Guia da Semana

Exposição ZERO, no Museu Oscar Niemeyer

A exposição é itinerante e, depois de Curitiba, passa por Porto Alegre e São Paulo

Este evento terminou

Exposição ZERO, no Museu Oscar Niemeyer

Data 01 Ago 2013-03 Nov 2013
01º de agosto (abertura às 19h) a 03 de novembro de 2013

Preço(s) R$ 6 e R$ 3 (meia-entrada)

Horário(s) Terça a domingo, das 10h às 18h. Visitas guiadas todos os domingos às 16h30

Rua Marechal Hermes, 999, 80530-230

Telefone (41) 3350-4400

De 01º de agosto a 03 de novembro, o Museu Oscar Niemeyer recebe a exposição ZERO, que traz, pela primeira vez no Brasil, uma visão com enfoque temático dessa vanguarda internacional que, no período pós-guerra (final da década de 1950 e início da década de 1960) revolucionou a arte com pinturas seriais e estruturas luminosas. Os ingressos custam a partir de R$ 3.

+ Litercultura 2013 em Curitiba
+ Natureza Morta, no Museu Alfredo Andersen
+ Do It Yourself, na Galeria Teix

São 24 obras de artistas da Europa e da América do Sul que revelam os modernos modos de pensamento e de trabalho da ZERO. O enfoque se dá nas relações entre artistas europeus, como Yves Klein, Günther Uecker, Otto Piene e Hans Haacke, e sul-americanos, como Lucio Fontana, Almir Mavignier e Jesús Rafael Soto.

Visita Guiada
O museu vai oferece visita guiada à exposição ZERO todos os domingos às 16h30, até o fim da exposição (03/11). A mediação é do professor de História da Arte na Escola de Belas Artes e Músicas do Paraná (EMBAP), Fabricio Vaz Nunes, que é mestre em História da Arte pela Unicamp. 

Sobre o Grupo ZERO
Nos anos 1950, um grupo de artistas alemães tentou criar um novo conceito artístico, ao proclamar o nascimento da arte do pós-guerra no país europeu. Em praticamente uma década, o grupo se transformou em um dos mais conceituados movimentos de vanguarda do século 20. Otto Piene, Heinz Mack e Günther Uecker foram os nomes que marcaram o início desta nova vanguarda. Desde o início, o grupo ZERO foi concebido como rede internacional. A superação de fronteiras, tanto nacionais quanto artísticas, teve importância central em uma Europa marcada pela guerra.

Itinerância
A exposição itinerante é realizada no âmbito da Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014. Após permanecer no Museu Oscar Niemeyer, segue para a Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre (de dezembro de 2013 a março de 2014), e depois para a Pinacoteca do Estado de São Paulo (de abril a junho de 2014).

A curadoria da exposição é Heike van den Valentyn e a coordenação geral do projeto é da gestora cultural Cristina Sommer e coordenação do catálogo e montagem de Violeta Quesada.

Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Parcão

Parcão

Sorella - Centro Cívico

Sorella - Centro Cívico

256m

Maccheroni

Maccheroni

301m

Mancheroni

Mancheroni

301m

Menina dos Olhos Centro Cívico

Menina dos Olhos Centro Cívico

331m

Green Dog

Green Dog

348m

Notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA