Guia da Semana

King Kong

Remake do clássico da década de 30 mostra a descoberta de um macaco gigante que é levador para a cidade

King Kong

Diretor: Peter Jackson

Elenco: Adrien Brody, Naomi Watts, Jack Black

País de origem: EUA/NZL

Ano de produção: 2005

Classificação: 12 anos

A atriz de teatro Ann Darrow (Naomi Watts) passa o tempo a divertir as pessoas enquanto se afunda na própria tristeza. A bela acaba sempre abandonada por todos que ama e duvida até mesmo da existência do amor. Como tantos outros nova-iorquinos na Grande Depressão, ela se depara com as portas fechadas do teatro em que trabalhava e fica sem meios de se sustentar. Até então, a única oportunidade que recebe é de um cabaré. Vagando pelas ruas de Manhattan, ela é acometida pela fome e rouba uma maça. Quem a salva da humilhação é o cineasta Carl Denham (Jack Black).

Denham vê em Darrow a salvação de seu próximo filme, que teve o patrocínio cancelado e que vai ditar o sucesso ou o fracasso de sua carreira. Na verdade, ele a convida para ser a atriz principal exclusivamente por ela ter o mesmo manequim da artista que caiu fora do elenco. Indecisa, ela aceita a proposta quando descobre que o roteirista do filme é o respeitado dramaturgo Jack Driscoll (Adrien Brody), por quem nutre um amor platônico.

Com uma equipe restrita ao casal de protagonistas, técnico de som, assistente de direção, câmera e Jack Driscoll, o diretor parte para a Ilha da Caverna, dizendo que o destino é Singapura. Ninguém nunca sobreviveu no território desconhecido, habitado por canibais, dinossauros e King Kong, o gorila gigante de 7,6 metros e 3,6 toneladas. Uma vez na ilha, difícil será sair de lá. Quando todos desembarcam na região rodeada de grandes rochas, é notável um clima hostil. Abordados por canibais, alguns conseguem escapar atirando balas para todo o lado.

Novamente a bordo e prontos para fugir, é Jack Driscoll que se dá conta da ausência de Ann Darrow. Para salvar a bela, todos se prontificam a voltar, sem imaginar os desafios que enfrentarão. A fúria de Kong não é nada perto de insetos gigantes, dinossauros e outras criaturas. Perto da atriz, Kong se revela com sentimentos maiores que sua monstruosidade e faz de tudo para protegê-la. Com isso, ele marca também o fim de uma hegemonia de mais de cem anos naquela ilha esquecida. O gigante é capturado e levado para Nova York, onde não resiste ficar longe da amada.

A concretização do remake do clássico de 1933 é o ápice do sonho de quase uma vida de Peter Jackson (Trilogia de O Senhor do Anéis). Quando tinha 12 anos, o cineasta começou a trabalhar na sua versão para King Kong. Ele usou uma miniatura de papel do Empire State Building, uma antiga estola, um lençol pintado com um cenário de Nova York e sua câmera Super 8. Hoje, a produção é uma das mais caras da história e custou cerca de US$ 207 milhões, parte até do salário de US$ 20 milhões de Jackson. Para se ter uma idéia, apenas para criar a magia do gigante foram necessário 450 artistas de efeitos visuais. O filme ganhou o Oscar 2006 em todas as categorias em que disputou: Efeitos Visuais, Edição de Som e Mixagem de Som.

Veja também a matéria especial sobre outros famosos remakes do cinema.

Compartilhe

Comentários

Warner divulga primeiras fotos do novo "Tomb Raider" - confira!

Warner divulga primeiras fotos do novo "Tomb Raider" - confira!

Filme estreia em março de 2018

15 Filmes que dão uma aula sobre preconceito racial

15 Filmes que dão uma aula sobre preconceito racial

Títulos como “Moonlight” e “Estrelas Além do Tempo” têm colocado o tema no centro das atenções

10 Filmes que você vai querer ver nos cinemas em abril

10 Filmes que você vai querer ver nos cinemas em abril

"Joaquim" e "Guardiões da Galáxia Vol. 2" estão entre os destaques do mês

Novo “Power Rangers” equilibra nostalgia e modernidade e foca no público adolescente

Novo “Power Rangers” equilibra nostalgia e modernidade e foca no público adolescente

Filme aposta no desenvolvimento dos personagens e trabalha a diversidade

“T2 Trainspotting” – como o original, sequência também é um espelho do seu tempo

“T2 Trainspotting” – como o original, sequência também é um espelho do seu tempo

Longa se passa 20 anos depois do clássico e traz de volta o mesmo elenco

“Logan” e “A Bela e A Fera” são os filmes mais vistos nos cinemas em 2017; confira os números

“Logan” e “A Bela e A Fera” são os filmes mais vistos nos cinemas em 2017; confira os números

Veja o balanço completo das bilheterias mundiais em 2017

Notícias recomendadas

“It”: terror baseado em obra de Stephen King ganha trailer sinistro

Filme com ator de Stranger Things estreia em setembro nos cinemas

Novo trailer de “Valerian e A Cidade dos Mil Planetas” mostra a exuberância de seu universo fantástico

Filme de Luc Besson chega aos cinemas no dia 10 de agosto

Infância de Pharrell Williams será retratada em musical de Hollywood

"Atlantis" terá produção da FOX e direção de Michael Mayer

12 Filmes, séries e mangás de ficção científica para conhecer depois de “A Vigilante do Amanhã”

Obras como “Matrix” e “Paprika” dialogam diretamente com os temas do filme com Scarlett Johansson

Novo trailer de "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" mostra cena estrelada pelos Vingadores

Nova fase do herói nas telonas estreia no dia 6 de julho

Warner divulga primeiras fotos do novo "Tomb Raider" - confira!

Filme estreia em março de 2018