Guia da Semana

Festival Varilux traz diretores franceses ao Brasil

Artistas contestam supremacia americana e falam sobre o desafio de superar a Nouvelle Vague

Sete diretores e dois atores franceses aterrissaram em São Paulo nesta quarta-feira para divulgar seus filmes, em cartaz no Festival Varilux de Cinema Francês. Eles participaram de bate-papos com o público em sessões especiais ao longo do dia e estarão no Rio de Janeiro nos dias 3 e 4 de maio. Os filmes exibidos no Festival entrarão em cartaz no segundo semestre do ano ou poderão não chegar aos circuitos comerciais, por isso, é uma oportunidade para conferir o que há de mais novo na produção francesa. 40 cidades recebem o evento.

+ Saiba mais sobre o debate entre Walter Salles e Benoît Jacquot no Rio de Janeiro
+ Confira a programação do Festival Varilux de Cinema Francês
+ Conheça o melhor do cinema independente na Mostra do Filme Livre 2013

“É uma pena que a opinião dos americanos seja a única que conta na hora de avaliar um filme”, alfinetou a diretora, atriz e cantora Agnès Jaoui, durante o evento que marcou a chegada da delegação artística no Brasil.  Ela se referia às premiações do Oscar e à recente consagração de duas co-produções francesas na festa americana: O Artista, vencedor de cinco estatuetas em 2012, e Amour, eleito Melhor Filme Estrangeiro em 2013. “É um incentivo, é claro, mas há muito mais a ser visto, muitas obras tão boas quanto aquelas que o mundo não conhece”, completou a diretora de Além do Arco-Íris num português quase fluente – ela é mãe de duas crianças adotadas no Brasil.

Agnes Jaoui

Junto com ela, vieram os diretores Jean Paul Lillienfeld (Prenda-me), Michel Leclerc (Anos Incríveis), Danièle Thompson (Aconteceu em Saint-Tropez), Jean-Pierre Améris (O Homem Que Ri), Phillipe Le Guay (Pedalando Com Molière) e Benoît Jacquot (Adeus, Minha Rainha), que também ganha uma mostra individual no Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro, a partir do dia 3 de maio. Dois atores da “nova geração” francesa também estão por aqui: Arthur Dupont (Além do Arco-Íris e Os Sabores do Palácio) e Christa Theret (O Homem Que Ri e Renoir). Léa Seydoux (Adeus, Minha Rainha), um dos destaques anunciados para o Festival, ficou em Paris para acompanhar o Festival de Cannes, onde exibe os filmes La Vie D’Adèle e Grand Central.

Quando perguntada sobre a popularização do cinema francês, antes considerado acadêmico e inacessível, Danielle Thompson lembrou que a visão americana ainda se prende aos modelos da Nouvelle Vague que revolucionaram o cinema nos anos 60. “Depois dela, vieram muitas outras ondas... O cinema francês está em constante evolução, ao contrário de outros países.” Segundo os diretores, o incentivo do governo francês tem sido essencial nesse processo.

O Festival Varilux de Cinema Francês fica em cartaz até o dia 16 de maio. Confira a programação aqui.

Atualizado em 2 Mai 2013.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Apresentadores erram e dão Oscar para o filme errado; confira os vencedores

“Moonlight” vence e mostra reação do Oscar às polêmicas de 2016 e a Trump

17 filmes para assistir no NOW durante o feriado de Carnaval

De terror a animação, confira filmes que vão te entreter nesse feriado

Logan: "filme definitivo" do Wolverine chega aos cinemas

Longa marca a despedida de Hugh Jackman do personagem que viveu por 17 anos

Um Limite Entre Nós: filme indicado ao Oscar chega ao Brasil em cima da hora

Longa traz Denzel Washington e Viola Davis em atuações singulares

13 filmes indicados ao Oscar que você pode assistir em casa agora mesmo

Do premiado “A Chegada” ao emocionante “Fogo no Mar”, veja quais são os filmes do Oscar para assistir no NOW

Confira os melhores momentos da passagem de Hugh Jackman pelo Brasil