Guia da Semana

Melhor Filme

Apesar de entrar na premiação concorrendo em um maior número de categorias (12), a vantagem O Discurso do Rei em relação aos outros longas-metragens pode ser considerada pequena. Isto porque a Academia comprovou ao longo dos anos e, principalmente, em 2010 com Avatar, que nem sempre as indicações são revertidas em prêmio. A seu favor está uma narrativa de superação, que recorreu à história da gagueira do Rei Britânico Georges VI, para ganhar a simpatia do público e dos membros do Oscar.

A Rede Social vem do lado oposto e provavelmente o diretor David Fincher já se sinta um pouco incomodado com a perda do glamour para a premiação. Isto porque, até a indicação da Academia, a película vinha como a mais aclamada pelas associações de críticos, principalmente depois se transformar na grande vencedora do Globo de Ouro, considerado o principal termômetro para o Oscar. Para reverter essa situação, o filme aposta no enredo contemporâneo sobre as relações pessoais com a história da criação do Facebook.

Considerado o azarão da categoria, o faroeste ganhou fôlego com o remake Bravura Indômita, dos Irmãos Joel e Ethan Coen. O elenco traz Jeff Bridges no papel do xerife beberrão Rooster Cogburn em um western ambientado na era pós-Guerra Civil Americana.

As ambiguidades do mergulho no subconsciente no filme A Origem podem fazem a premiação recompensar Christopher Nolan pela não indicação de seu trabalho anterior, Cavaleiros das Trevas, na categoria melhor filme. Na época, os protestos foram tantos que influenciou fortemente a decisão da Academia de elevar de cinco, para dez o número de indicados para essa categoria.

Com chances menores, mas com histórias não menos interessantes, estão alguns grandes lançamentos de 2011. O diretor Darren Aronofsky leva som e fúria em sua grande obra-prima Cisne Negro, enquanto e Minhas Mães e Meu Pai retrata os dilemas da família contemporânea. O grande destaque nessa premiação é o filme B Inverno da Alma. Com um orçamento de apenas US$ 2 milhões, triunfou em festivais e premiações independentes (Gotham Awards e Sundance) e abocanhou quatro indicações ao Oscar, incluindo a de Melhor Filme.

Entre os concorrentes estão ainda dois outros dramas baseados em histórias reais. O Vencedor leva uma narrativa sobre a lenda do boxe viciada em crack, Dicky Ecklund. E 127 Horas apresenta o angustiante acidente do alpinista Aron Ralston, que ficou preso por uma pedra durante cinco dias. A surpresa dessa lista é a animação Toy Story 3, que contou com um investimento pesado da Disney/Pixar na divulgação para angariar uma vaga na categoria.

Confira a resenha e o trailer dos dez concorrentes:



















Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Após polêmica, Bernardo Bertolucci desmente estupro em "Último Tango em Paris"

Diretor julgou repercussão como um "mal-entendido ridículo"

"Guardiões da Galáxia Vol. 2" tem o trailer mais assistido da história da Marvel

Continuação do longa de 2014 chega aos cinemas em abril de 2017

"Sully - O Herói do Rio Hudson" ganha nova data de estreia no Brasil

Filme em que Tom Hanks evita acidente aéreo teve lançamento adiado após tragédia com Chapecoense

Apresentador Jimmy Kimmel comandará o Oscar 2017

Notícia foi confirmada pela revista Variety

Assista à nova prévia de "Tamo Junto", comédia estrelada por Sophie Charlotte

Longa apresenta humor repleto de referências da cultura pop

Bertolucci revela que houve estupro em cena de "Último Tango em Paris" e revolta Hollywood

"Queria sua reação como garota, não como atriz", disse o diretor