Guia da Semana

Um cinema olímpico

Em tempos de olimpíadas, filmes sobre esportes não faltam

Herói disputa prova de revesamento em Asterix nos Jogos Olímpicos.

Mais quatro anos se passaram e as aguardadas Olimpíadas de Pequim estão aí. Até 24 de agosto, quando a festa se encerra, será difícil algum outro assunto ser tão comentado quanto os esportes que fazem parte do evento. Para quem gosta de cinema, então, o melhor é assistir aos filmes que retrataram estes jogos. Uma das melhores oportunidades nas telas é Asterix nos Jogos Olímpicos, que estréia no mesmo dia da abertura, 8 de agosto.

Quem quer saber um pouco sobre os primórdios das Olimpíadas, preferindo o humor à verdade histórica, não pode perder os heróis gauleses disputando as provas. O filme ainda conta com as participações de esportistas reais, como Zinèdine Zidane e Michael Schumacher. Quem prefere algo sério, Munique, dirigido por Steven Spielberg em 2005, é uma opção melhor. O drama retrata o atentado sofrido pelos atletas israelenses nas Olimpíadas de Munique, em 1972. O fato é ainda mais explorado no documentário vencedor do Oscar de 2000, Um Dia em Setembro.

Mas, já que os jogos se passam na China, nada melhor do que Kung Fu Panda para entrar no clima. Apesar da luta não ser ainda um esporte oficial nos jogos, este ano irá aparecer como uma modalidade demonstrativa. Se agradar, em 2012 o kung fu fará parte do calendário oficial do evento. Isto aconteceu, por exemplo, com o tênis de mesa, que começou a ser disputado em 1988. Desde então, a China sagrou-se vencedora na maioria das disputas. O esporte é retratado com bastante humor em Bolas em Pânico, que será lançado em novembro. Nele, um agente do FBI entrará em uma competição para capturar um criminoso viciado na modalidade.

Charlton Heston na corrida de bigas de Ben-Hur, de 1959.

Falar de cinema e esporte, no entanto, é difícil sem citar um dos maiores clássicos sobre o assunto. Vencedor de quatro prêmios Oscar em 1982, incluindo o de melhor filme, Carruagens de Fogo fala sobre a disputa entre dois maratonistas nas olimpíadas de verão de 1924. Ainda hoje, a trilha sonora composta por Vangelis é usada como símbolo da corrida. Outro clássico relacionado ao evento é Ben-Hur, de 1959. Apesar de ser um filme bíblico, contém uma cena de corrida de bigas que é comumente associada aos primeiros jogos olímpicos.

Mas, como as bigas já foram abandonadas há algum tempo, outro veículo têm um lugar de destaque nas disputas. E, em As Bicicletas de Belleville, o ciclismo é um dos personagens principais. Na animação francesa, um menino fascinado pelo esporte é seqüestrado durante a Volta da França. Outra corrida tradicional é a natação, que reserva uma grande quantidade de medalhas nas olimpíadas. Pride - O Orgulho de uma Nação conta a história real de um professor que, nos anos 70, decidiu montar uma equipe de natação só de negros, na Filadélfia.

Difícil é acompanhar os jogos sem um destaque para a ginástica olímpica. A história real do ginasta Dan Millman, que tinha como maior sonho participar das olimpíadas até sofrer uma lesão, é contada no filme Poder Além da Vida. Outro grande drama envolvendo esportes, mas desta vez sem se basear em uma história real, está em Menina de Ouro, de Clint Eastwood. O vencedor do Oscar conta a luta de uma mulher para se tornar boxeadora, e as conseqüências que isto lhe traz. O boxe feminino, que iria entrar nas olimpíadas neste ano, foi rejeitado pelo COI. Porém, o esporte tentará se tornar olímpico em Londres, em 2012.

Quatro irmãos de Linha de Passe em cena do filme.

Há também, claro, os esportes em grupo, que apesar de distribuir poucas medalhas, conferem bastante emoção aos jogos. O vôlei é retratado com bastante humor na comédia tailandesa As Damas de Ferro. O filme conta a história real de um homem diferente, que, por não ser aceito em nenhum time, decidiu montar um só de pessoas como ele, travestis, se tornando um grande sucesso. História real de superação também está em Coach Carter - Treino para a Vida. Nele, um rígido treinador faz suas escolhas nas quadras de acordo com o comportamento dos atletas fora delas.

E o esporte coletivo mais popular no Brasil também é bastante presente nos cinemas. Apesar de nunca ter conseguido uma medalha de ouro nos jogos olímpicos, o futebol masculino tem diversos filmes em sua homenagem, como Boleiros - Era uma Vez o Futebol e Boleiros 2 - Vencedores e Vencidos, de Ugo Giorgetti. E quem quiser conferir a visão dos alemães sobre a pobreza do país, tendo como pano de fundo este esporte, há a co-produção Brasil-Alemanha Show de Bola, sobre um garoto de favela que sonha ser jogador. A partir de 15 de agosto nos cinemas. Em setembro, uma história parecida contada pelo brasileiro Walter Salles aparece nas telas em Linha de Passe.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Após polêmica, Bernardo Bertolucci desmente estupro em "Último Tango em Paris"

Diretor julgou repercussão como um "mal-entendido ridículo"

"Guardiões da Galáxia Vol. 2" tem o trailer mais assistido da história da Marvel

Continuação do longa de 2014 chega aos cinemas em abril de 2017

"Sully - O Herói do Rio Hudson" ganha nova data de estreia no Brasil

Filme em que Tom Hanks evita acidente aéreo teve lançamento adiado após tragédia com Chapecoense

Apresentador Jimmy Kimmel comandará o Oscar 2017

Notícia foi confirmada pela revista Variety

Assista à nova prévia de "Tamo Junto", comédia estrelada por Sophie Charlotte

Longa apresenta humor repleto de referências da cultura pop

Bertolucci revela que houve estupro em cena de "Último Tango em Paris" e revolta Hollywood

"Queria sua reação como garota, não como atriz", disse o diretor