Guia da Semana

Como reconhecer a hora certa para mudar de carreira?

Coach Ana Pliopas, da Hudson Brasil, dá orientações para acertar na escolha

Mudar de carreira não é uma das decisões mais fáceis. Afinal, existe o risco de se arrepender e perder tempo com um novo rumo profissional que pode trazer prejuízos financeiros e frustração. Se a escolha é acertada, no entanto, traz as recompensas da realização profissional e, por conseguinte, da felicidade no trabalho. Mas como reconhecer a hora certa de migrar para uma nova carreira?

+ Dez dicas para incrementar sua carreira
+ Odeio meu chefe: e agora?
+ Como lidar com a pressão no trabalho?

"O momento certo é aquele que nos permite enfrentar o risco da maneira mais preparada possível. É importante pesquisar sobre a nova carreira e seria ideal até fazer um 'teste drive', se possível. É importante entender como é o dia a dia, qual a rotina, quais as dificuldades da atividade", explica Ana Pliopas, coach executiva e sócia do Instituto Hudson de Coaching Brasil

Para a profissional, não existe idade para mudar de carreira, mas a mudança requer planejamento. "O problema de mudar de carreira depois dos 30 anos é enfrentar os compromissos que a vida adulta impõe: filhos, aluguel, manutenção de um padrão de vida conquistado. Uma mudança de carreira, em geral, leva à diminuição de rendimentos. Por isso, antes de efetivar a decisão, sugiro acumular, no mínimo, um montante que permita à pessoa viver sem remuneração por dois anos", orienta. 

Novos rumos

Para saber se a mudança de carreira é a melhor saída, de acordo com Ana Pliopas, deve-se tentar separar o que a pessoa gosta do que não está funcionando em seu emprego atual. "Em alguns processos de coaching executivo, sugiro que o cliente faça o registro de uma semana de trabalho e, ao final do dia, anote as atividades das quais gostou e e das quais não gostou. Dessa maneira, a pessoa pode separar se a insatisfação se dá por alguma questão de contexto, como um chefe autoritário, ou se a crise de fato é de incompatibilidade com as atividades do emprego". 

E quando existe indecisão sobre que nova carreira seguir? A dica da coach executiva é buscar o autoconhecimento, com uma análise de sua história de vida e entendimento sobre como decisões importantes foram tomadas. "É fundamental, ainda, identificar seus pontos fortes, interesses e valores. Um coaching de carreira também pode apoiar o indivíduo em sua jornada de descoberta", orienta. 

Confira abaixo cinco dicas da coach executiva Ana Pliopas de como traçar um plano estratégico para mudar de carreira e acertar no novo ofício:

Não se precipite
"Não confunda insatisfação com seu chefe ou descontentamento com as políticas da empresa com necessidade de mudar de carreira".

Busque o autoconhecimento
"Entenda as suas preferências, valores e se aproprie de suas competências. É possível que algumas competências que você usa em sua atividade atual sejam transferíveis para sua futura carreira".

Pesquise
"Conheça o maior número possível de características da nova carreira que pretende perseguir. Saiba como é o dia a dia e os dessabores de quem está na profissão que você busca".

Planeje
"Faça as contas e economize dinheiro para que possa aguentar os primeiros tempos da nova atividade sem a remuneração com a qual está acostumado".

Não desista
"O mundo precisa de pessoas que gostam do que fazem, que têm um propósito de vida e acreditam em sua contribuição". 

Atualizado em 29 Ago 2014.

Por Conceição Gama
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Spotify Premium oferece 50% de desconto para estudantes no Brasil

Universitários de faculdades credenciadas terão acesso ao streaming pela metade do preço

Caso "Menino do Acre" inspira jogo de smartphone

Usuários precisam desvendar mistério em torno do desaparecimento do estudante

"Bichinho Virtual" comemora 20 anos e é relançado no Japão

Tamagotchi está de volta em seis versões <3

Kopenhagen alerta sobre falsa promoção nas redes sociais

Segundo a empresa, mensagens recebidas via Facebook e WhatsApp é um vírus

Livraria Cultura lança loja virtual com descontos em livros seminovos

Descontos chegam a 60% e você também pode vender os seus títulos

Comercial da Pepsi nos EUA gera crítica nas redes sociais; entenda

Kendall oferece refrigerante a policial, e o Twitter deixou alguns recadinhos