Guia da Semana

Os escolhidos

Filmes selecionados para receber verba da Petrobras devem chegar aos cinemas nos próximos anos


A falta de verba é apontada pela maioria dos profissionais da área de cinema no Brasil como a maior dificuldade em se fazer um filme no país. Projetos demoram anos para sair do papel. As saídas para quem está com uma idéia na cabeça e um roteiro na mão é participar de concursos para financiamento do governo ou promovido por empresas privadas.

A legislação em vigor possui alguns benefícios para empresas que disponham parte de seu orçamento para liberar como verba para a produção cultural. Por outro lado, exige-se um sem-número de documentos e vias para que uma produtora possa participar do processo.

Em julho, a Petrobras divulgou uma lista de projetos de longa-metragem que foram aprovados em seu concurso público. E novas inscrições estão abertas. Muitos filmes provavelmente sequer chegarão ao circuito comercial, porém veja alguns títulos que podem chegar em breve à tela grande!

Entre os 28 projetos, apenas quatro são documentários. As produções de ficção incluem as adaptações para o cinema de Capitães de Areia, baseado na obra de Jorge Amado. No longa-metragem, cuja direção será de Guy Gonçalves, a cidade de Salvador nos anos 50 assolada por um grupo de meninos marginais. Outra adaptação é O Bem Amado, inspirado na novela de Dias Gomes. O diretor escalado para a produção é Guel Arraes, o mesmo de Lisbela e o Prisioneiro (foto). Na trama, a saga de Odorico Paraguaçu, prefeito de uma cidadezinha baiana, que tem como objetivo inaugurar um cemitério no município, mas ele nunca consegue por falta de cadáveres.

Sem filmar desde Harmada (2004), o cineasta Maurice Capoville teve o projeto Nervos de Aço aprovado. Uma cantora, um pianista e um produtor musical se envolvem em conflitos pessoais e profissionais quando uma quarta pessoa interfere na vida deles. Outro nome de destaque no cinema nacional que estará de volta é Júlio Bressane. Sua nova produção A Erva do Rato aborda a relação entre o homem e a morte e o vínculo estabelecido com os animais.

Ainda no âmbito da ficção, Faroeste Caboclo, de René Sampaio, promete animar os saudosistas. Baseado na canção homônima do Legião Urbana, o longa contará a trajetória de João de Santo Cristo, marcada pela violência, abandono e pobreza. Outros diretores que conseguiram o incentivo foram Tata Amaral ( Hoje, foto), Sérgio Machado ( A Morte e a Morte de Quincas Berro D´Água), Heitor Dhalia ( À Deriva), Laís Bodanzky ( Mano), Luiz Villaça ( O Contador de Histórias), Ruy Guerra ( Quase Memória) e Hugo Carvana ( Não se Preocupe, Nada Vai dar Certo...), além de outros.

Entre os quatro documentários selecionados está Raul, O Início, O Fim e o Meio, de Adrian Cooper, sobre a biografia do cantor Raul Seixas. Já Panis Et Circensis - Tropicália 40 Anos, de Francisco César Filho, aborda o universo do estilo musical.

Izabel Jaguaribe assina a direção de O Corpo do Rio, cujo principal tema e o culto ao corpo humano. Outro documentário selecionado foi Sertanistas, que o cineasta Silvio Da-Rin explora a fronteira entre o Acre e o Peru.

OUTROS SELECIONADOS
? Histórias de Amor Duram 90 Minutos, de Paulo Halm

? A Alegria, de Felipe Bragança

? Besouro, de João Daniel Tikhomiroff

? Sé... Quando a Carne É Fraca, de Eduardo Ramos

? Amor Sujo, de Paulo Caldas

? O Homem que Não Dormia, de Edgard Navarro

? O Fim e os Meios, de Murilo Salles

? A Última Estação, de Marcio Curi

? Fuga em Ré Menor para Kraunus e Pletskaya, animação de Otto Guerra

? Meninos de Kichute, de Luca Amberg

? O Senhor do Labirinto, de Geraldo Motta

? História de um Valente, de Claudio Barroso



Fotos: www.sxc.hu e www.antonia-ofilme.com.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Críticos brasileiros elegem "Aquarius" e "Elle" como os melhores filmes de 2016

Abraccine também escolheu "Estado Itinerante" na categoria curta-metragem

"Minha Mãe é uma Peça 2" é o terceiro filme nacional mais assistido desde 2002

Comédia estrelada por Paulo Gustavo estreou em dezembro e segue em cartaz

Festival gratuito de cinema francês pode ser visto em qualquer lugar

7ª edição do MyFrenchFilmFestival acontece entre 13 de janeiro e 13 de fevereiro

Sesc Santana exibe óperas europeias na tela de cinema

“A Flauta Mágica” e “Aida” têm exibições em janeiro

10 Filmes sul-coreanos que você precisa conhecer

Filmes como “A Criada” e “Invasão Zumbi” são exemplos do crescimento do cinema comercial no país

Michael Fassbender fala sobre a adaptação de “Assassin’s Creed” para os cinemas

Filme estreia no Brasil no dia 12 de janeiro