Guia da Semana

Vingança e violência marcam versão original de Oldboy

Clássico sul-coreano leva influências de Tarantino a história baseada em mangá

Oldboy é um daqueles longas em que o espectador se situa apenas nos últimos minutos, depois de passar quase duas horas na escuridão. Misturando temas como hipnose, tortura, insanidade, paixão e vingança, o filme de Chan-wook Park integra, não por acaso, a chamada Trilogia da Vingança do diretor sul-coreano (com Mr. Vingança e Lady Vingança), que se baseou no mangá de Garon Tsuchiya e Nobuaki Minegishi.

+ Saiba mais sobre cinema com o especial ESPM
+ Conheça 10 filmes que você não sabia que eram remakes 

Carregado  em cenas de violência que lembram trabalhos de outro cineasta, Quentin Tarantino, Oldboy venceu o Grand Prix no Festival de Cannes em 2003. Coincindência ou não, o diretor estadunidense participava do júri.

As primeiras cenas mostram o protagonista Oh Dae Su (Min-sik Choi) desesperado, num cativeiro onde esteve preso por 15 anos sem saber por quê. Seu retrato da agonia é construído como um diário, interminável. Quando finalmente foge, é porque as portas se abriram. Porque alguém permitiu.

O que se segue é um desafio aos estômagos mais fortes. Enquanto tece sua vingança, Oh Dae Su se envolve com uma jovem chef de cozinha e as cenas de afeto (um tanto duras) se misturam a quadros de violência e mutilação explícitos. O sofrimento do espectador, entretanto, é recompensando quando a rede de enigmas começa a se desenrolar de forma imprevisível, perto do fim.

A melhor palavra para descrever Oldboy é, provavelmente, “chocante”. Mas nada que apreciadores de Tarantino, Fincher e até Kafka não estejam acostumados.

 

Atualizado em 28 Fev 2014.

Por Marina Ayub, aluna do 2º Semestre do curso De jornalismo da ESPM
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Sesc Santana exibe óperas europeias na tela de cinema

“A Flauta Mágica” e “Aida” têm exibições em janeiro

10 Filmes sul-coreanos que você precisa conhecer

Filmes como “A Criada” e “Invasão Zumbi” são exemplos do crescimento do cinema comercial no país

Michael Fassbender fala sobre a adaptação de “Assassin’s Creed” para os cinemas

Filme estreia no Brasil no dia 12 de janeiro

Natalie Portman encarna a Sra. Kennedy no pesado e surpreendente “Jackie”

Filme reconta o assassinato do presidente americano sob o ponto de vista da primeira-dama

Andrew Garfield fala sobre selinho em Ryan Reynolds no Globo de Ouro - e repete a dose em apresentador!

Ao falar sobre o assunto, Garfield beijou Stephen Colbert

“Moonlight” chega aos cinemas brasileiros às vésperas do Oscar 2017

Filme narra a história de um garoto negro que se descobre gay numa comunidade preconceituosa e violenta