Guia da Semana

Entre o pop e cult

Abusando da estética violenta e referências cinematográficas, Quentin Tarantino emplaca mais uma produção e mantém status de celebridade


John Travolta e Samuel L. Jackson vivem dois mafiosos, em Pulp Fiction

De balconista de locadora a diretor consagrado nas grandes telas. Cultuado pelo público, Quentin Jerome Tarantino ganhou destaque rapidamente no cinema nos anos 90, apostando nos seus diálogos memoráveis, uso de violência exacerbada e em referências pop. Vencedor do Oscar e da Palma de Ouro, o autor de Cães de Aluguel, Pulp Fiction - tempo de violência e, mais recentemente, Bastardos Inglórios, entra em cartaz com mais um longa, À Prova da Morte, e mostra seu talento inesgotável para reconstruir através da cultura pop filmes que dialogam ao mesmo tempo com o passado e presente.

O diretor transita entre Hollywood e produções independentes sem pestanejar. Atualmente é considerado um dos únicos cineastas norte americano adorado mundialmente como um astro do rock, ao mesmo tempo em que recebe convites para presidir júris de festivais de cinema internacionais, como o de Veneza. O seu dom de montar uma colcha de retalhos, com narrativas inusitadas, citações e referências a marcos notáveis do cinema, virou marca registrada para ele que renovou o arte da década passada, sendo um dos nomes mais consagrados atualmente.

Vida nada acadêmica

Tarantino nasceu em 27 de março de 1963, no Tennessee, EUA. Com ascendência italiana, irlandesa e indiana, desde pequeno foi apegado às telonas, seja para filmes clássicos, hollywoodianos ou europeus. Ele entrou no ramo cinematográfico ainda adolescente, ao trabalhar como lanterninha do cinema pornô Pussycat Theater, na Califórnia. Mas foi como balconista da locadora Vídeo Archives que fez sua escola sobre a sétima arte. Nessa época teve contato com cinéfilos e chegava ao ponto de encerrar os trabalhos, fechar a loja e passar a noite inteira assistindo longas. Além disso, sempre se juntava com dois amigos nos finais de semana para assistir uma média de quatro estreias. No fim, todo dinheiro ganhado era investido com o próprio cinema.


Bastardos Inglórios, o filme de maior público que Quentin Tarantino dirigiu

Aos 22 anos escreveu o seu primeiro roteiro - Captain Peachfuzz and the Anchovy Bandit, e decidiu que esse era o caminho para chegar nessa indústria. Com apoio e investimentos de Lawrence Bender, que conheceu em uma festa de Hollywood, tomou coragem, escreveu e dirigiu Reservoir Dogs (Cães de Aluguel), em 1992. O sucesso do filme inteligente, com estilo e muita violência, serviu de tom para seus trabalhos posteriores.

Sucesso inesperado

A indústria  logo se interessou pela jovem promessa, mas ele recusou trabalhos como Homens de Preto e Velocidade Máxima para trabalhar em cima do roteiro de seu próximo projeto, Pulp Ficton. Nos cinemas, o filme reacendeu a carreira de John Travolta, ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Original e a Palma de Ouro no Festival de Cannes, em 1994. Junto com Roger e Eu (Michael Moore) e Sexo, Mentiras e Videotape (Steven Soderberg), deu um outro rumo a indústria de filmes independentes, mostrando que eles também podem ser rentáveis.

Curiosidades

 - Famoso por seus filmes de diálogos caudalosos e obsessão à cultura pop, Quentin Tarantino abusa das cenas de violência - vide a mutilação da orelha em Cães de Aluguel, ou mesmo o personagem de Bastardos Inglórios que usa seu taco de beisebol para matar seu inimigo. 
 - Os fãs mais aficionados montam teorias a respeito dos personagens, como Rufus, em Kill Bill Vol.2 (Samuel L. Jackson), que consideram ser Jules Winnfield, interpretado pelo mesmo ator, só que agora em Pulp Fiction

 - Tarantino é famoso por ser uma enciclopédia de filmes, pelo seu conhecimento em produções estrangeiras, de gênero e pouco conhecidas. Ele assume ser fã de mais diversas áreas, como faroeste, nouvelle vague francesa, cinema britânico e ação de Hong Kong.

 - Por esse último item, seu trabalho acaba refletindo diversos estilos, com referências a outras produções, trilhas sonoras ricas e diálogos similares.


 Tarantino adia a produção de Bastardos Inglórios para adotar a temática de vingança em 2003, no longa Kill Bill, lançado em Vol.1 e Vol.2. Esse trabalho tem a influência do cinema chinês, das artes marciais, dos filmes de faroeste e do terror italiano. Uma Thurman, que já havia trabalhado em Pulp Fiction, vira protagonista, cai nas graças do diretor e se transforma em sua musa.


Dois anos depois do seu lançamento nos EUA, À Prova de Morte chega ao Brasil

Durante esse meio tempo, o diretor acumula trabalhos paralelos em roteiro de seriados, filmes e pontas como ator. Depois de seis anos, ele volta às telonas para lançar Bastardos Inglórios (2009), um filme que usa a perseguição nazista na Segunda Guerra Mundial para dar um outro tom a história. Com Brad Pitt no elenco, o longa misto de terror e comédia se torna o recorde de arrecadação de Tarantino, com mais de US$ 100 milhões só nos EUA. Junto com isso, é bem aceito pela crítica e leva o Oscar de Melhor Roteiro Original.

Em cartaz

Segunda parte de Grindhouse, projeto desenvolvido, escrito e dirigido por Quentin Tarantino e Robert Rodriguez, À Prova da Morte (2007) presta uma homenagem aos filmes de terror dos anos 70 exibidos em drive-in. Kurt Russell vive o canastrão e maníaco Mike Dublê, que usa seu carro para matar suas vítimas. A proposta pede um custo barato, qualidade baixa e abuso da estética exploitation: sexo, violência, drogas, monstros, nudez, artes marciais, etc.

Devido a problemas de distribuição, o filme demorou a embarcar no Brasil. Com data prevista de lançamento para 23 de julho, Tarantino mais uma vez homenageia um gênero sem deixar de mostrar seu toque pessoal, flertando com a cultura pop e o passado e o presente ao mesmo tempo. Longe de ser uma grande produção, ela já nasce com a marca de um legítimo produto da autoria do cineasta.

Para conhecer mais Quentin Tarantino
Cães de Aluguel, 1992 (diretor e ator)
Pulp Fiction - Tempos de violência, 1994 (diretor e ator)
Assassinos por Natureza, 1994 (roteirista)
A Balada do Pistoleiros, 1995 (ator)
Um drink para o Inferno, 1996 (diretor, roteirista e ator)
Kill Bill Volume 1 e 2, 2003,2004 (diretor e roteirista)
Albergue, 2005 (produtor)
À Prova de Morte, 2007 (diretor, roteirista e ator)
Planeta Terror, 2007 (ator)
Bastardos Inglórios, 2009 (diretor e roteirista)


Não perca:

- Mostra Rock Tarantino, 13 a 31 de julho, no Centro Cultural São Paulo
A mostra apresenta os principais filmes de Quentin Tarantino e outros que inspiraram a sua carreira de cineasta


À Prova de Morte, nos cinemas

Atualizado em 10 Abr 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

"Velozes & Furiosos 8" ganha título, teaser e sinopse oficiais

Trailer completo vai ser divulgado no próximo domingo!

ITunes lança promoção com filmes de 2016 a preços especiais

“Carol” e “A Assassina” estão entre os títulos disponíveis por até US$ 2,99

Belas Artes faz Noitão apocalíptico para “exorcizar” 2016

Maratona terá no cardápio clássicos como “Mad Max” e “Purple Rain”

Taylor Swift e Zayn lançam trecho da trilha sonora de "50 Tons Mais Escuro"; vem escutar

"I Don’t Wanna Live Forever" está disponível no iTunes e Apple Music

Primeiro trailer de "Planeta dos Macacos: A Guerra" é divulgado; assista

Terceiro longa da franquia estreia em julho de 2017

15 presentes que todo fanático por Harry Potter gostaria de ganhar neste Natal

Um mais incrível do que o outro <3