Guia da Semana

A arte de Slingar

A forma como você carrega o bebê é a correta?

Foto:Sxc.Hu


Babywearing é o termo utilizado para essa forma de carregar o bebê como se você estivesse o vestindo e, para os pais, não há coisa melhor do que estar pertinho do filhote! Essa prática de transporte coladinho ao corpo é muito comum em várias culturas (africanas, asiáticas e indígenas), slingando por meio de tecidos que em nada se parecem com o canguru que conhecemos.

Os cangurus permitem uma postura anti-fisiológica dos bebês, nas quais as pernas ficam penduradas, gerando uma postura da coluna inadequada, distribuição de peso incorreta e perigosa, pois a base de apoio se incide na genitália do bebê. Além desses fatores, os pais só poderão usá-lo mais para frente, por volta dos três ou quatro meses, quando o bebê possui melhor controle da cabeça.

Já o sling permite uma postura fisiológica do corpo do bebê em suas várias possibilidades de posição, seja na horizontal, sentada de Buda, barriga com barriga, de frente para o mundo, apoiada no quadril e nas costas. Artigo recente da Red Canguro (Associação Espanhola para o Incentivo ao Uso dos Carregadores de Bebê) revela que tanto a coluna quanto o quadril do bebê são "respeitados" pelo sling, pois a postura rã - na qual o bebê senta com as pernas abertas com 45 graus em relação ao eixo corporal, quadril flexionado e joelhos ligeiramente superiores ao bumbum - permitem que a cabeça do fêmur tenha encaixe perfeito no acetábulo do quadril, contribuindo até mesmo para o tratamento de displasias leves de quadril.

Muitas mães já saem da maternidade slingando seu pequeno, o que é maravilhoso para ambos, já que o sling permite a continuidade da barriga e a união dos dois corpos nesse momento tão importante. Portanto, pode ser usado desde o nascimento até os dois ou três anos, por volta dos 10 a 20 quilos da criança.

São vários os tipos a escolher e posições a ser exploradas conforme o bebê cresce, tais como: o ring sling (tecido com duas argolas que permite uma perfeita trava), pouch sling (sem argolas, é feito sob medidas), mei-tai (tecido com alças cruzadas na costas e amarradas na cintura) e wrap (tecido longo amarrado nas costas).

São muitos os fatores positivos em slingar tanto para a mãe quanto para o bebê, confira os benefícios:

Para o bebê:

- O sling é similar à posição de aconchego e fechamento nos braços da mãe, portanto a coluna fica alinhada na posição de conforto físico e emocional;

- O contato tátil, os movimentos, a batida do coração e a respiração da mãe permitem um acolhimento como o do útero;

- Permite várias posições respeitando e favorecendo o desenvolvimento sensório-motor e aquisição de habilidades;

- Permite a posição vertical com bom apoio de cabeça, mesmo para bebês novinhos, sendo indicada para aqueles que possuem refluxo gastro esofágico, prevenindo a regurgitação;

- Tanto a posição de Buda quanto a proximidade e o carinho do corpo da mãe diminuem crises de cólicas;

- São mais tranquilos, seguros, dormem com boa qualidade de sono e choram menos;

- A proximidade e o estímulo corpo a corpo favorecem o ganho de peso, melhora o tônus muscular, a coordenação motora, as reações de equilíbrio e o aprendizado das expressões faciais;

- Enxergam o mundo na mesma linha de quem o carrega, diferentemente das visões baixas permitidas pelos carrinhos de bebê;

- São mais independentes, interagem melhor com o outro e com objetos.

Para os pais:

- Permite melhor vinculação, interação, comunicação, observação e aprendizado da linguagem corporal do bebê;

- É

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte