Guia da Semana

Alimentação Infantil x Fast Foods

Após a coluna da nutricionista Solange Saavedra, confira roteiro de restaurantes especiais para crianças



                              Foto: Getty Images


* Por Solange de Oliveira Saavedra, nuricionista e gerente técnica do Conselho Regional de Nutricionistas/ CRN-3.

A alimentação infantil é sempre uma preocupação para pais e responsáveis. No início da vida, a natureza dá uma boa mãozinha, fornecendo um alimento completo e suficiente para os primeiros seis meses da criança. Mas depois é que a situação se complica, quando a família introduz novos alimentos. É o começo de uma educação alimentar correta ou incorreta. E, nessa fase, as escolhas são de total responsabilidade dos adultos. Por isso, a oferta de alimentos saudáveis deve ser gradativa e feita com paciência, sem forçar a ingesta.

Nesse universo, a criança começa a descobrir novos cheiros, cores e sabores dos diversos alimentos. E, em algum momento, será despertada pelo "mundo encantado" do fast-food. Ela, com certeza, vai querer experimentar refrigerante, hambúrguer, batata frita. E, nessa hora, surge a dúvida na cabeça dos pais: o que fazer?

Bem, proibir não vai adiantar porque, mesmo que eles não queiram levá-la aos locais, a criança vai insistir até vencer pelo cansaço. Mas, por outro lado, o fast-food não pode se tornar um hábito frequente. E, então, o melhor é chegar a um equilíbrio, como levar a criança para comer em fast-food talvez a cada quinze dias. E, quem sabe, essa frequência já vai contentá-la!

Mas para que a criança adote os alimentos saudáveis e aprenda o valor destes para a sua saúde, o melhor é fazer a lição em casa. Por exemplo, na luta dos refrigerantes contra os sucos naturais, comece a preparar sucos variados e naturais no lar. Peça a ajuda da criança no preparo, assim ela interage em todo o processo; depois tome o suco junto com ela. Dessa forma, ela começa a valorizar o alimento natural e, talvez na próxima saída, escolha o suco em vez do refrigerante. Se não conseguir convencê-la da troca, pelo menos, compre o menor volume possível de refrigerante.

                                                            Foto: Getty Images


Quanto à batata frita, outra estrela do fast-food, procure prepará-la em casa de outras formas (assada, purê, sautée) para que a criança veja que há outras maneiras de comer batata, e não só frita! Mas, se não conseguir convencê-la a abrir mão da batata frita, reduza a frequência a uma vez por semana, oferecendo uma porção pequena, para que não se crie um hábito viciado.

Junto com o refrigerante e a batata frita, vem o lanche, geralmente hambúrguer, que também faz muito sucesso com as crianças. Assim como sugerido para o suco, procure preparar lanches parecidos em casa, contando com a ajuda da criança. Escolha alimentos saudáveis, como alface, tomate, cenoura ralada, beterraba ralada, queijo branco, junto com o hambúrguer grelhado, e monte com ela o lanche. Dessa forma, ela entenderá que dá para fazer lanches gostosos também em casa. E, outra maneira de tornar o lanche mais saudável é escolher pães integrais nos seus diversos formatos.

Esporadicamente, o consumo de fast-food não fará mal; o que não deve é substituir refeições por lanches frequentemente. Fazer educação alimentar com criança é um processo lento, contínuo e depende de exemplos, principalmente em casa.










Atualizado em 1 Dez 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte