Guia da Semana

Atenção especial

Você acha que seu filho precisa de um psicólogo? Para tomar esse tipo de decisão é necessário pensar seriamente a respeito



Quando escuto pais preocupados, dizendo que precisam levar o filho ao psicólogo, minha reação inicial é pedir um pouco mais de tempo para emitir minha opinião. Avalio a situação durante meu trabalho de Consultoria Familiar e, em boa parte das vezes, não julgo necessário fazer este encaminhamento.

Muitas vezes, a solução do problema trata-se de ter bons hábitos de educação familiar, atividades adequadas que não negligenciem e nem extrapolem as necessidades da criança, boa higiene, boa alimentação, estabelecimento de limites, diálogo, olhar para o filho e pensar nele.

A grande maioria das famílias, que busca terapia, relata questões referentes à agressividade, ansiedade ou qualquer outra questão que incomode. Digo isso, porque as crianças boazinhas ou tímidas (e eu fui uma criança boazinha e tímida), raramente são vistas como carentes de uma terapia infantil. Mais tarde, quando já adolescente, busquei por iniciativa própria fazer análise e parei somente quase quinze anos depois.

Algumas famílias se preocupam com certos comportamentos dos filhos e, desesperadas, pensam em algo patológico, traumático, de difícil condução que só mesmo o psicólogo pode resolver. Santo psicólogo! Incrível como a responsabilidade pelo momento do filho passa a pertencer ao profissional. Como se ele fosse resolver tudo, inclusive questões que muitas vezes estão nos pais!

Claro que uma terapia ou análise é muitas vezes aconselhada, inclusive para crianças. No entanto, a decisão de levar uma criança ao psicólogo deve ser algo seriamente pensada. Não pela qualidade do serviço do profissional em questão, mas sim pela necessidade real e, mais importante, como a criança irá lidar com isso.

Certa vez, ainda na faculdade, atendíamos em grupo na clínica de psicologia.  Uma das famílias trazia um garoto de 9 anos que já tinha passado por vários profissionais.

Estávamos todos em grupo quando o garotinho perguntou: vocês são psicólogas? Todos olharam para ele tentando esboçar um sorriso acolhedor e então a orientadora perguntou: o que é uma psicóloga? Após um longo instante de silêncio, ele respondeu: -eu não sei, mas já passei por muitas!

A questão não é que a terapia seja prejudicial ou desnecessária, meu olhar é na atitude dos pais em pensar que só o psicólogo dará jeito. E assim achar que, nada que a família faça seja válido, só mesmo o santo profissional. E se nada surtir efeito, o que fazer? Trocar, claro!

A educação dos filhos é custosa mesmo. O desenvolvimento infantil não é linear. São momentos que se sobrepõem e retrocedem o tempo todo. E nada existe de preocupante nisso.

A Psicologia é uma profissão extremamente séria e importante. Não dá pra sair por aí analisando e passando laudos e conselhos. Isso mais piora do que ajuda, estejam certos.

Leia  as colunas anteriores de Antoniele Fagundes:

Onde eles estão?

O perigo mora em todo o lugar

Vem brincar comigo

Quem é a colunista: Filósofa e educadora. Criadora da empresa Babá Ideal.

O que faz: Orientação familiar e cursos personalizados para babás

Pecado Gastronômico: Panetone.

Melhor lugar do mundo: Qualquer um, ao lado da minha família!

Fale com ela: antoniele @babaideal.com.br ou acesse seu site

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte