tem o dom de agradar aos paladares e corações masculinos. Após a descoberta da traição do marido ( Murilo Benício), abandona a cozinha de um sufocante restaurante na Bahia para buscar o reconhecimento em São Francisco, nos Estados Unidos. O aroma peculiar da culinária, em que a pimenta é predominante, torna-a uma celebridade instantânea da TV.

A diretora venezuelana Fina Torres embarcou no país durante um mês e meio para fazer as filmagens de Sabor da Paixão. O longa estreou Murilo Benício em Hollywood e foi o primeiro falado em língua inglesa por Penélope Cruz - que ficou hospedada na casa de Caetano Veloso e Paula Lavigne durante as gravações na Bahia. A trilha sonora acompanhou o cenário, resultando em um repertório com muita Bossa Nova.

Turistas (2006)



Talvez o mais polêmico filmado aqui, o longa narra a história de um grupos de turistas americanos que resolvem passar as férias no Brasil. No país, Olivia Wilde, Melissa George, Josh Duhamel e Desmond Askew conhecem um paraíso à beira-mar, mas quando menos esperam são roubados e sequestrados por uma gangue de extração de órgãos. A partir daí, o pesadelo dos estrangeiros começam.

Apresentando xenofobia, exploração sexual, sadismo e sangue, Turistas foi bastante criticado pela imprensa brasileira e internacional, mostrando uma infinidade de clichês e estereótipos pinçados pelo diretor John Stockwell. Gravado na Guatemala, nas proximidades de Ubatuba (SP) e em Lençóis (BA), o filme trazia em seu cartaz de divulgação, logo abaixo da palavra 'Turistas', a frase 'Go home' - o que em português significa 'Vão para casa'.

O Incrível Hulk (2008)



Fiel aos quadrinhos e à série de TV dos anos 70, O Incrível Hulk apresenta o fugitivo cientista Bruce Banner (Edward Norton) que busca um meio de retirar a radiação gama presente em seu sangue, fruto de um projeto secreto mal-sucedido do exército americano. Ele vive escondido em uma favela do Rio de Janeiro e longe de sua amada Betty Ross (Liv Tyler). Os militares tentam capturá-lo com a intenção de explorar o poder que faz com que Banner se transforme em Hulk.

O longa foi criado depois do fracasso de bilheteria do Hulk, de Ang Lee (2003), e procurou se desvincular totalmente deste. As cenas foram rodadas na Favela Tavares Bastos (Rio de Janeiro) e contam com a participação do lutador de vale-tudo, Rickson Gracie, como instrutor de jiu-jitsu. O filme custou para os cofres da Marvel Studios US$ 150 milhões e a arrecadação das bilheterias rendeu mais de US$ 260 milhões.

Ensaio Sobre a Cegueira (2008)



Em uma co-produção entre Japão, Brasil e Canadá, Ensaio Sobre a Cegueira é baseado no livro homônimo de José Saramago, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura. A trama mostra uma cidade invadida por uma epidemia de cegueira branca, onde parte dessa população é confinada e precisa aprender a conviver no meio do caos, violência e racionamento. No elenco, participam os atores Danny Glover, Julianne Moore, Gael Garcia Bernal e a brasileira Alice Braga.

Apesar de ser uma produção com estrutura hollywoodiana, a obra não conta com a participação norte-americana. Dirigido por Fernando Meirelles, prestigiado diretor brasileiro, o filme foi rodado em Toronto (Canadá), Montevidéu (Uruguai) e no Elevado Costa e Silva, em São Paulo. O longa abriu o Festival de Cannes de 2008 e foi orçado em US$ 25 milhões.

Os Mercenários (2010)



No melhor estilo pancadaria, explosões e tiradas de efeito, Os Mercenários, dirigido por Sylvester Stallone, entrou em cartaz nos cinemas em 13 de agosto. Acompanhado de um time de atores de elite do gênero - Arnold Schwarzenegger, Bruce Willis, Jason Statham, Jet Li, Terry Crews, Randy Couture, e Dolph Lundgren -, o longa narra as aventuras de um grupo militar, classificados como dispensáveis, reunidos para combater um ditador latino-americano.
Com o orçamento de aproximadamente US$ 60 milhões, as filmagens foram realizadas em duas partes: a primeira no Brasil, na cidade de Mangaratiba (RJ), e a segunda no Parque Lage (RJ). Sylvester Stallone criou animosidade com o público brasileiro ao críticar o país durante a divulgação do filme no Comic-Con 2010. Rodrigo Santoro, Cleo Pires e Juliana Paes chegaram a negociar com a produção do filme, porém, os únicos que participaram do elenco foram a mexicana radicada no Brasil Gisele Itié e o lutador brasileiro Minotauro.

*Fotos: divulgação

Atualizado em 10 Abr 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Veja os melhores cosplays da Comic Con Experience 2016 (CCXP)

Evento acontece no São Paulo Expo entre 1 e 4 de dezembro

CCXP 2016 surpreende com vídeos exclusivos no segundo dia de evento

Cena de novo “Homem-Aranha” e trailer de “Planeta dos Macacos: A Guerra” foram destaques na sexta-feira

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017

Cahiers du Cinéma elege os melhores filmes de 2016

O brasileiro "Aquarius" aparece em quarto lugar na lista