Guia da Semana

Bariloche é aqui

Esqui é na neve, certo? Nem sempre. Conheça o Ski Park, que fica na cidade de São Roque, onde dá para deslizar montanha abaixo com esqui e tudo - e sem gelo

Fotos: Divulgação/Ski Mountain Park

Do teleférico se tem uma visão legal do parque e da pista

Você tem vontade de esquiar? Sim, de descer uma montanha sobre esquis deslizando sobre a neve. Pois saiba que isso é possível e nem precisa viajar para Bariloche, na Argentina, ou Aspen, nos Estados Unidos. É só ir para o Ski Park, na cidade de São Roque, a 54 km da capital paulista. Não, São Roque não tem neve, não fica em região de serra e lá nem faz - tanto - frio.

O legal da coisa, já que não tem neve, é que a pista de esqui é feita com uma espécie de tapete felpudo e macio de polietileno (um tipo de plástico), e é isso que dá a sensação de deslizar na neve. Para começar, você escolhe entre os esquis ou a prancha de snowboard - ambas são aptas para o esporte. Antes de descer pista abaixo, passe sobre um tapete com sabão de côco líquido, que deixa o equipamento ainda mais liso e facilita a descida. Daí para a frente - ou para baixo, depende do ponto de vista - é só aproveitar e sentir o vento no rosto, o chão passar rápido sob seus pés e curtir a brincadeira.

"E eu nunca esquiei na vida, eu posso esquiar?". Claro! Para descer pista abaixo, a idade mínima deve ser de sete anos. Há duas pistas, uma de treino - onde fica a maioria das pessoas - que não é muito inclinada e é reta, e uma de esqui mesmo, onde a descida é mais forte, longa e com curvas acentuadas, para quem já tem um pouco de prática. E você não precisa comprar o equipamento: o parque aluga tanto a prancha quanto o par de esquis.

E o parque não tem somente a pista de esqui, se bem que ela é uma das atrações principais. Outras atividades legais para ir com a galera são um tobogã de 350 m de comprimento e em três vias, um teleférico que passa por cima das pistas de esqui, arvorismo, tirolesa, um campo de paintball, arco e flecha, passeio a cavalo, playground, trilha ecológica e andar de bicicleta em quatro diferentes tipos de terrenos. E como tudo isso dá fome, o parque dispõe de um restaurante e lanchonete.

"Eu costumo chamar que aqui é um centro de lazer de montanha, e aproveito o que o parque já tem para criar as atividades. O arvorismo é entre as árvores que existem aqui, a trilha também", conta Roque Silva, administrador do parque. E lá é grande mesmo. A área total do Ski Park é de 320 mil m2, equivalente a 45 campos de futebol, e tudo isso a 1200 m de altitude.

Foto: Divulgação/Ski Mountain Park

O Ski Park também tem arvorismo, paintball e tirolesa

O parque fica ainda mais interessante no inverno, quando vai mais gente. A cada fim de semana é feito um campeonato de alguma modalidade esportiva. É lá, por exemplo, que acontece o Desafio Brasileiro de Snowboard, o único do Brasil que tem a aprovação da Federação Brasileira de Esportes na Neve. Nessa ocasião, sobre a pista é colocada uma camada de gelo, para dar mais realismo ao esporte. Tem também trekking, competição de mountain bike e motocross. O restaurante apresenta pratos que têm a cara da estação fria: festival de fondue, alcachofra (um tipo de flor comestível que é frequente na região) e comida da região da Patagônia Argentina.

Mas nem sempre foi assim. Não fosse pela paixão do esquiador gaúcho Davi Santini, a pista nunca existiria. "Ele inaugurou a primeira pista de esqui em Garibaldi, no Rio Grande do Sul, em 1969, e vislumbrou a possibilidade de instalar uma perto de São Paulo. Escolheu a cidade de São Roque e construiu a segunda aqui", lembra Silva. Entre os anos de 1976 a 1978, a pista recebeu muitos visitantes, mas por falta de incentivo acabou sendo fechada. "Não havia asfalto para chegar até o parque, nem muitos hotéis na cidade", conta.

O sonho de reabrir a pista sempre existiu, mas rolou mesmo somente depois que São Roque ganhou o título de estância turística - a cidade já era conhecida pela produção de vinhos. Em 1990, um grupo de investidores formado por uma das famílias mais tradicionais da região adquiriu a montanha e começou as obras do que veio a ser o Ski Mountain Park hoje. O trabalho todo levou oito anos, entre fazer o projeto paisagístico, deixar as pistas na inclinação certa e levantar toda a infra-estrutura. Em 1998 ele foi aberto ao público. "Não tinha sobrado nada da pista original, somente o boneco de neve de concreto que fica no meio do parque que é da época do [Davi] Santini", conta Silva. Uma bela opção de passeio para ir com a galera ou com a família, e descer morro abaixo - de esqui, claro.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte