Guia da Semana

Jeito baiano

Discriminados, mas felizes, a adaptação do livro de Jorge Amado mostra a boemia dos baianos

Foto: Divulgação


Com muita baianidade, o filme Quincas Berro d´Água promete agradar ao público e levá-los a séries de gargalhadas tragi-cômicas em sua estreia. Considerado uma das grandes apostas do ano para o cinema nacional, o longa já ganha o interesse dos espectadores apenas com o protagonista: Paulo José. O eterno Macunaíma vai estar na pele de Joaquim Soares da Cunha, um funcionário público frustrado, que decidiu cair na boemia, divertindo-se com goles de cachaça e rodeado de mulheres. Foi a partir dessa vida festeira, que ganhou o apelido que dá nome à produção.

Sintonia do elenco

A pré-estreia do filme em São Paulo e a coletiva aconteceram no último dia 3, quando ficou nítida a sintonia do elenco, encabeçada principalmente pelo diretor Sérgio Machado, que também fez Cidade Baixa (2005). Os gaúchos, Paulo José e Flávio Bauraqui, os baianos Luis Miranda e Frank Menezes e o pernambucano Irandhir Santos eram a parte do elenco presente. Uníssonos, garantiram que os dois meses de ensaio antes das filmagens foram excelentes para o entrosamento do grupo.

De acordo com Luis Miranda, foram momentos de muita gaiatice coletiva; a preparação era séria, mas engraçada e até um pouco trágica. Paulo José chegou duas semanas depois do início das gravações, mas surpreendeu a todos com sua energia e disposição. "Tivemos que correr para alcançar o pique dele", fala Irandhir, o Cabo Martim do filme. 

Foto: Divulgação


Regado a dendê

Irandhir explica, metaforicamente, a relação dos cinco companheiros no longa, como um corpo, com seus quatro membros, que perdeu a cabeça e ficou vagando sem consciência, após a morte de Quincas. O texto é fiel ao livro de Jorge Amado, A morte e a morte de Quincas Berro d´Água. Ele tem como mote o falecimento do personagem de Paulo José, o celeuma que isso gera entre seus amigos e todos os frequentadores dos nichos da vadiagem baiana. Inconformados com a perda de seu líder, os amigos Pé de Vento (Luís Miranda), Cabo Martim (Irandhir Santos), Pastinha (Flávio Bauraqui) e Curió (Frank Menezes) capturam o morto e o levam para sua derradeira noitada de aniversário.

Após, passar pelos bares da cidade, por terreiros de candomblé, e pelo prostíbulo da cafetina Manuela (Marieta Severo), que era seu grande amor, o corpo de Quincas terminou seus dias nas águas da Baía de Todos os Santos, pois como o próprio personagem diz, "terra nenhuma iria aprisioná-lo". Tudo isso acontece de maneira turbulenta, pois sua filha, Vanda (Mariana Ximenes), coloca a polícia soteropolitana a caça do corpo do seu pai.

Foto: Divulgação


Insignificantes e importantes

"É uma história de vida caótica e engraçada", define Paulo José, que pela primeira vez tem um contato mais intenso, como ator nas telonas, com o texto de Jorge Amado. Ele apenas fez uma participação em Tieta, como Gladstone. No entanto, comenta sobre o brilhantismo do escritor, que usava muitos enfeites em suas descrições.

Sérgio Machado teve uma relação estreita com Jorge Amado e o considera responsável por seu sucesso na carreira como diretor. "Ele viu um curta meu na Bahia, mandou sua secretária me ligar e marcar um jantar em sua casa, pois queria me conhecer", diz. O autor baiano entrou em contato com Valter Salles e a partir dai começou a parceria com Machado. "Devo muito ao Jorge, tanto que meu filho tem o mesmo nome em homenagem ao autor", completa.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

“Gostosas, Lindas e Sexies” – Sex and the City à brasileira chega aos cinemas com elenco plus-size

Filme estreia nesta quinta, 20 de abril

Será? Will Smith pode ser o Gênio no live-action de "Aladdin"

Segundo o Deadline, ator está em negociações com a Disney

“Paixão Obsessiva”: suspense trash com Katherine Heigl estreia nesta quinta

Heigl interpreta uma ex-mulher determinada a eliminar a atual

“Paterson” - Adam Driver é um poeta do cotidiano em novo filme de Jim Jarmusch

Filme conta a história de um motorista de ônibus que escreve poemas nas horas vagas

Cinemark exibe “...E O Vento Levou” na próxima terça-feira

“2001: Uma Odisseia no Espaço” e “O Mágico de Oz” serão os próximos clássicos na programação

Serviço permite ir ao cinema todos os dias por mensalidade fixa

Assinaturas do Primepass variam de R$ 39,90 a R$ 139,90