Guia da Semana

O Brasil na calçada da fama

Festival brasileiro mostra o que a indústria nacional tem a oferecer em Hollywood

Fotos: Daniel Ferreira/Revista Set
Max Fercondini, Talize Sayegh, Reynaldo Gainecchini e Rodrigo Santoro

O Brasil está bombando em Hollywood. Após quatro filmes indicados ao Oscar - O Quatrilho em 1996, O Que É Isso, Companheiro, em 1998, Central do Brasil, em 1999, Cidade de Deus, em 2004 - e o sucesso de diversos conterrâneos em telas internacionais, Los Angeles pôde conferir os maiores expoentes do cinema brasileiro, durante o Hollywood Brazilian Film Festival, evento que ocorreu na última semana, entre os dias 27 e 29 de janeiro.

Dessa vez foram os americanos que encheram os baldinhos de pipoca para assistir aos últimos lançamentos da indústria nacional. Prestigiando a abertura do festival, estavam presentes a produtora Paula Lavigne, a roteirista Laura Malin e os atores Max Fercondini e Gisele Fraga. Os astros Matthew McConaughey (ao lado da esposa, a modelo brasileira Camila Alves), Alice Braga, Rodrigo Santoro e Reynaldo Gianecchini, ajudaram a abrilhantar a noite, que aconteceu no Egyptian Theater, centro de grandes eventos de Hollywood.

O festival

Fotos: Daniel Ferreira/RevistaSete.com
Matthew McConaughey e sua esposa, a modelo brasileira Camila Alves

Com foco nas distribuidoras internacionais, o HBF contou com uma programação variada, que englobou blockbusters e produções underground. Entre os curtas, estavam presentes Tarantino´s Mind, de Bernardo Manitou, baseado na filmografia do diretor Quentin Tarantino, com Selton Mello e Seu Jorge no elenco, O Dia M, de Paulo Leierer, Blackout, de Daniel Rezende e Landau 66, de Fernando Sanches.

Para representar as grandes produções, as telonas do Egyptian Theater exibiram Romance, de Guel Arraes, protagonizado por Wagner Moura e Letícia Sabatella, Entre Lençóis, de Gustavo Nieto Roa, estrelado por Reynaldo Giannechini e Paola Oliveira, o documentário Balé de Pé no Chão, de Lilian Solá Santiago e Marianna Monteiro e, encerrando o festival, o longa Carmo, Hit the Road, de Roberto D`Àvila, uma co-produção hispânico-brasileira, selecionada para o Sundance Festival de 2009.

No dia da estréia, o ator Reynaldo Giannechini, conversou com o Guia da Semana, comentando que as pessoas estão curiosas para ver o trabalho dos brasileiros no cinema. "Por isso, o festival acaba atraindo um público bem heterogêneo, formado por quem gosta de cinema e tem a curiosidade de conhecer os trabalhos realizados no Brasil".

Sem miséria

No coração da produção cinematográfica mundial, o Hollywood Brazilian Film Festival conseguiu uma conquista importante: despertar o interesse e garantir a visibilidade internacional para produções baseadas em temas que fogem do retrato da miséria social.

Depois de filmes como Carandiru, Cidade de Deus e Tropa de Elite, a exibição de longas que tratam de histórias românticas e leves chega para provar a amplitude do cinema brasileiro, como pode ser observado no caso do sucesso atingido pelo filme Se Eu Fosse Você 2 que, em tempos de pirataria, registrou recorde de público e já soma mais de 2,3 milhões de espectadores.

"Temos que valorizar tudo o que já foi feito e mostrar o que retrata a nossa sociedade. Mas por quê não oferecer um romance, uma comédia, ou histórias que fogem da temática da pobreza e da violência? Isso também é bacana e tem que ser mostrado", completa Gianecchini.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Críticos brasileiros elegem "Aquarius" e "Elle" como os melhores filmes de 2016

Abraccine também escolheu "Estado Itinerante" na categoria curta-metragem

"Minha Mãe é uma Peça 2" é o terceiro filme nacional mais assistido desde 2002

Comédia estrelada por Paulo Gustavo estreou em dezembro e segue em cartaz

Festival gratuito de cinema francês pode ser visto em qualquer lugar

7ª edição do MyFrenchFilmFestival acontece entre 13 de janeiro e 13 de fevereiro

Sesc Santana exibe óperas europeias na tela de cinema

“A Flauta Mágica” e “Aida” têm exibições em janeiro

10 Filmes sul-coreanos que você precisa conhecer

Filmes como “A Criada” e “Invasão Zumbi” são exemplos do crescimento do cinema comercial no país

Michael Fassbender fala sobre a adaptação de “Assassin’s Creed” para os cinemas

Filme estreia no Brasil no dia 12 de janeiro