Guia da Semana

O fim do mundo de volta às telas


Um dos líderes de bilheteria no Brasil é Eu Sou a Lenda (2007). Essa é terceira adaptação do livro I am Legend de Richard Matheson. A primeira foi Mortos que Matam (1964), estralada pelo rei dos filmes de terror Vincent Price. A segunda, A Última Esperança da Terra (1971), tem Charlton Heston e zumbis-albinos que usam capas pretas e óculos Ray-Ban. O tema comum a todas as obras, que mostram um mundo em que a população foi dizimada por uma doença mortal, é o fim do mundo. Uma enfermidade, dessa vez causada por um vírus, também devasta a Terra em 12 Macacos (1995), grande filme de Terry Gilliam. O apocalipse já está há tempos na pauta do cinema e é, quase sempre, garantia de blockbusters. Algumas vezes esse mote também resulta em bons filmes.

Os EUA são, notadamente, o país que têm o maior apreço por películas desse tipo. Já em 1979 lançaram Meteoro, filme em que um - veja você - meteoro está para destruir a Terra. Essa mesma idéia foi retomada nos ruizinhos Armageddon e Impacto Profundo, ambos lançados em 1998 e ambos grandes sucessos de bilheteria. Já em Independence Day (1996) quem quer destruir o nosso planetinha são os alienígenas, que dessa vez chegam até a desintegrar a Casa Branca com um raio (mas perdem no final). Em 2001, porém, o ataque ao WTC fez com que os americanos dessem um tempo em filmes como esses, que transformavam o fim dos tempos em um espetáculo de efeitos especiais. Esse conceito só foi retomado com força por Hollywood em 2004, ano de lançamento de O Dia Depois de Amanhã, no qual o novo agente da aniquilação é o aquecimento global.

Essa categoria de filmes mostra também uma mudança na idéia de como a nossa raça pode ser extinta, de acordo com as paranóias da época. Em filmes mais recentes como Armageddon, Impacto Profundo e Independence Day a humanidade é salva pelas bombas nucleares. O mesmo acontece no bom Sunshine - Alerta Solar (2007), filme de Danny Boyle que, infelizmente, não fez muito sucesso por aqui. Na época da Guerra Fria, porém, essas armas faziam parte dos pesadelos das pessoas e acabaram com o mundo em filmes como A Hora Final (1959), The Day After - O Dia Seguinte (1983) e Dr. Fantástico (1964), uma das obras-primas de Stanley Kubrick.

No filme de Kubrick, aliás, a Terra é realmente destruída, nós não conseguimos salvá-la. O mesmo acontece no Guia do Mochileiro das Galáxias (2005), em que a terra é destruída sem muita cerimônia por uma raça alienígena para a construção de uma via interestelar. Mas acho que o único filme em que não sobra nem um ser humano para contar história (apesar de seu final ser aberto a interpretações) é o deliciosamente demente Save The Green Planet (2003). Na obra sul-coreana, a Terra é um experimento alienígena, que acaba por ser destruído por seus criadores, que consideram o planeta um teste mal sucedido.

Essa obsessão pelo fim do mundo é provavelmente um reflexo do constante questionamento da humanidade sobre o seu destino e o seu papel na história. A moral da maioria desses filmes é a de que o homem sempre luta, adapta-se, improvisa, enfim, encontra uma maneira de sobreviver. Esse tema continuará retornando ao cinema periodicamente enquanto isso for verdadeiro e até o dia em que, de fato, a Terra deixar de existir.

Leia as colunas anteriores do Robinson:

  • Fino humor americano: Filmes e piadas que só eles entendem

  • Cinema de alto orçamento: O preço do ingresso não anda ajudando os fãs da sétima arte

  • Movie Titles: Nomes escolhidos para alguns filmes que beiram o mau gosto

    Fotos ilustrativas: Divulgação Quem é o colunista: : Robinson Melgar, 29, não estudou e por isso ganha a vida escrevendo sobre informática. Seu sonho é virar a maior autoridade em cinema de sua rua.

    O que faz: é jornalista.

    Pecado gastronômico: x-calabresa.

    Melhor lugar de São Paulo: Rua Augusta.

    Acesse o site dele: www.morfina.com.br.
  • Atualizado em 6 Set 2011.

    Compartilhe

    Comentários

    Outras notícias recomendadas

    Título do novo "Star Wars" é revelado: "The Last Jedi"

    Oitavo episódio da saga chega aos cinemas em dezembro

    "Batman vs. Superman" lidera indicações ao Framboesa de Ouro 2017; veja lista completa

    Ao contrário do Oscar, premiação elege os piores filmes do ano

    J.K. Rowling desmente boato sobre filme de "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada"

    "Não há verdade nos rumores sobre a trilogia", disse a escritora no Twitter

    Após vídeo de supostos maus-tratos, pré-estreia de "Quatro Vidas de Um Cachorro" é cancelada

    Universal Pictures divulgou comunicado oficial informando o cancelamento

    Animação francesa “A Bailarina” é opção para as férias

    Filme mostra uma menina que sonha em ser bailarina, mas, para isso, terá que aprender lições importantes de vida

    Rede Cinesystem inaugura seu primeiro cinema em São Paulo

    Com nove salas e projeção a laser, cinema promete ser o mais moderno da cidade