Guia da Semana

Terra sem lei

Os filmes que consagraram os cowboys solitários e pistoleiros fizeram história no cinema mundial. Conheça os longas que mantêm acesa a chama do Velho Oeste

Fotos: IMDB

Jeff Bridges, em Bravura Indômita

Com Bravura Indômita, Ethan e Joen Coen trazem de volta um dos gêneros mais populares da sétima arte e que parecia esquecido em Hollywood, o western. Nele, as figuras do xerife e do fora-da-lei convivem em um ambiente indígena, inóspito, com o bem e o mal em duelo constante. O perigo é iminente e é preciso muita força e coragem para se manter vivo em uma sociedade onde a violência parece ser a única forma de garantir a segurança.

O gênero

Com origem nos Estados Unidos, o termo inglês western (ocidental) faz menção à fronteira do Oeste norte-americano durante a colonização. De forma romanceada, as películas tinham como pano de fundo o cenário a partir da linha do Mississipi, marcando o período que precede a Guerra Civil Americana até o início do século XX.

A princípio, os enredos tinham como mote a luta com os índios e a expansão continental. Com o tempo, alguns diretores fizeram uma releitura, reconhecendo de forma benévola o papel dos povos indígenas, tornando-os até cúmplice dos heróis.

Com moralidade definida - o bem vence o mal - e narrativa linear, a principal figura que permeia as histórias são os cowboys: pistoleiros solitários que vagueiam pelas cidades apenas com a roupa do corpo e em cima de seu cavalo. A lei é baseada na força e nas armas. O duelo é a melhor forma de resolução dos conflitos.

Bang bang à italiana

Durante as décadas de 1960 e 1970, o gênero foi revivido com obras realizadas principalmente na Itália, os chamados western spaghetti ou ítalo-westerns. Com orçamento Baixo, os longas eram filmados onde fosse mais barato - Espanha e Iugoslávia - e tinham como característica um teor de violência extrema e muita ação, sem deixar de lado o melodrama. Um dos expoentes dessa fórmula foi o diretor Sergio Leone e foi esse o gênero que deu fama a Clint Eastwood.

Top 10

O Guia da Semana, com ajuda aos usuários do Facebook, selecionou dez filmes que apostaram no duelo entre mocinhos e bandidos. Escolha seu chapéu de cowboy, sente na poltrona do sofá e boa diversão.

Matar ou Morrer (1952)

Antes de se aposentar, o xerife Will Kane (Gary Cooper) descobre que, ao meio dia, chegará um trem na estação trazendo Frank Miller (Ian MacDonald), um criminoso que fugiu da cadeia para se vingar. Sozinho, Kane decide enfrentar a situação. A trama acontece em tempo real, com a hora fatal se aproximando, enquanto a música tema (Do not forsake, oh my Darling, Connie Francis) frisa a derrocada dos companheiros que ajudariam o xerife.

Além de retratar o faroeste, a película faz uma alegoria do clima de medo e suspense que prevalecia nos EUA durante a era McCarthy. O longa recebeu o Oscar de Melhor Ator (Gary Cooper), Trilha Sonora, Canção Original e Edição.



Ficha Técnica
Matar ou Morrer
Título original: High Noon
Direção: Fred Zinnemann
Elenco: Gary Cooper, Thomas Mitchell, Lloyd Bridges, Katy Jurado
Tempo de duração: 84 min
Ano de lançamento: 1952



Os Brutos Também Amam (1953)


Depois de se aposentar como pistoleiro, o misterioso Shane (Alan Ladd) parte em direção à fronteira do Wyoming, EUA, quando encontra no caminho colonos lutando por seus direitos contra grandes criadores de gado. O cowboy envolve-se no conflito e apaixona-se pela esposa do anfitrião. Para livrar os colonos do temível pistoleiro Jack Wilson (Jack Palance), Shane resolve voltar a pegar em armas e entra em um duelo fatal. 

Apesar de ser ficção, a narrativa dirigida por George Stevens baseia-se no episódio conhecido como a Guerra do Condado de Johnson, no Wyoming. O longa venceu o Oscar na categoria Melhor Fotografia Colorida.



Ficha Técnica
Os Brutos Também Amam
Título original: Shane
Direção: George Stevens
Elenco: Alan Ladd, Jean Arthur, Van Heflin, Brandon De Wilde
Tempo de duração: 118 min
Ano de lançamento: 1953



Rastro de Ódio (19
5 6)


John Wayne no papel do ex-oficial confederado, em Rastros de Ódio
 
O Ethan Edwards (John Wayne) retorna da Guerra Civil Americana para o rancho de seu irmão no Texas, onde encontra sua família exterminada pelos índios. Com ajuda do filho adotivo de seu irmão, o mestiço índio Martin Pawley (Jeffrey Hunter), Ethan se mostra obcecado e próximo ao psicótico, correndo contra o tempo para resgatar sua sobrinha - o único ente com vida - e vingar-se da tragédia que assolou a família.

