Guia da Semana

Seu desejo é uma ordem

Cinema on-demand é a novidade que o mercado brasileiro receberá em breve. Saiba como funciona!


Já imaginou programar uma sessão de cinema com um filme escolhido por você, numa data, local e horário mais convenientes? Esta proposta um tanto inovadora está próxima de se tornar realidade no Brasil. As exibições customizadas são uma idéia de um grupo de empresários brasileiros que lançam a MovieMobz em abril próximo.

Ao gosto do freguês

A idéia de oferecer filmes ao gosto do freguês pode soar estranha a princípio, mas um dos sócios da nova empresa, Marco Aurélio Marcondes, ex-participante do consórcio Europa Filmes, detalha o modelo de funcionamento do negócio: "a MovieMobz funcionará como uma rede social na internet, assim como o Orkut e o MySpace. Os usuários farão seus perfis, haverá comunidades voltadas para o cinema, as pessoas poderão convidar amigos", explica. Marcondes afirma ainda que a partir desta rede social, os internautas escolherão um filme, a partir da lista de títulos disponíveis, elegerão um cinema e um horário para que seja exibido.

Assim que for atingido um número mínimo de espectadores interessados, a sessão é marcada e a sala de cinema é comunicada com duas semanas de antecedência."Imagine marcar uma sessão de Kill Bill para ver com os amigos, às 9h da manhã?", exemplifica o diretor da empresa.

O negócio, batizado de cinema on-demand, não possui precedentes no mundo, segundo Marcondes. A expectativa da MovieMobz é que o valor do ingresso seja semelhante ao preço médio cobrado nos cinemas comerciais. O acervo contará inicialmente com cerca de 200 filmes, entre novos e de catálogo. A solução encontrada para ter uma lista extensa de opções de títulos foi o licenciamento das produções, sendo que parte do resultado das bilheterias é rateado com o detentor dos direitos da obra.

A novidade

Marco Aurélio Marcondes destaca que é possível trazer de volta a cultura do cineclube através da iniciativa. Ele acredita também que aumentará o espaço para produções menores, que nunca foram exibidas em determinada cidade por falta de interesse das salas de cinema em adquirir o título, afinal não acreditavam que haveria público suficiente para bancar tais sessões.

Os sócios da MovieMobz apostam no formato ainda para melhorar a taxa de ocupação nas salas de cinema, a ampliação da receita, a fidelidade do público e a comunicação. Para os empresários, ficará mais fácil encontrar os interessados em consumir tais produtos, dado que estarão todos reunidos em uma rede social via internet.

Os mentores da idéia

Além de Marcondes, fazem parte da empresa Fabio Lima e José Eduardo Ferrão, ambos sócios-fundadores da Rain Network. São as salas da Rain, especializadas em formatos de cinema digital, que exibirão os filmes da MovieMobz. Elas estão disponíveis em grandes capitais como São Paulo, Rio, Florianópolis, Brasília, Salvador, entre outras. Assim que as operações iniciarem no Brasil, a companhia deve começar a os planos de expansão para a América Latina.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Infância de Pharrell Williams será retratada em musical de Hollywood

"Atlantis" terá produção da FOX e direção de Michael Mayer

12 Filmes, séries e mangás de ficção científica para conhecer depois de “A Vigilante do Amanhã”

Obras como “Matrix” e “Paprika” dialogam diretamente com os temas do filme com Scarlett Johansson

Novo trailer de "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" mostra cena estrelada pelos Vingadores

Nova fase do herói nas telonas estreia no dia 6 de julho

Warner divulga primeiras fotos do novo "Tomb Raider" - confira!

Filme estreia em março de 2018

10 Suspenses psicológicos para quem gostou de “Fragmentado”

Conheça outros filmes surpreendentes sobre transtornos mentais e identidades múltiplas

“Logan” e “A Bela e A Fera” são os filmes mais vistos nos cinemas em 2017; confira os números

Veja o balanço completo das bilheterias mundiais em 2017