Ai que coceira!

Conheça as causas da caspa e aprenda a evitar o problema

Última publicação: 06/09/2011

Pontinhos brancos espalhados por todo o cabelo, frutos da descamação do couro cabeludo, seguidos de coceira constante e irritação. A caspa, ou dermatite seborréica, acaba com a beleza e a paciência de qualquer mulher.

Foto: Sxc.hu
Ela é formada por um fungo chamado Pitvrosporum oyale, de acordo com a química especialista em cosmetologia Juliana Yamauchi. A causa pode ser também por processos alérgicos, uso incorreto de produtos, distúrbios glandulares e até hormonais, uso de determinados medicamentos ou doenças.

Fatores de instabilidade emocional e estresse podem agravar o problema. De qualquer forma, as pessoas mais propensas a adquirirem são aquelas com pele seborréica ou oleosa. Mesmo assim, existe também a caspa causada pelo ressecamento do couro cabeludo.

As escamas costumam aumentar no período de inverno e baixas temperaturas, de acordo com o dermatologista Abdiel Figueira Lima. "É importante que o paciente seja examinado porque existem diagnósticos de doenças que podem começar com uma simples descamação do couro cabeludo, como é o caso da Psoríase", alerta.

Num estágio avançado, as escamas podem se transformar em verdadeiras crostas, com maior dificuldade de resolução, podendo gerar infecções secundárias. O odor gerado não é uma característica da caspa em si, mas do sebo produzido pelo próprio corpo.

Foto: Sxc.hu


Se não for tratada, a questão será uma grande contribuição para a queda de cabelo. De acordo com a cabeleireira Andréa Gomes, ela entope os poros e o couro cabeludo fica sem respirar, gerando a queda. Caso os cuidados tomados em casa não resolvam, o melhor é procurar pelo dermatologista.

O formol também pode causar fungos que evoluem para caspa. Ele é um produto oleoso e cria uma película em volta do couro cabeludo. Quando a pessoa lava a cabeça, essa película se solta e forma o problema.

Como evitar

? Limpe os fios com produtos adequados.

? Não durma com cabelos molhados.

? Não lave os cabelos com água muito quente.

? Não use bonés ou toucas com muita freqüência.

? Não prenda os cabelos molhados.

? Evite o uso em excesso de gel ou qualquer outro produto próximo ao couro cabeludo (a caspa pode ser um resíduo do produto, entupindo os poros).

? Caso os sintomas apareçam mesmo assim, diminua intensamente o uso de condicionador ou cremes para pentear.

? Se possuir caspa oleosa, não passe o condicionador próximo do couro cabeludo.

? A babosa (Aloe Vera) tem propriedade anti-inflamatória e anti-séptica, portanto pode ajudar. Porém seu efeito será limitado, por não ser um medicamento específico para esse fim.



Ao aparecerem os primeiros sintomas do problema, faça a higienização dos fios com produtos específicos para tratamento da caspa, xampus destringentes e loções que realizam o peeling no couro cabeludo. Pode-se ainda fazer aplicações de LED (luz emitida por diodo), que tem ação antiinflamatória, e aplicação de luz UVA. De qualquer forma, a pessoa deve resolver a origem do problema, para que ele não volte a acontecer. São indicados produtos com os ativos octopirox e mentol.

Normalmente, são usados xampus antiinflamatórios, antifúngicos e normalizadores da descamação. De acordo com o dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia Arthur Tykocinski, o produto deve ser utilizado diariamente para a eficaz remoção da oleosidade e impurezas do couro cabeludo. "O ideal é lavar duas vezes seguidas com a polpa dos dedos (evitando as unhas). Para uma melhor ação, na segunda vez deve-se deixar agir por dois minutos. É recomendável usar água morna ou fria, enxaguar bem e secar com a toalha. Pode usar secador de cabelo morno para remover o excesso de umidade", explica.

Para o consultor de beleza Marcus Andreasa, um tônico ajuda a manter o couro sempre higienizado, reequilibrando o PH. Além disso, produtos que estimulam a circulação sanguínea ajudam as pessoas com propensão ao problema, uma vez que dissolve a crosta do couro cabeludo.

Algumas vezes, de acordo com o diagnóstico feito pelo dermatologista, a caspa pode ser tratada com produtos anti-micóticos de uso local ou até oral, dependendo do caso. Se o couro cabeludo é oleoso, fique atento aos xampus utilizados, preferindo aqueles que ajudam a diminuir essa oleosidade. Além disso, procure fazer banhos de sol, do ponto de vista terapêutico.

De acordo com a dermatologista Mônica Linhares, outros princípios ativos que controlam a caspa são piritiamento de zinco, cetoconezol e nilício. É importante lembrar que ela não desaparece completamente. O que ocorre é que a pessoa fica durante um tempo sem sintomas. Quem tem o problema é porque já existe uma tendência a isso, havendo momentos de melhora e piora.

Sugestões de produtos
Pielus - Mantecorp
Combate à caspa e dermatite seborréica.
Fórmula: ácido salicílico e antifúngico piroctona olamina.
Preço sugerido: R$36,29.
SAC: 08000-117788.



Linha Hair Clean - Fênix Cosméticos
Xampu e condicionador para combate à caspa.
Fórmula: octopirox (piroctona olamina).
Preços sugeridos: xampu - R$15,65/ condicionador - R$15,65.
SAC: (11) 4794-8989.


Stiprox - Stiefel
Xampu para auxiliar no tratamento anti-caspa.
Fórmula: antifúngico e pH compatível com a pele.
Preço sugerido: R$49,70.
SAC: 0800-7043189.



Stiproxal - Stiefel
Xampu para dermatite seborréica moderada e grave, com ação queratolítica (microesfoliação do couro cabeludo).
Fórmula: antifúngico e pH compatível com a pele.
Preço sugerido: R$59,99.
SAC: 0800-7043189.



Colaboraram:
? Juliana Yamauchi
? Arthur Tykocinski
? Abdiel Figueira Lima
Downtown - Av. das Américas, 500, Bl. 21, Sl. 223 - RJ
Fone: (21) 2494-6397
? Andréa Gomes
Walter´s Academy: Rua Barata Ribeiro, 473, loja B, Galeria Menescal, Copacabana - RJ
Fone: (21) 3816-1248
? Marcus Andreasa
Neandro.com: Rua Visconde de Pirajá, 303, sl. 216, Ipanema - RJ
Fone: (21) 2227-5489
? Mônica Linhares
Rua Jardim Botânico, 600, Salas 403/404, Jardim Botânico - RJ
Rua José de Alvarenga, 290, 2º andar, Centro Duque de Caxias - RJ
Fone: (21) 3874-3134/ 2782-1357

Comentários

Destaques do guia