O filme é considerado por muitos críticos como o melhor que John Ford já realizou. Tratando a intolerância e o racismo, o longa apresenta Ethan como um herói grego, uma espécie de Ulisses que não pode voltar para casa depois de ter perdido a guerra.



Ficha Técnica
Rastros de Ódio
Título original: The Searchers
Direção: John Ford
Elenco: John Wayne, Jeffrey Hunter, Natalie Wood
Tempo de duração: 119 min
Ano de lançamento: 1956



Sete Homens e um Destino (1960)


Cansados de ser saqueados e aterrorizados pelo bandido Calvera (Eli Wallach), um grupo de mexicanos sem temperamento violento viaja até a fronteira, onde encontra os pistoleiros desempregados Chris (Yul Brynner) e Vin (Steve McQueen). Com a promessa de recompensa e dispostos à aventura, os foras-da-lei se reúnem com outros cinco e travam um confronto mortal para salvar os habitantes do pequeno vilarejo.

Com a trilha sonora de Elmer Bernstein, Sete Homens e um Destino foi inspirado no longa Os Sete Samurais, de Akira Kurosawa. Embora Charles Bronson desempenhasse um pequeno papel, teve empatia do público com seu personagem calado, durão, mas de bom coração. 



Ficha Técnica
Sete Homens e Um Destino
Título original: The Magnificent Seven
Direção: John Sturges
Elenco: Yul Brynner, Eli Wallach, Horst Buchholz, Steve McQueen
Tempo de duração: 128 min
Ano de lançamento: 1960



Era uma Vez no Oeste (1968)

A ex-prostituta Jill McBain (Claudia Cardinale) largou a vida na cidade grande para se casar com o viúvo Brent McBain (Frank Wolff), indo morar em uma propriedade pacata no meio do nada. Mas uma chacina impede que isso ocorra. Com ajuda do misterioso 'O Gaita' (Charles Bronson) e do bandido Cheyenne (Jason Robards), Jill quer preservar sua propriedade. Mas, antes disso, O Gaita tem contas a acertar com o pistoleiro de aluguel Frank (Henry Fonda), por motivos que serão revelados minutos antes do duelo entre os dois.

Dirigido por Sergio Leone, o western spaguetti na época foi considerado lento pela crítica e se tornou um fracasso de público. O reconhecimento chegou somente mais tarde, e hoje é aclamado por muitos como um dos melhores westerns de todos os tempos.



Ficha Técnica
Era uma Vez no Oeste
Título original: C'era una Volta il West
Direção: Sergio Leone
Elenco: Henry Fonda, Claudia Cardinale, Charles Bronson, Jason Robards
Tempo de duração: 166 min
Ano de lançamento: 1968


Butch Cassidy (1969)


Butch Cassidy (Paul Newman) e Sundance Kid (Robert Redford) lideram um bando que ganha a vida assaltando trens e bancos. Caçados pela justiça, os fora-da-lei não encontram outra alternativa a não ser fugir para a América do Sul. Mas a vida na Bolívia não parece trazer grandes assaltos ou uma situação mais tranquila do que a dos EUA.

O filme de George Roy Hill foi baseado na vida real de dois lendários assaltantes que viveram no final do século XIX.  Foi um dos grandes no Oscar em 1970, vencendo nas categorias Melhor Roteiro Original, Fotografia, Trilha Sonora e Canção Original ( Raindrops Keep Fallin' on My Head, interpretada por B.J. Thomas).



Ficha Técnica
Butch Cassidy
Título original: Butch Cassidy and the Sundance Kid
Direção: George Roy Hill
Elenco: Paul Newman, Robert Redford, Katharine Ross, Strother Martin
Tempo de duração: 112 min
Ano de lançamento: 1969


Os Imperdoáveis (1992)


Além de dirigir, Clint Eastwood é o protagonista de Os Imperdoáveis

O jovem pistoleiro Schofiel Kid (Jaimz Woolvett) sai em busca da recompensa e recruta o aposentado Bill Munny (Clint Eastwood) para matar os homens que cortaram o rosto de uma prostituta. Junto com Ned Logan (Morgan Freeman), eles saem na caçada. No meio do caminho, o confronto com Engish Bob (Richards Harris) vai ser inevitável, já que este não abre mão da recompensa. O xerife Little Bill Daggett (Gene Hackman) acompanha os passos dos pistoleiros e faz de tudo para manter a paz em sua cidade.

