Entrevista com Monica Mattos

Depois de receber o "Oscar" do pornô, atriz diz sentir-se realizada

Última publicação: 06/09/2011

Divulgação
Monica Mattos, brasileira que levou o prêmio de melhor atriz estrangeira do pornô em 2008

Rindo sem graça a cada pergunta e falando baixinho... Foi assim que Monica Mattos, a rainha do pornô nacional, respondeu à nossa entrevista. Primeira brasileira a levar o AVN Award, considerado o "Oscar" do cinema pornográfico, pela performance no filme Devassa, da produtora Brasileirinhas, Monica conta que o segredo do sucesso é gostar do que faz.

"A melhor maneira de saber se uma atriz pornô é boa é quando você realmente acredita que ela está sentindo prazer. É esse meu maior diferencial no trabalho. Ninguém sabe dizer se eu estou fingindo ou não", explicou Monica, que também é apresentadora exclusiva da Planet Sex TV.

A atriz, que tem hoje 24 anos, começou a trabalhar como prostituta aos 18, e diz que não se arrepende. "Foi o meio com que eu consegui minha independência. Na época eu precisava de dinheiro e não achei nenhum absurdo trabalhar como prostituta. Não tenho vergonha de ter começado assim", contou Monica, que nunca tinha feito sexo oral antes do primeiro cliente.

Em 2004, ao descobrir que uma de suas amigas tinha ganhado uma quantia razoável em dinheiro para fazer um filme pornô, Monica se interessou e foi conhecer o produtor. Pouco tempo depois, ela estrearia em: Private - Carnaval Verão Vale-Tudo, primeiro dos 57 filmes que já fez.

Quando indagada sobre o maior problema que já enfrentou numa gravação, Monica não hesita: "A pior coisa é quando o cara não funciona. Aí é uma tristeza. Tem que ficar esperando, atrapalha tudo".

Monica já participou de alguns filmes internacionais, mas sempre gravados no Brasil. "Eu tenho vontade de trabalhar lá fora. Nos EUA, por exemplo, o pornô é levado mais a sério. É mais respeitado. Aqui, até as próprias atrizes têm preconceito. Eu acho que se é pra ter vergonha do que faz, melhor não fazer", explicou. Ela diz que se sente sortuda por nunca ter sofrido diretamente com preconceito: "Na minha frente, ninguém fala mal do que eu faço. É o que importa. Exijo respeito. A opinião de gente preconceituosa eu não levo em conta".



A rotina de gravações e shows de striptease é suficiente para Monica manter a forma. Com 1,60 m e 50 quilos, a morena diz que não passa nem perto da academia de ginástica. Quando o assunto é conquistar alguém, ela diz que basta ser natural e divertida: "Homem adora mulher divertida! Não adianta só ser sexy".

Bissexual assumida, a atriz confessa que prefere se envolver emocionalmente com pessoas do meio pornô: "Quem trabalha no ramo entende melhor, dá menos dor de cabeça". Ao falar da sua vida sexual fora do trabalho, ela surpreende: "Não faço sexo por sexo. Tem que ter sentimento sim. Senão não vale a pena".

A atriz, separada há cerca de um ano, diz que vive o melhor momento de sua vida. "Fiquei muito feliz por ser a primeira brasileira a ganhar o AVN Award. É um reconhecimento do meu trabalho. Estou realizada e curtindo minha vida". Com o sonho de ter uma casa no Rio de Janeiro, de frente pra praia, e conhecer o Havaí, Monica Mattos se considera uma mulher feliz. "E pretendo continuar assim", finalizou.


COMENTÁRIOS

Destaques do guia