Guia da Semana

Lula - O Filho do Brasil

Confira a entrevista com Glória Pires, que interpreta o papel de Dona Lindu, mãe de Lula

Foto: divulgação



Guia da Semana: Durante a coletiva você comentou que, quando o Fábio te chamou para fazer a Dona Lindu, você não entedia o porquê do filme ser feito, só compreendeu depois de ler o roteiro. Gostaria que você explicasse isso melhor.
Glória Pires:
Tive essa sensação porque o Lula é uma pessoa hiper, mega, blaster conhecida e achei que não teria mais nada a acrescentar, a não ser fazer um "docudrama", que é pegar as coisas dessa figura política e super importante e dramatizar. O que não imaginava era que, além dessa passado que todo mundo conhece, houvesse toda essa história forte, importante e desconhecida.

Guia da Semana: Então foi o corte do roteiro, narrando a vida de Lula até 1980, que atraiu para o projeto?
Glória:
Quando li o roteiro fiquei encantada com a forma como foi contada a história. Ele é redondo e não parece que as cenas são colocadas ali só pra terem um efeito. Considero a parte mais complicada de um filme, porque ali está o tempo das sequências, o peso dela dentro da história que está sendo contada, a forma como aquilo contribui para a narrativa. Quando encontro um bom roteiro, logo fico atraída.

Guia da Semana: Como foi a preparação para o personagem?
Glória:
Tive a oportunidade de trabalhar com uma fonoaudióloga quando fiz Memorial da Maria Moura e outra durante Lula, uma fono de São Paulo incrível, Sueli Master, que fez um trabalho muito bom me ajudando a achar uma outra forma de falar. Tinha essa preocupação, já que eu tenho uma voz educada, uma forma de falar projetada e tinha curiosidade de saber falar como essa mulher, criada no sertão e acostumada a falar em um outro registro.

Foto: Leonardo Filomeno


Guia da Semana: Na construção do personagem da Dona Lindu, o que teve de pesquisa, de referências maternas e de infância?
Glória:
Claro que a gente acaba agregando algumas coisas. A maquiadora falava que o cabelo da Dona Lindu era o "momento minha vozinha" e ela fazia lembrando de um cabelo que avó dela usava. Claro que tinha algumas coisas que lembravam a minha mãe, como aqueles vestidinhos de ficar em casa; minha mãe usava muito aquilo. E a gente se vendo com mais idade, acaba mesmo se achando parecida. Tem horas que estou com a cara da minha mãe, outras que estou com a cara da minha vó e às vezes até do meu pai. Tem uma sequência no hospital no filme que lembrou um fato pessoal com meu pai que ficou doente muitos anos e estava em casa todo esse período, alternando momentos bons com outros que precisavam ser internados. Foi bastante penoso e essa cena me remeteu a isso. Mas foi só, o que fiz de construção da Dona Lindu foi baseado nos depoimentos dos familiares e o que eles passaram sobre a maneira dela ser mesmo.

Guia da Semana: Você falou do encontro curto que teve com o Lula. Você lembra quais foram às palavras que ele falou depois de ver o filme?
Glória:
Ele falou pouco: "Olha, parabéns Glória! O filme ficou muito bom, muito bom mesmo!" Ele estava extremamente emocionado, com os olhos marejados e imagino, deve ser uma loucura isso, você ver a sua vida passar ali nas telas, deve ser incrível. Ele achava tudo muito bom e bem feito. Até fez um comentário, que se pudesse escolher, nasceria de novo para ter uma mãe carinhosinha que nem eu.

Guia da Semana: Junto com o Lula, você está nas grandes telas com É Proibido Fumar. Como surgiu o convite para este papel?
Glória:
A Baby é um personagem surpreendente! Eu tinha conhecido a Ana (Muylaert) em Recife, gostei do trabalho dela e ficamos em contato desde então. Depois de uns cinco ou seis anos, ela me mandou o roteiro desse projeto novo e eu adorei porque vi na Baby uma personagem rica e com espaço, porque a própria narrativa privilegia a dimensão das personagens.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

15 Filmes para ver em streaming e curtir o feriado no sofá

Neste Dia do Trabalho, assista aos melhores filmes em cartaz nos serviços de streaming

“La La Land” chega ao streaming para deixar seu feriado mais perfeito

Filme com Emma Stone e Ryan Gosling estreia no Looke, Now, Vivo Play e Google Play.

10 Filmes da seleção de Cannes que você vai querer ver em 2017

Biografia de Godard e novos filmes de Michael Haneke e Roman Polanski são destaques no festival

Filmes exibidos em Cannes têm desconto no streaming no mês de maio

Now e ITunes fazem promoção cinéfila para acompanhar o festival

26 remakes ou reboots que você nem acredita que estão nos planos de Hollywood

"Os Pássaros", "A Mosca" e "Eu Sei O Que Vocês Fizeram No Verão Passado" estão entre os filmes que podem ganhar novas versões nos cinemas

“Corra!” – terror sobre preconceito racial é uma das melhores coisas que você verá nos cinemas neste ano

Filme de Jordan Peele estreia no dia 18 de maio nos cinemas