Guia da Semana

Por que fim de filme nunca agrada?


Como diria Denise Molinaro, as pessoas têm de ser apresentadas para a realidade. Não adianta fantasiar. Ok, no mundo do cinema temos a ficção, a chance de ultrapassar a realidade e fazer as coisas mais malucas acontecerem. Neste quesito, os filmes nos levam ao futuro, de volta ao passado, a outros mundos, a ter contato com mortos, entre outras coisas que só são possíveis na imaginação ou na tela grande.

Mas, por que toda comédia romântica tem que ter um final feliz? Sempre aquela mesma coisa: o casal se conhece, geralmente não combina, passa por poucas e boas e não importa tudo que o destino vier a impor no futuro... eles sempre vão terminar juntos. Nunca duvide do final previsível de uma comédia romântica. Só eu sei o quanto eu torci para que Diane Keaton ficasse com o gato de Keanu Reeves em Alguém tem que Ceder. Por que ela ficou com o Jack Nicholson? Muito mais acabado e enganador do que o Keanu? Não achei justo.

Em Eu os Declaro Marido e... Larry! a mesma coisa, não achei correto. Os dois forjam um casamento gay para conseguir colocar os filhos de um deles, que é viúvo, como beneficiários do outro caso ele venha a falecer. Ou seja: desfrutar ilicitamente dos benefícios que o governo dos EUA prevê para os homossexuais. História vem, história vai e eles não foram punidos por isso!!! Que nem a Bebel, que sacaneou todo mundo e saiu linda na foto no fim.

As pessoas criticam fim de novela, em que todo mundo acaba bem, casado, casais se reconciliam e os bandidos morrem, ou ficam pobres ou vão para a cadeia. Dizem que não surpreendem, que são óbvios, etc. Mas é difícil encontrar filmes com fins surpreendentes. Para mim foram poucos, confesso. O Sexto Sentido e Os Outros me deram um pouco de frio na espinha. Embora tivesse gente falando desde o começo que já sabia o que acontecia. Eu não acredito. Tá bom... no Sexto Sentido talvez desse para desconfiar o desfecho. Mas é claro que só eu não percebi!

De qualquer forma, odeio os superespertos, que sempre falam que já sabem quem é o assassino por mais surreal que venha a ser a revelação depois. A pretensão é um dos problemas da humanidade e minhas observações empíricas sobre o assunto só estão confirmando a teoria. Algumas (muitas) pessoas deveriam estar em Hollywood escrevendo roteiro e ganhando milhões já que são tão brilhantes.

As tramas bem feitas, aliás, andam em extinção. Difícil encontrar um filme que desafie a nossa inteligência e coloque para pensar. Basta olhar para a lista dos filmes mais vistos e lá está o óbvio do óbvio, vide que (pasme!) Didi é um dos maiores arrecadadores de bilheterias do país. Não que tudo seja uma porcaria, mas o espaço para lançamentos um pouco fora do circuito comercial é apertado e muitas vezes vazio.

Fora que tem filme que devia ser proibido de entrar em cartaz de tão ruim que é. E não é só o fim que é precário não (isso quando dá para entender), é a história inteira. Devia ser considerado roubo pagar o ingresso para assistir a um negócio assim, estilo aquelas comédias de péssimo gosto ou aqueles filmes nacionais sem pé nem cabeça. Aí surpreende como esses negócios estréiam nos cinemas, ao passo que as distribuidoras cancelam os lançamentos de alguns bons filmes que vão direto para DVD. Lamentável um filmaço como A Vida de David Gale, que ficou em cartaz no Top Cine de São Paulo algumas semanas, acabar nas locadoras, praticamente desconhecido do grande público.

Claro que o cinema existe para trazer o impossível, o improvável, o surpreendente. Se não fossem os crimes de mestre, as pistas falsas, os vilões escondidos, não seria cinema e sim vida real. E como a vida real já é muito dura, nada melhor que um filme para trazer a fantasia. É que alguns finais de filme são revoltantes mesmo. Mas, impossível agradar a todos. Principalmente a mim! Brincadeira...

Fotos: Divulgação e www.sxc.hu

Quem é a colunista: Meriane Morselli ou Meri para os chegados.

O que faz: jornalista, 26 anos.

Pecado gastronômico: bacon (aquele que demora 12 horas para digerir, um verdadeiro vilão da vida saudável!)

Melhor lugar de São Paulo: O melhor de São Paulo é São Caetano do Sul (sim, eu sou bairrista).

Fale com ela: meriane@gmail.com


Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Veja os melhores cosplays da Comic Con Experience 2016 (CCXP)

Evento acontece no São Paulo Expo entre 1 e 4 de dezembro

CCXP 2016 surpreende com vídeos exclusivos no segundo dia de evento

Cena de novo “Homem-Aranha” e trailer de “Planeta dos Macacos: A Guerra” foram destaques na sexta-feira

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017

Cahiers du Cinéma elege os melhores filmes de 2016

O brasileiro "Aquarius" aparece em quarto lugar na lista