Guia da Semana

Crítica: “O Exterminador do Futuro – Gênesis” retorna às origens para reinventar a própria história

Emilia Clarke vive uma Sarah Connor guerreira e preparada para a chegada do Exterminador

Linhas do tempo são um brinquedo perigoso, especialmente para uma franquia que vive de reciclar a própria história. Nesta quinta (2 de julho), as máquinas tentarão vencer a guerra contra os humanos mais uma vez em “O Exterminador do Futuro: Gênesis”, e agora a estratégia envolverá não uma, mas três intervenções em pontos diferentes no passado. Será que desta vez a história será alterada?

Arnold Schwarzenegger, é claro, está de volta ao papel do Exterminador modelo T-800 e, mais uma vez, ele é o personagem mais interessante do filme. Brincando com o próprio histórico com a franquia, ele aparece em três diferentes versões: jovem, maduro e de cabelos brancos. Apesar de, teoricamente, não ter sentimentos, ele é quem mais consegue criar uma empatia com o público.

O filme começa no futuro, mostrando o momento em que o soldado Kyle Reese (Jai Courtney) é enviado ao passado por John Connor (Jason Clarke), líder da resistência humana, para proteger sua mãe Sarah Connor (Emilia Clarke). Numa jogada capaz de arrepiar qualquer fã, a cena da chegada de Kyle e do Exterminador ao ano de 1984 é recriada nos mínimos detalhes, dando uma sensação de continuidade que não se viu em nenhuma das outras sequências.

O passado, porém, está diferente daquele que conhecíamos: Kyle não encontra nenhuma garçonete ingênua, mas sim uma guerreira treinada para destruir Exterminadores e que sabe muito bem quem ele é. A missão, agora, não será mais salvá-la, mas sim evitar que a Skynet tome o poder. (Nota: Sarah repete uma frase que Kyle dissera para ela no filme de 84, invertendo os papéis).

O longa tem muitos pontos positivos e um dos principais é a forma como ele joga com (pelo menos) duas linhas temporais distintas. Além de levar em conta todo o primeiro filme e alguns elementos dos outros três, “Gênesis” acrescenta novas ações e trabalha com suas consequências no futuro e no passado.

Há um problema, porém: essas realidades paralelas inevitavelmente entrarão em conflito, como de fato acontece com o personagem de Courtney. Ao invés de explorar esse paradoxo, contudo, o roteiro prefere ignorá-lo e escorrega para um encerramento tradicional, desperdiçando uma grande oportunidade de surpreender.

Jason Clarke em cena de O Exterminador do Futuro: Gênesis

Outro ponto questionável é a escolha de Jason Clarke para o papel de John Connor. O personagem é um herói icônico na história do cinema, mas, sob a apatia de Clarke, é rebaixado a um comandante prepotente e, mais tarde, a uma marionete sem personalidade.

Felizmente, há muito humor em “Gênesis”, não apenas pela atuação carismática de Schwarzenegger, mas também pela participação de J.K. Simmons – curta, mas valiosa. Emilia Clarke também colabora com alguns momentos cômicos, entre uma cena de ação e outra.

“O Exterminador do Futuro: Gênesis” estreia de olho na nostalgia dos fãs e funciona melhor que as últimas sequências da série. Para quem gosta de viagens no tempo e ação, o longa é um prato cheio, mas quem estiver esperando uma abordagem mais humana e dramática poderá sair desapontado. Por outro lado, se seu objetivo é rever Schwarzenegger em um de seus papéis mais importantes, pode comprar seu ingresso sem culpa. Ele ainda faz a diferença.

Atualizado em 4 Jul 2015.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

“Logan” e “A Bela e A Fera” são os filmes mais vistos nos cinemas em 2017; confira os números

Veja o balanço completo das bilheterias mundiais em 2017

15 Filmes que dão uma aula sobre preconceito racial

Títulos como “Moonlight” e “Estrelas Além do Tempo” têm colocado o tema no centro das atenções

Marvel Studios divulga pôsteres incríveis de "Guardiões Galáxia Vol 2"

Filme estreia nos EUA em 27 de abril

10 Filmes que você vai querer ver nos cinemas em abril

"Joaquim" e "Guardiões da Galáxia Vol. 2" estão entre os destaques do mês

Pennywise está assustador em nova foto de "It: Uma Obra-Prima do Medo"

Adaptação do livro de Stephen King estreia em setembro

Aquaman rouba a cena em novo teaser de "Liga da Justiça"; assista

Filme estreia no dia 16 de novembro