Na película, Clint Eastwood faz várias referências ao seu antigo e lendário personagem Pistoleiro sem nome, celebrizado por Sergio Leone nos filmes da Trilogia dos Dólares. Além de Melhor Filme e Diretor, o longa recebeu os Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Gene Hackman) e Montagem.



Ficha Técnica
Os Imperdoáveis
Título original: Unforgiven
Direção: Clint Eastwood
Elenco: Clint Eastwood, Gene Hackman, Morgan Freeman, Jaimz Woolvett
Tempo de duração: 131 min
Ano de lançamento: 1992


Querida Wendy (2005)

Dick (Jamie Bell) é um jovem que vive na cidade desolada chamada Estherslope. Filho de um mineiro, ele se recusa a seguir o comportamento machão e belicista da maioria. A narrativa muda o rumo quando compra uma pequena arma de fogo e fica fascinado. Junto com seus amigos, monta um clube secreto que une o pacifismo com a paixão pelas armas. Mas a regra número um do clube (Nunca saque sua pistola) é ignorada quando o grupo se depara com uma situação de risco.

Uma das principais premissas do filme é a crítica à sociedade norte-americana e sua postura em relação às armas. O longa é a primeira colaboração no cinema entre os dois fundadores do movimento Dogma 95 (para a criação de um cinema mais realista e menos comercial), com Thomas Vinterberg e Lars von Trier ( Dogville, 2003).



Ficha Técnica
Querida Wendy
Título original: Dear Wendy
Direção: Thomas Vintenberg
Elenco: Jamie Bell, Bill Pullman, Michael Angarano, Danso Gordon
Tempo de duração: 101 min
Ano de lançamento: 2005


Onde os Fracos Não Têm Vez (2007)

Durante uma caça no Texas, EUA, o veterano do Vietnã Llewelyn Moss (Josh Brolin) encontra uma uma mala cheia de dinheiro, fruto de uma disputa entre traficantes. Sem saber o perigo que corre, ele toma a maleta para si, mas logo percebe que os verdadeiros donos já estão no seu encalço. Para sobreviver, Moss conta com o xerife Ed Tom (Tommy Lee Jones), que tenta arrumar uma maneira de ajudar o novo milionário.

Adaptado do romance homônimo de Cormac Mccarthy, esse wertern pós-moderno trata de personagens sem honradez e hombridade, que tentam viver em um mundo onde os seus valores clássicos já foram subvertidos. O longa foi o grande vencedor do Oscar de 2008, com os prêmios de Melhor Filme, Direção, Ator Coadjuvante e Roteiro Adaptado.



Ficha Técnica
Onde os Fracos Não Têm Vez
Título original: No Country for Old Men
Direção: Ethan Coen, Joel Coen
Elenco: Tommy Lee Jones, Javier Bardem, Josh Brolin, Woody Harrelson
Tempo de duração: 122 min
Ano de lançamento: 2007


Bravura Indômita (2010)


Durante a era pós-Guerra Civil Americana, Jeff Bridges é o justiceiro beberrão Rooster Cogburn, contratado pela garota Mattie Ross (Hailee Steinfeld) para vingar a morte do pai, assassinado covardemente por um certo Tom Chaney (Josh Brolin). Com ajuda do Texas Ranger LaBoeuf (Matt Damon), a dupla persegue o criminoso escondido no território indígena, terra onde poucos se arriscam a ir.

No filme original dirigido por Henry Hathaway, John Wayne interpretou Cogburn e foi premiado com o Oscar de Melhor Ator, em 1970. Considerado o azarão na premiação da Academia, o western foi indicado em dez categorias, incluindo Melhor Filme, Diretor e Ator (Jeff Bridges).



Ficha Técnica
Bravura Indômita
Título original: True Grit
Direção: Ethan Coen, Joel Coen
Elenco: Matt Damon, Josh Brolin, Jeff Bridges, Barry Pepper
Tempo de duração: 110 min
Ano de lançamento: 2010

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Veja os melhores cosplays da Comic Con Experience 2016 (CCXP)

Evento acontece no São Paulo Expo entre 1 e 4 de dezembro

CCXP 2016 surpreende com vídeos exclusivos no segundo dia de evento

Cena de novo “Homem-Aranha” e trailer de “Planeta dos Macacos: A Guerra” foram destaques na sexta-feira

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017

Cahiers du Cinéma elege os melhores filmes de 2016

O brasileiro "Aquarius" aparece em quarto lugar na lista