Guia da Semana

Como reconhecer a hora certa para mudar de carreira?

Coach Ana Pliopas, da Hudson Brasil, dá orientações para acertar na escolha

Mudar de carreira não é uma das decisões mais fáceis. Afinal, existe o risco de se arrepender e perder tempo com um novo rumo profissional que pode trazer prejuízos financeiros e frustração. Se a escolha é acertada, no entanto, traz as recompensas da realização profissional e, por conseguinte, da felicidade no trabalho. Mas como reconhecer a hora certa de migrar para uma nova carreira?

+ Dez dicas para incrementar sua carreira
+ Odeio meu chefe: e agora?
+ Como lidar com a pressão no trabalho?

"O momento certo é aquele que nos permite enfrentar o risco da maneira mais preparada possível. É importante pesquisar sobre a nova carreira e seria ideal até fazer um 'teste drive', se possível. É importante entender como é o dia a dia, qual a rotina, quais as dificuldades da atividade", explica Ana Pliopas, coach executiva e sócia do Instituto Hudson de Coaching Brasil

Para a profissional, não existe idade para mudar de carreira, mas a mudança requer planejamento. "O problema de mudar de carreira depois dos 30 anos é enfrentar os compromissos que a vida adulta impõe: filhos, aluguel, manutenção de um padrão de vida conquistado. Uma mudança de carreira, em geral, leva à diminuição de rendimentos. Por isso, antes de efetivar a decisão, sugiro acumular, no mínimo, um montante que permita à pessoa viver sem remuneração por dois anos", orienta. 

Novos rumos

Para saber se a mudança de carreira é a melhor saída, de acordo com Ana Pliopas, deve-se tentar separar o que a pessoa gosta do que não está funcionando em seu emprego atual. "Em alguns processos de coaching executivo, sugiro que o cliente faça o registro de uma semana de trabalho e, ao final do dia, anote as atividades das quais gostou e e das quais não gostou. Dessa maneira, a pessoa pode separar se a insatisfação se dá por alguma questão de contexto, como um chefe autoritário, ou se a crise de fato é de incompatibilidade com as atividades do emprego". 

E quando existe indecisão sobre que nova carreira seguir? A dica da coach executiva é buscar o autoconhecimento, com uma análise de sua história de vida e entendimento sobre como decisões importantes foram tomadas. "É fundamental, ainda, identificar seus pontos fortes, interesses e valores. Um coaching de carreira também pode apoiar o indivíduo em sua jornada de descoberta", orienta. 

Confira abaixo cinco dicas da coach executiva Ana Pliopas de como traçar um plano estratégico para mudar de carreira e acertar no novo ofício:

Não se precipite
"Não confunda insatisfação com seu chefe ou descontentamento com as políticas da empresa com necessidade de mudar de carreira".

Busque o autoconhecimento
"Entenda as suas preferências, valores e se aproprie de suas competências. É possível que algumas competências que você usa em sua atividade atual sejam transferíveis para sua futura carreira".

Pesquise
"Conheça o maior número possível de características da nova carreira que pretende perseguir. Saiba como é o dia a dia e os dessabores de quem está na profissão que você busca".

Planeje
"Faça as contas e economize dinheiro para que possa aguentar os primeiros tempos da nova atividade sem a remuneração com a qual está acostumado".

Não desista
"O mundo precisa de pessoas que gostam do que fazem, que têm um propósito de vida e acreditam em sua contribuição". 

Atualizado em 29 Ago 2014.

Por Conceição Gama
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Olimpíadas 2020: Goku, do "Dragon Ball Z", pode ser embaixador dos Jogos no Japão

Apesar de nenhum anúncio oficial, o rumor está circulando na internet!

Harvard disponibiliza curso online e gratuito de fotografia

Programa constitui em 12 módulos que vão de práticas básicas ao uso de softwares de edição

"Ai, misericórdia": você precisa conhecer o novo meme das redes sociais

Dos mesmos criadores de "Eta, Giovana", apresentamos o novo hit da internet

Com Super Mario e Zelda, novo videogame da Nintendo será lançado em março

Switch, misto de videogame de mesa e console portátil, sairá por US$ 299

10 dicas infalíveis para curtir ao máximo os bloquinhos de Carnaval de rua

Temer aprova lei que cobra impostos de serviços como Netflix e Spotify

Serviços de streaming passam a entrar na lista de cobrança do ISS