Guia da Semana

São Paulo protagonista

Em comemoração aos 456 anos da capital paulista, listamos alguns filmes que tiveram a cidade como plano de fundo

Com mais de 1,5 milhão de metros quadrados e cerca de 11 milhões de habitantes, São Paulo e suas diversas locações já serviram de cenário para filmes nacionais e internacionais. As ruas e as construções da maior metrópole sul-americana já foram plano de fundo de obras como Ensaio Sobre a Cegueira, Linha de Passe e São Paulo S/A, uma das poucas contribuições paulistas ao Cinema Novo.

Para celebrar os 456 anos da cidade, selecionamos cinco longas que foram total ou parcialmente rodados em suas ruas e avenidas.

O Signo da Cidade

Foto: Divulgação

Tendo como personagem principal a maior metrópole sul-americana, o longa O Signo da Cidade estreou primeiro em São Paulo, como um presente em comemoração aos 454 anos da capital paulista, onde foi gravado. Sob a direção de Carlos Alberto Riccelli, o filme é protagonizado por Bruna Lombardi, que também assina o roteiro da obra. O enredo gira em torno de personagens que, na luta para romper o isolamento e encontrar a redenção, se enredam em uma única trama e descobrem o poder transformador da solidariedade.

Entre as partes da cidade retratadas pelo filme, destacam-se o viaduto e um charmoso prédio da Rua Major Quedinho, onde foi gravada boa parte do longa, e os hotéis decadentes do Centro Velho da metrópole.

Linha de Passe

Foto: Divulgação

Sob a direção de Walter Salles e Daniela Thomas, Linha de Passe é o retrato de uma São Paulo que, por ser parte da vida cotidiana da maioria de seus habitantes, acaba passando despercebida. Quando a dupla de cineastas leva essa história à tela, a cidade vem à tona. Os sonhos, as frustrações e a correria de seus habitantes têm como plano de fundo locações que vão de condomínios de luxo aos cantos mais longínquos da imensa zona leste da capital. A narrativa gira em torno de quatro irmãos que sintetizam a vida de boa parte dos viventes das periferias de São Paulo. Um sonha em ser jogador de futebol, outro é motoboy, um terceiro é evangélico e o mais novo procura o pai obsessivamente. Cleuza, a mãe, é empregada doméstica e está grávida de um pai desconhecido.

O longa retrata diversos pontos da cidade, entre eles, a avenida Nove de Julho, que vai da região do Vale do Anhangabaú aos Jardins. A via é o cenário onde Dênis, o irmão motoboy, costura os carros para chegar a tempo ao seu destino. Como é típico dos filmes de Salles, o destino é sempre menos importante do que a jornada.

Não por Acaso

Foto: Divulgação

Com um enredo que trata de temas como obsessão e controle, encontro e desencontro, amor e isolamento, o longa Não Por Acaso é mais um que tem São Paulo e o seu cotidiano como plano de fundo. Dirigido por Philippe Barcinski, o filme conta com Rodrigo Santoro e Leonardo Medeiros no elenco. O primeiro interpreta Pedro, um rapaz que é obcecado pela sinuca e enxerga a vida como um jogo, acreditando que o segredo é planejar e repetir jogadas. Já o personagem vivido por Medeiros, Ênio, é um engenheiro de transito solitário, que acredita que é possível controlar as emoções assim como os congestionamentos com que lida cotidianamente. Em comum, os dois têm mulheres de suas vidas envolvidas em um acidente de trânsito.

O Minhocão, fechado para os carros e aberto à população, é retratado num domingo em uma cena tipicamente paulistana. Nela, Ênio anda de bicicleta com sua filha pelo viaduto cujo nome oficial é Elevado Costa e Silva, em homenagem a um dos militares que comandaram o país.

Ensaio Sobre a Cegueira

Foto: Divulgação

Baseado na obra homônima de um dos maiores escritores contemporâneos, José Saramago, Ensaio Sobre a Cegueira foi rodado em Montevidéu, Toronto e São Paulo. Dirigido por Fernando Meirelles, o longa gira em torno de uma epidemia de cegueira, que é branca e não de escuridão. Para isso, o filme conta com uma fotografia clarríssima. No elenco, nomes como Julianne Moore, Denny Gloover, Mark Ruffalo e Gael Garcia Bernal, além da brasileira Alice Braga.

Ao deixar o confinamento, o grupo liderado por Moore saí pelas ruas de São Paulo. O primeiro local por onde passam é a Ponte Estaiada, à época inacabada. De lá eles percorrem todo o centro da metrópole, passando por locais como o Theatro Municipal e o Vale do Anhangabaú.

São Paulo S/A

Foto: Arquivo

Em São Paulo S/A, a capital industrial do país é o cenário onde Carlos, o personagem interpretado por Walmor Chagas, vive a sua crise existencial. Depois de uma noitada por bares e boates da cidade, ele resolve acabar com o seu casamento. Após comunicar essa decisão a Luciana, sua esposa que é vivida por Eva Wilma, ele sai de casa e revive os últimos anos de sua vida pelas ruas da paulicéia desvairada.

Uma das cenas memoráveis de São Paulo S/A se passa no Viaduto do Chá, onde o personagem de Walmor Chagas caminha em meio a transeuntes sem tirar da cabeça as engrenagens. Outro ponto que se destaca é a avenida São João, povoada por homens com chapéus, pastas e toda a indumentária típica dos anos 1960.


Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

“Logan” e “A Bela e A Fera” são os filmes mais vistos nos cinemas em 2017; confira os números

Veja o balanço completo das bilheterias mundiais em 2017

15 Filmes que dão uma aula sobre preconceito racial

Títulos como “Moonlight” e “Estrelas Além do Tempo” têm colocado o tema no centro das atenções

Marvel Studios divulga pôsteres incríveis de "Guardiões Galáxia Vol 2"

Filme estreia nos EUA em 27 de abril

10 Filmes que você vai querer ver nos cinemas em abril

"Joaquim" e "Guardiões da Galáxia Vol. 2" estão entre os destaques do mês

Pennywise está assustador em nova foto de "It: Uma Obra-Prima do Medo"

Adaptação do livro de Stephen King estreia em setembro

Aquaman rouba a cena em novo teaser de "Liga da Justiça"; assista

Filme estreia no dia 16 de novembro